Conecte-se conosco

Cidades

Universitária executa projeto de intervenção do estágio obrigatório na Ursa de Palmas

Publicados

em

O projeto Pontos de Leitura e Cultura nas Prisões, que tem sete pontos de coletas de livros distribuídos em instituições parceiras, contou com a colaboração da acadêmica de Serviço Social da Unopar, Daiana Reis Araujo, que realizou ação de intervenção na manhã dessa segunda-feira, 26, na Unidade de Regime Semiaberto (Ursa) Feminino de Palmas. A universitária, quando esteve com as detentas, as orientou sobre a importância da conservação e manutenção do acervo bibliográfico adquirido pelo projeto e que está à disposição da unidade.

No momento, 34 das 41 unidades prisionais do estado aderiram ao Pontos de Leitura e Cultura nas Prisões que objetiva estabelecer uma biblioteca, estimular o hábito de leitura, fortalecer as atividades educacionais para pessoas privadas de liberdade e também arrecadar livros por meio de doação. Durante a ação dessa segunda, foram entregues 200 livros para a Ursa, mas desde agosto, quando o projeto foi reativado, já recebeu e fez a entrega de mais de 2.000 livros.

A acadêmica Daiana Reis, que esteve em meio as detentas durante a apresentação do projeto na URSA, falou sobre a importância do estudo dentro de unidades penais. “A promoção de ações culturais nas prisões é tida como uma atividade que visa a não reincidência criminal, mas também busca oferecer oportunidades e possibilidades para o amadurecimento psicológico, resgate de valores e auto-estima de um público que vivencia um esquecimento social”, declarou.

A reeducanda Dyenife Daianna Alves, que adora ler e foi atendida pelo projeto, fez elogios ao trabalho. “É uma ótima iniciativa, ler ajuda a passar o tempo e traz conhecimentos que vamos levar para toda nossa vida”, declarou.

O analista em defesa social Leandro Bezerra de Sousa, que trabalha para ajudar na difusão da leitura dentro das cadeias, disse que a ação contribuiu para a ressocialização dos detentos. “O incentivo ao hábito de leitura, além de contribuir com as atividades educacionais e com a humanização da pena, contribui para a não reincidência criminal, bem como para o alcance do reeducando aos projetos de remição de pena por leitura”.

São parceiras e do Projeto e Mantém pontos de coleta para doação de livros a Universidade Federal do Tocantins, o Tribunal de Justiça, o Fórum de Palmas, do Ministério Público, a Ordem dos Advogados do Brasil, a Secretaria de Cidadania, Justiça e a Federação Espírita. Esse e outros projetos são organizados pela Diretoria de Políticas e Projetos de Educação Para o Sistema Prisional que está sob a direção de Oséias Costa Rêgo.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Link de cadastro para a “CNH Social 2019” do (Detran/TO) circulando no aplicativo whatsapp, é Fake News

Publicados

em

Está circulando através do aplicativo whatsapp o link de cadastro para a “CNH Social 2019” do Departamento de Trânsito do Tocantins (Detran/TO),  informamos que está é uma notícia falsa, uma Fake News. Este órgão não está realizando cadastro para a aquisição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de forma gratuita.

O Detran/TO não possui tal projeto ainda, por isso, pedimos aos condutores que não cliquem no link enviado e evitem qualquer tipo de transtorno que a falsa notícia poderia gerar ao seu aparelho de celular ou computador.

A pasta tem a intenção de realizar projetos sociais ao longo desta gestão, para que a população possa adquirir a primeira CNH através de benefícios, porém, estas medidas ainda estão sendo estudadas.

Continue Lendo

Cidades

Casos de Sarampo em estados vizinhos causam preocupação na Saúde do Tocantins

Publicados

em

Secretaria de Estado da Saúde e Secretarias Municipais de Saúde estão em alerta para a possível reintrodução do vírus do Sarampo no Tocantins, que desde 2000 não registra nenhum caso da doença. A preocupação dos setores da Saúde é em virtude do registro de epidemia no estado do Amazonas com 9.803 casos confirmados, Pará com 62 casos, Bahia com três casos e Distrito Federal com um registro, todos estados que fazem divisas ou que o Tocantins serve de rota de acesso, que aliado à baixa cobertura de vacinação da população deixa grande parte dos tocantinenses suscetíveis a pegar a doença, que pode levar ao óbito.

A técnica de Doenças Imunopreveníveis da SES/TO, Eliana Ribeiro Oliveira afirmou que a vacina Tríplice Viral utilizada para imunização do sarampo, caxumba e rubéola é a forma mais eficaz de se prevenir contra estas doenças. “A Tríplice Viral está dentro do calendário básico de vacinação, sendo aplicada em crianças com 12 meses e adultos jovens até 29 anos e também na faixa etária de 30 a 49 anos. A vacina e gratuita sendo disponível em todas as unidades Básicas de Saúde e todos podem ter acesso a esta vacina em algum período da vida, facilitando a possibilidade de imunização. A preocupação do Estado está na falta de interesse da população, uma vez que a baixa procura está deixando a população vulnerável ao vírus”, explicou a Eliana.

