Conecte-se conosco

Geral

Unitins lança Vestibular 2020/1 com 480 vagas

Processo seletivo tem vagas para todos os cursos e todos os câmpus da universidade; inscrições a partir do próximo dia 16

Publicados

em

Processo seletivo tem vagas para todos os cursos e todos os câmpus da universidade e as inscrições começam a partir do próximo dia 16

A Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) lançou nesta segunda-feira, 09, o edital do Vestibular 2020/1 com oferta de 480 vagas distribuídas nos quatro câmpus da instituição. As inscrições começarão no próximo dia 16 e a taxa é de R$ 120. A prova do vestibular está marcada para 1º de dezembro.

Os câmpus da Unitins estão localizados em Palmas, Araguatins, Augustinópolis e Dianópolis. Os cursos ofertados pela universidade são totalmente gratuitos e presenciais. Atualmente, a Unitins oferece os cursos de Direito, Enfermagem, Engenharia Agronômica, Administração, Ciências Contábeis, Letras, Pedagogia, Serviço Social e Sistemas de Informação. Confira o edital completo https://concursos.unitins.br/concursos/principal.aspx?l=446906798274b4a4a71f5a98f4e91b79.

Das 480 vagas ofertadas para ingresso no semestre 2020/1, 10% (48 vagas) são reservadas para o Sisu; 50% (240 vagas) são para egressos da rede pública de ensino médio e 40% (192 vagas) para ampla concorrência. No percentual de escola pública há a reserva de 10% para cotas raciais, atendendo à Lei Estadual 3.458/2019, para candidatos autodeclarados pretos e pardos e oriundos de comunidades indígenas, que tenham cursado o ensino médio integralmente em escolas públicas.

Novidades

Este processo seletivo traz algumas mudanças em relação aos editais anteriores e os candidatos devem ficar atentos. Uma das maiores alterações é quanto às provas objetiva e de Redação. Nos certames anteriores as provas eram divididas por áreas de conhecimento e aplicadas em dois turnos (manhã e tarde). Neste vestibular as provas serão aplicadas somente no período da tarde, das 13 às 18 horas, pelo horário local. Conforme previsto no edital, as provas serão aplicadas nos quatro municípios onde a Unitins tem unidade: Palmas, Araguatins, Augustinópolis e Dianópolis.

Universidade pública

O reitor da Unitins, Augusto Rezende, pontua o impacto social do vestibular da Unitins, principalmente por ser uma universidade pública. “Percebemos uma leve melhora no cenário econômico brasileiro, mas muitas famílias não têm condições de pagar mensalidade numa faculdade particular. Por isso, para milhares de pessoas, nós representamos a oportunidade real de acesso ao ensino superior. Estamos ofertando 480 vagas, o que significa que teremos a partir de janeiro mais 480 pessoas fazendo um curso superior de forma totalmente gratuita”, ressalta o reitor acrescentando que isso reflete diretamente no desenvolvimento da população tocantinense e do Estado.

Augusto Rezende lembra os depoimentos de alunos e egressos da instituição. “Eles dizem que a Unitins é a chance deles mudarem de vida, de melhorarem a qualidade de vida da família inteira. O diploma do curso superior representa expectativas melhores e com a Unitins eles conseguem a realização de um sonho que, na maioria das vezes, não é só do aluno, mas da família toda”.

O professor também destaca o apoio do Governo do Estado para a realização do vestibular e para o fortalecimento da Unitins de modo geral. “O governador é um homem simples, não teve a oportunidade de fazer uma faculdade, mas reconhece a importância do ensino superior na vida do cidadão e o valor da Unitins para o povo tocantinense. Por isso ele nos apoia incondicionalmente e vem nos dando condições de melhorar gradativamente a qualidade dos serviços que ofertamos. Estamos avançando e seguiremos assim, buscando melhorar sempre para ampliar cada vez mais a oferta do ensino superior”, afirma Augusto Rezende.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Governo abre oficialmente colheita da safra da produção de grãos 2019/2020

Abertura oficial da colheita de grãos ocorre na sexta-feira, 31; expectativa é de que seja superior a 5 milhões de toneladas

