Conecte-se conosco

Cidades

Saúde alerta sobre os cuidados para evitar a doença de Chagas

No Tocantins, foram notificados, entre 2007 e 2018, 47 casos; dentre esses, 39 foram por transmissão oral

Publicados

em

A doença de Chagas é uma condição infecciosa aguda e crônica causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi

A doença de Chagas é uma condição infecciosa aguda e crônica causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. No Tocantins, foram notificados, entre 2007 e 2018, 47 casos; dentre esses, 39 foram por transmissão oral. Os surtos já ocorridos no Estado tiveram como fonte de contaminação a ingestão de alimentos como bacaba, açaí e palmito de babaçu. No norte do Estado, cerca de 30 pessoas que consumiram suco de bacaba no município de Araguaína estão em investigação. No dia 6 de fevereiro, iniciou a investigação dos casos, sendo que, até o momento, foram confirmados seis casos da doença de Chagas aguda, a investigação está sendo realizada pela vigilância epidemiológica de Araguaína, com orientações da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

A analista em controle de zoonoses estadual, Carina Graser Azevedo, destaca que é realizado um trabalho de suporte ao município de Araguaína neste momento

De acordo com informações repassadas pela Gerência de Vigilância e Controle de Doenças Tropicais Negligenciadas, os casos de doença de Chagas aguda foram diagnosticados por meio do exame parasitológico direto com resultado positivo para Trypanosoma cruzi. Esses pacientes adoecidos estão sendo atendidos pelo Hospital de Doenças Tropicais de Araguaína. Os demais casos suspeitos seguem em investigação, com a realização de exames.

Trabalho de vigilância e atenção à saúde

Os técnicos da Secretaria de Estado da Saúde recomendam, aos profissionais de saúde que atuam nas unidades básicas de saúde, atenção aos sintomas da doença de Chagas em pessoas que apresentem febre prolongada, por mais de sete dias, e os demais sintomas compatíveis com a Doença de Chagas Aguda (DCA).

A analista em Controle de Zoonoses estadual, Carina Graser Azevedo, destacou que é realizado um trabalho de suporte ao município de Araguaína neste momento. “Estamos trabalhando em conjunto com o município. Conforme a vigilância municipal levanta informações e repassa para a nossa área técnica estadual, esclarecemos dúvidas quanto à suspeita e à investigação da doença e orientamos o município a seguir os protocolos existentes quanto ao manejo correto do paciente chagásico nesta fase da doença”, explicou.

Carina também relatou que o Tocantins já tem um trabalho constante e reconhecido de vigilância e controle do vetor da doença de Chagas. “No Tocantins, ao longo dos anos, nós construímos um sistema de vigilância da doença, baseado em um processo de trabalho que monitora o vetor nos domicílios dos 139 municípios do Estado, realizando pesquisa entomológica através de busca ativa seletiva programada e busca passiva do vetor, o inseto barbeiro. Esta última é considerada o padrão ouro na nossa vigilância, pois essa ação visa estimular a população, por meio do trabalho de educação em saúde, a entregar insetos suspeitos de serem transmissores da doença de Chagas”, explicou.

Neste trabalho de busca passiva, o morador é orientado a capturar o inseto que invadiu o seu domicílio usando um saquinho plástico, onde ele captura sem tocar diretamente no mesmo, e entregar ao agente comunitário de Saúde. Esse profissional encaminhará o inseto à sua unidade básica de saúde, de onde o inseto será enviado para o laboratório de entomologia local, para ser identificado e examinado. Logo após o resultado, são desencadeadas as ações, dentre elas pode ser feita a borrifação, seguindo os critérios preconizados pelo Ministério da Saúde e também a investigação epidemiológica em todos os residentes do domicílio, caso o vetor esteja infectado peloTrypanosoma cruzi, desencadeando assim todos os procedimentos pertinentes à atenção básica ao usuário do SUS exposto ao risco de ter sido infectado, conforme preconiza a Secretaria de Estado da Saúde.

Principais sintomas

Febre prolongada por mais de sete dias, associada a edema de face e de membros, exantema, dores nas articulações, dor de cabeça, dor muscular, fraqueza, aumento de fígado e baço, cardiopatia aguda, manifestações hemorrágicas, sinal de Romaña e chagoma de inoculação.

Casos

No Tocantins, entre 2007 e 2018, foram notificados 47 casos de doença de Chagas aguda, 39 desses casos foram por transmissão oral, tendo como fonte de infecção os alimentos bacaba, palmito de babaçu e açaí.