No Tocantins a cobertura vacinal da tríplice viral em 2018 foi de 83,24%, sendo que o mínimo necessário seria de 95% da população alvo. Eliana informa ainda que o Estado está em constante contato com os municípios para reforçar a busca ativa dos faltosos, principalmente crianças de 01 ano.

Até o momento no Brasil foram registrados surtos de sarampo nos Estados do Amazonas (9.803), Romaima (355), Pará (62), Rio Grande do Sul (46), Rio de Janeiro (19), Sergipe (4), Pernambuco (4), São Paulo (3), Bahia (3), Rondônia (2), Distrito Federal (1). Também já foram confirmados 12 óbitos por sarampo no Brasil.

A Doença

O Sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda (manchas na pele), altamente transmissível e contagiosa, que pode evoluir com complicações e levar ao óbito. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema.

Continue Lendo

Cidades

1ª fábrica de cerveja do TO pretende exportar para estados vizinhos; Neste sábado, 23, a fábrica recebe artistas e digitais influencers tocantinenses

Presente nas principais cidades do Tocantins (Palmas, Colinas, Guaraí, Pedro Afonso, Gurupi, Araguaína, Porto Nacional e Miranorte), a maior cervejaria do Estado, a Jalapa, irá ampliar sua distribuição. O anúncio foi oficializado após um ano de implantação da empresa totalmente tocantinense.

Publicados

em

A estimativa é que a fábrica da cervejaria, localizada no distrito industrial da Capital, aumente 30% a capacidade de produção, em um projeto que pretende atender a demanda dos estados do Pará, Maranhão e Goiás.

Produzindo chopp artesanal seguindo a lei de pureza alemã, que determina que o produto só pode conter água, malte de cevada e lúpulo, em seu primeiro ano de atividade a Jalapa se consolida como a maior cervejaria do mercado tocantinense. A empresa vem movimentando o ramo cervejeiro no Estado, aumentando mensalmente a cadeia de distribuidores de Norte a Sul do Tocantins e trabalhando com grandes e pequenos estabelecimentos em diferentes municípios.


“A ampliação que fizemos é uma resposta à demanda crescente do consumo nesse último ano. O crescimento da empresa foi bem superior às nossas expectativas. A produção para este primeiro ano superou em 40% a previsão inicial do nosso planejamento. O chopp foi muito bem aceito pelo tocantinense, virou um queridinho do mercado”, explica o diretor comercial Rafael Barros.

A fórmula do chopp puro malte foi desenvolvida pelo mestre cervejeiro Marcos Guerra, premiado internacionalmente,com mais de 15 anos de experiência no mercado cervejeiro.


Segundo Rafael nos próximos dois anos a meta é consolidar a Jalapa nas principais cidades da região Norte e Centro-Oeste.

Neste sábado, 23, a fábrica, que tem um tastingroom – espaço onde os visitantes podem observar o processo de produção enquanto degustam o chopp direto da fonte – recebe artistas e digitais influencers tocantinenses, que irão conhecer o local, as novidades que tangem a ampliação da empresa, e claro, experimentar o Chopp Jalapa.

“Nossa ideia sempre foi valorizar a nossa região, criando uma marca que tenha a pegada tocantinense, mas com identidade própria, que possa ser conhecida e apreciada em qualquer parte do mundo, mas sempre carregando as origens do nosso Estado. Por isso, nada melhor do que convidar tocantinenses, nossos artistas e digitais influencers para experimentar um produto que é genuinamente daqui”, pontua Rafael Barros, diretor comercial da Jalapa.

Convidados

Na lista de convidados estão os influenciadores Ana Oliver, Babi Lucena, Camila Peara, Elmecy, Emanuel Lima, Emanuela Medina, Enoara Monteiro, Ester Reis, Hygor Diniz, Ianna Sabrina, Igor Barber, Kaccielly, Kamila Costa, Lara Gabrielle, Letícia Coelho, LeydeRayan, Luana Karoline, Luiz Otávio, Maria Clara Guimarães, Maria Joaquina Gardênia, Marilia Brito, Melissa Lima, Natália Silva, Nathalia Torres, Nathana Azevedo, Pedro Humberto, Tavylla Coelho, Vitor Valente, Washington Cesar eWiolanna Barbosa, as duplas sertanejas Alex e Matielo, Frederico e Lorenzo, Mário Cezar e Filipe e os comediantes Hitalon Bastos e Ricardo Freitas.

Continue Lendo