Publicados

em

A produção de grãos no Tocantins é uma atividade econômica em expansão, batendo recorde a cada ano. O 4° levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que a expectativa é de que a colheita de grãos seja superior a 5 milhões de toneladas de grãos. O Governo do Estado abre oficialmente a colheita da safra de grãos 2019/2020, na próxima sexta-feira, 31, a partir das 11h30, na fazenda Uruçu, km 47, localizada no município de Pedro Afonso, região nordeste do Estado.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), César Halum, mostra-se otimista quanto à colheita na região centro-norte. “A Coapa [Cooperativa Agroindustrial do Tocantins] é nossa parceira neste segmento agrícola. Por isso, vamos fazer a abertura oficial da safra de grãos nessa região que inclusive foi uma das pioneiras neste segmento, sendo também uma das maiores produtoras de soja do Estado”, ressalta.

Coapa

De acordo com informações da Coapa, a região compreende 13 municípios, sendo 283 cooperados; destes, 142 plantam grãos, produzindo na última safra 110 mil toneladas de soja, 32 mil toneladas de milho e 4 mil toneladas de sorgo.

Produção geral

A expectativa para produção de grãos no Tocantins na safra 2019/2020 é de superar a marca dos 5 milhões de toneladas de grãos, ultrapassando a safra anterior que produziu 4,8 milhões de toneladas, um incremento em cerca de 4,5%. Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apontam que a soja continua sendo o principal grão cultivado no Tocantins, na safra 2018/2019 produziu 2,9 milhões de toneladas, a expectativa para a safra 2019/2020 é alcançar 3,2 milhões de toneladas, um aumento de 11%, representando 64% da área cultivada.

Jornada Tecnológica

Na ocasião, a Coapa realiza a 10ª edição da Jornada Tecnológica de Pedro Afonso e região, um dos principais eventos do agronegócio tocantinense. Na fazenda, foi implantado um campo experimental, com área de 15 hectares, e cultivadas 23 variedades de soja para se observar aspectos como adaptação ao clima e tipos de solo, ciclo reprodutivo, resistência a pragas e doenças, e produtividade.

Os participantes conhecerão os resultados da pesquisa e recomendações para a safra 2020/2021. Além disso, 28 empresas e instituições parceiras irão expor novidades tecnológicas, produtos e serviços. Podem participar produtores, estudantes, técnicos e interessados no assunto. A inscrição é gratuita e deverá ser feita no dia da jornada.

 

Continue Lendo

Esporte

Futebol: Campeonato Tocantinense de 2020 começa neste sábado com oito equipes

A primeira rodada terá partidas já neste sábado entre Atlético Cerrado x Nova Conquista, às 19h15, no Estádio Pereirão, em Paraíso

Publicados

em

Inicia neste sábado, 25, a 28ª edição do Campeonato Tocantinense, que este ano conta com a participação de oito equipes – Interporto, Palmas, Atlético Cerrado, Sparta e Tocantinópolis, Nova Conquista, Araguacema e Capital. A primeira rodada terá partidas já neste sábado entre Atlético Cerrado x Nova Conquista, às 19h15, no Estádio Pereirão, em Paraíso.

No domingo, 26, se enfrentam Palmas x Tocantinópolis, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos. O Palmas levou o título da competição em 2019, enquanto que o Tocantinópolis ficou com o vice.

O Campeão do Estadual Tocantinense 2020 será o representante número um do Estado na Copa Verde, Copa Brasil e Campeonato Brasileiro da Série “D” em 2021. O Vice-campeão será o representante número dois do Tocantins na Copa Verde e Campeonato Brasileiro da Série “D” 2021, caso a CBF mantenha esses certames e os mesmos critérios.

O Campeonato será disputado em três fases, sendo que na primeira, as equipes jogam entre si, em apenas jogos de ida e somatória de pontos, classificando-se para a segunda fase, os quatro times que somarem o maior número de pontos.

Já na segunda fase, as quatro equipes classificadas na primeira serão distribuídas em dois grupos de duas equipes que jogarão entre si em jogos de ida e volta, classificando-se as vencedoras de cada grupo, classificando dois times para disputarem o título, em partidas de ida e volta.  As equipes iniciarão todas as fases com zero ponto.

Este ano, a Federação Tocantinense de Futebol isentou a taxa de arbitragem aos clubes na disputa do Tocantinense 2020, além de outros benefícios as taxas dos delegados, dos representantes, inclusive a alimentação e logística deste grupo, e também 40% das taxas que envolvam a realização da competição.