O último surto ocorrido foi no município de Aparecida do Rio Negro, onde foram notificados 15 casos por transmissão oral (bacaba).

A transmissão da doença de Chagas pode ocorrer de diferentes formas:

• contato com fezes/e ou urina de triatomíneos hematófagos (insetos popularmente conhecidos como barbeiro, por via direta (vetorial);

• ingestão de alimentos contaminados com parasitos provenientes de triatomíneos infectados;

• via materno-fetal;

• transfusão de sangue ou transplante de órgãos;

· acidentes laboratoriais, pelo contato da pele ferida ou de mucosas com material contaminado.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Setas promove Workshop da Beleza e Curso de Panificação em Lagoa da Confusão

Capacitações que acontecem no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do município iniciaram na segunda-feira, 15 e seguem até sexta-feira, 19

Publicados

em

Workshop da Beleza em lagoa da Confusão

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), promove o Workshop da Beleza e Curso de Panificação em Lagoa da Confusão. As capacitações, que acontecem no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), iniciaram na segunda-feira, 15 e irão até a sexta-feira, 19.

Os cursos, em parceria com os municípios, são promovidos pela Gerência de Inclusão Produtiva, e compreendem Design de Sobrancelhas, Maquiagem, Cabeleireiro, e também Panificação, e ao final certificarão 60 alunos, que após a conclusão do curso, estarão aptos a atuar no mercado de trabalho, seja em seu próprio negócio ou com outras equipes.

Os cursos possuem carga horária de 20 e 40 horas e são voltados para agricultores familiares, empreendedores de economia solidária, jovens e adultos, micro e pequenos empresários, famílias atendidas pelos programas de transferência de renda, e organizações da sociedade civil.

Inclusão Produtiva

A inclusão produtiva articula ações e programas que favorecem a inserção das pessoas no mundo do trabalho por meio do emprego formal, do empreendedorismo ou de empreendimentos da Economia Solidária.

 

 

Continue Lendo

Cidades

Profissionais tocantinenses são premiados em competição internacional da UIA

O concurso uniu a arquitetura e urbanismo ao design gráfico para criação de logotipo

Publicados

em

Rio de Janeiro, the first UNESCO-UIA World Capital of Architecture 2020

 

A União Internacional dos Arquitetos (UIA) realizou o Concurso de Logotipo da Capital Mundial da Arquitetura da UNESCO-UIA, com objetivo de selecionar um desenho que será utilizado globalmente para a promoção do programa trienal de Capital Mundial da Arquitetura. Foram 588 trabalhos inscritos no concurso, com finalistas da Venezuela e do Brasil.

Em primeiro lugar ficou o designer gráfico da Venezuela, Pedro Contreras Olivo. A logo foi escolhida pela simplicidade, clareza de sua mensagem e coerência estética com os logotipos da UNESCO e da UIA. Segundo Pedro,“a Capital Mundial da Arquitetura é uma cidade em uma jornada através da inovação e planejamento, mas também através de seus valores culturais e patrimônio histórico”.

Em segundo lugar, ficaram a arquiteta e urbanista, Gabriella Agostini, e o designer gráfico e fundador da VTR Arte + Design, Victor Barros Silva, ambos do Estado do Tocantins, Brasil. Para a Gabriella Agostini, participar da competição foi uma experiência incrível. “Tive a oportunidade de unir duas áreas que eu gosto muito, que é arquitetura e design. Ser arquiteta e estar inserida no contexto da arquitetura ajudou a montar o memorial, o briefing e a formar o conceito da logo, que foram baseados nas missões e valores das instituições envolvidas [ UIA e UNESCO] e no que representa ser a Capital Mundial da Arquitetura”, ressaltou.

Ainda segundo a arquiteta e urbanista, eles não esperavam estar entre os primeiros colocados, mas ficaram felizes em poder representar o Brasil em uma competição de caráter internacional.

O designer Victor Barros Silva explicou o processo criativo na construção da logo. “Nós nos reuníamos pra trocar conversa e escutar disco de vinil, enquanto as ideias iam surgindo. O tema do concurso era a cidade como centro do mundo, então, a gente partiu para o Niemeyer Style: dois rabiscos e está pronto; fizemos um círculo preto que representava o mundo, e no meio dele um circulo menor que representava a cidade. Depois disso dividimos ao meio e, a partir daí, criamos a tipologia existente na marca. Criamos um alfabeto baseado nessas formas geométricas e vimos que era algo que chamava a atenção visual pela simplicidade, força e clareza da informação que estava sendo passada. Foi um desafio e tanto”, revelou Victor.

“A iniciativa da parceria entre a UIA e a UNESCO em promover um cenário para estimular debates e pensamentos sobre as cidades é de suma importância; por isso, ao desenvolvermos a logo que representasse a Capital Mundial da Arquitetura, o conceito trabalhado foi o de cidades como centro de ideias, e para isso foi pensado uma forma básica universal e facilmente identificada em qualquer parte do mundo, o círculo”, comentou a arquiteta e urbanista Gabriella Agostini também sobre o processo criativo.

Para Victor Barros Silva, estar entre os primeiros colocados ainda vai trazer muitos benefícios para a carreira profissional dos dois, porém, já mostra o potencial e a capacidade de criação deles. “Daqui para frente muito pode acontecer, ideias temos em demasia e acredito que devo focar mais nessa área de Branding e Gestão de Marcas, quem sabe abrir um estúdio especializado nisso. O futuro é uma incógnita, mas a melhor forma de prevê-lo é criar ele agora. Obrigado, Deus”, agradeceu o designer.

Uma menção honrosa foi concedida aos profissionais Mauricio Schavinskie e Tainara Comiotto, também do Brasil. O design de seu desenho representa o mundo em constante mudança, procurando adaptar-se às forças que atuam sobre ele. A escolha se deu pela criatividade e mérito artístico geral.

Sobre a Capital Mundial da Arquitetura da UNESCO-UIA

A Capital Mundial da Arquitetura é um novo programa trienal lançado pela UNESCO e pela UIA, pelo qual as duas organizações designarão cidades que receberão o Congresso Mundial de Arquitetos da UIA como Capitais do Mundo da Arquitetura por um período de um ano. A cidade, designada como Capital Mundial da Arquitetura, se tornará um fórum global para discutir os desafios prementes que nosso mundo enfrenta, através dos prismas de cultura, patrimônio, planejamento urbano e arquitetura.

A UNESCO, a UIA e instituições locais organizarão atividades e eventos para promover projetos que envolvam não apenas arquitetos e planejadores urbanos, mas profissionais de todos os outros setores relacionados, incluindo artistas, escritores, formuladores de políticas e instituições sociais. O objetivo primordial da iniciativa Capital Mundial da Arquitetura é que as cidades designadas se considerem espaços abertos e criativos para discutir, trocar e buscar soluções para o dilema urbano. O logotipo vencedor será usado internacionalmente para a promoção e marca deste projeto

 

Continue Lendo

Cidades

Prefeito Laurez Moreira comemora anúncio da assinatura do contrato da Ferrovia Norte-Sul

Publicados

em

O Prefeito de Gurupi Laurez Moreira confirmou que estará presente no evento de assinatura do contrato de concessão da Ferrovia Norte-Sul, no dia 31 de julho em Anápolis (GO). O anúncio da assinatura foi feito na última quarta-feira (10) pelo Ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas e a solenidade contará com a presença do presidente Jair Bolsonaro e dos representantes da empresa Rumo S.A, vencedora do Leilão de concessão.

Para o Prefeito Laurez Moreira, a retomada da Ferrovia Norte-Sul será um passo importante para impulsionar o desenvolvimento do município. “É uma excelente notícia para Gurupi a assinatura desse contrato. Isso irá viabilizar a construção do polo de cargas, que já tem a empresa vencedora, e será fundamental para a geração de emprego e renda para a população e fortalecimento da nossa economia”, afirmou.

“Eu cobrei muito essa demanda porque já tínhamos a empresa vencedora da construção do Polo de cargas de Gurupi, mas o empresário não iria investir para construí-lo se ainda não tinha a definição de qual empresa iria explorar o trecho, agora definiu e creio que as coisas devem acontecer o mais rápido possível”, acrescentou o prefeito.

Durante o anúncio, o ministro Tarcísio Freitas declarou que o ato representa a retomada do setor ferroviário no Brasil. “Vamos ver operação ferroviária de verdade de carga geral, de commodities e teremos contêineres nessa rodovia”, assegurou o ministro.

O Leilão do trecho de 1.537 km da Ferrovia Norte-Sul, que liga Estrela d’Oeste (SP) a Porto Nacional (TO), ocorreu ainda no mês de março deste ano. A vencedora foi a concessionária Rumo S.A, que ofertou R$ 2,7 Bilhões por 30 anos de concessão.

Logística

Gurupi está localizada exatamente no núcleo da Ferrovia Norte-Sul e conta com um terminal multimodal de cargas da ferrovia, o que torna o município um centro distribuidor de extrema importância para o Brasil.

Continue Lendo

Notícias