O anúncio foi feito pela Federação Tocantinense de Futebol (FTF), por meio de uma circular encaminhada a todos os clubes da primeira divisão e a imprensa em dezembro do ano passado.

Para a FTF, com a forte crise que atravessa o País em todos os setores, além dos fatores regionais, e os entraves à realização do futebol no Estado, a entidade reconheceu o grande empenho de cada dirigente e de seus apoiadores, e com isso, também tem redobrado seus esforços para ajudar as equipes.

T1 Notícias

Continue Lendo

Geral

Governo do Estado orienta sobre a importância do combate à intolerância religiosa

Celebrado nesta terça-feira, 21, o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa ressalta a luta pelo fim do preconceito

Publicados

em

Dia 21 de janeiro é marcado pelo combate à diversidade religiosa

O combate à desinformação é uma das principais ferramentas na luta pelo fim da intolerância religiosa, pois, por meio do conhecimento, é possível romper as barreiras do preconceito e assegurar a todos o livre exercício dos cultos religiosos, conforme prevê o artigo 5º, inciso VI da Constituição Federal de 1988. Diante disso, nesta terça-feira, 21, data marcada como Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), separou algumas informações sobre a temática.

Instituída em 2007, através da Lei nº 11.635, de 27 de dezembro, a data foi escolhida em homenagem a Yalorixá Gildária dos Santos, a Mãe Gilda, do Axé Abassá de Ogum, que foi vítima de diversas agressões, verbais e físicas, provocadas pelo preconceito à sua religião. Dessa forma, o dia 21 de janeiro, data de falecimento da Mãe Gilda, serve de alerta acerca do problema da intolerância religiosa, e é um importante momento para dar visibilidade à luta pelo respeito a todas as religiões.

A diretora de Direitos Humanos da Seciju, Sabrina Ribeiro, ressalta que é necessária a união de esforços para que o fim do preconceito seja alcançado. “O combate à intolerância religiosa se dá através das políticas públicas, sendo essencial o envolvimento da sociedade civil, para que assim seja possível alcançar o respeito a todas as religiões”, enfatizou.

Para Rosangêla Bazaiam, muçulmana e ex-líder do Comitê de Diversidade Religiosa do Estado, é necessário informar a população sobre a importância da tolerância a todo tipo de culto. “É essencial que as pessoas sejam educadas sobre o respeito à diversidade religiosa. A informação é a principal ferramenta para esse trabalho”, afirmou.

Estado laico

O Brasil é um país laico, sendo assim, não possui uma religião oficial e garante, por meio da Constituição Federal, que todo cidadão possa manifestar livremente suas crenças e cultos, assim como a não há obrigatoriedade de exercê-los. O país abriga as mais diversas religiões, com diferentes tradições e doutrinas, entretanto, apesar de resguardar por lei a liberdade de crença, ainda apresenta vários casos de discriminação relacionada à religiosidade.

A coordenadora do Movimento Pela Vida, Tânia Cavalcante, explica que data é muito relevante nos dias atuais. “Esse dia tem ainda mais importância em relação às casas de matriz africanas, devido ao aumento do índice de violência. O que vemos todos os dias são invasões de terreiros e ataques a dirigentes. Observamos que grupos fundamentalistas estão incitando esse ódio, mesmo que em nenhuma dessas religiões o seu líder pregue a violência.”, afirmou.

Diante desse preconceito, é necessário o desenvolvimento de ações ligadas à temática, a fim de informar a população sobre a importância do respeito à religião do próximo e auxiliar no combate a intolerância.

Comitê

A fim de intensificar a proteção à diversidade religiosa, o Comitê Nacional da Liberdade de Religião ou Crença foi instituído no dia 18 de dezembro de 2019, através da Portaria nº 3.075, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). No Tocantins, o comitê está em fase de reestruturação, a fim de se adequar a nível nacional.

“O mandato do comitê estadual venceu em 2019, sendo assim considera-se o momento oportuno para estabelecer uma nova portaria de acordo com a nacional. Feito isso, a Seciju, por meio da Diretoria de Direitos Humanos dará suporte a esse Comitê, para que se discuta sobre a temática e que sejam dados os devidos encaminhamentos”, explicou a diretora Sabrina Ribeiro.

 

Continue Lendo

Notícias