Conecte-se conosco

Estado

Recadastramento obrigatório de propriedades rurais vai até 31 de julho

Toda propriedade localizada no estado do Tocantins deverá ter cadastro atualizado no serviço oficial e deverá realizá-lo no município de origem do imóvel

Publicados

em

O recadastramento, que termina dia 31 de julho, deve abranger todas as propriedades rurais existentes no Estado

O agropecuarista tocantinense precisa ficar atento ao prazo final para o recadastramento obrigatório de imóveis rurais, que encerra no dia 31 de julho. A medida faz parte das exigências previstas no Plano Estratégico de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa). Além disso, servirá para a padronização no Sistema Informatizado de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Sidato). Quem deixar de recadastrar poderá ter a ficha suspensa até que regularize a situação.

Vale ressaltar que toda e qualquer propriedade rural existente no Estado deverá, obrigatoriamente, ser recadastrada se já existir no Sistema da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) ou cadastrada para novo registro, mesmo que tenham ou não criação de animais ou produção agrícola. “Para conseguimos avançar no status sanitário livre da febre aftosa sem vacinação é preciso cumprir as metas estabelecidas, contamos com a colaboração e a conscientização de todos”, disse o presidente da instituição, Alberto Mendes da Rocha.

De acordo com o diretor de defesa, sanidade e inspeção animal, Márcio Rezende, a expectativa é de cerca de 100 mil agropecuaristas façam o recadastramento e/ou solicitem novo cadastro. “Essa medida vem sendo orientada desde o mês de janeiro de 2018, mas infelizmente apenas 60% procuraram a Agência até o momento para regularização”, relata.

Recadastramento

Para fazer o recadastramento, o proprietário ou posseiro do imóvel precisa procurar uma das unidades da Adapec onde se localiza a propriedade rural, munido da documentação pessoal e da propriedade. A documentação necessária e as informações estão disponíveis nos escritórios da Agência ou pelo site da Adapec, no link área animal/cadastro de propriedades e também na Instrução Normativa nº 08.

Novo cadastro

Se o produtor rural for abrir novo cadastro de propriedade para a finalidade específica de exploração pecuária deverá, além de outras documentações, levar a Inscrição Estadual. As propriedades que não irão fazer exploração pecuária devem também realizar o cadastro, porém, não há a necessidade da apresentação desse último documento. Nesse caso, a Adapec fará uma visita in loco para checar os dados apresentados e coletar as coordenadas geográficas.

Para obter mais informações, o produtor também pode ligar gratuitamente no 0800 63 11 22.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Estado

Ações garantem melhorias e reestruturam atendimento da Agência de Saneamento

Ao longo do ano, foram investidos mais de R$ 700 mil para melhorias dos sistemas de abastecimento dos municípios atendidos pela autarquia

Publicados

em

Servidores durante serviços para perfuração de PTP

O ano de 2019 foi de reestruturação dos serviços operacionais da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS). Foram investidos mais de R$ 700 mil para melhorias dos sistemas de abastecimento dos municípios atendidos pela autarquia. Dentre as ações, se destacam a perfuração de novos Poços Tubulares Profundos (PTPs) em Fátima e São Valério, e obras de extensão de rede e reforma de escritório de Brejinho de Nazaré, cidades na região sul do Estado.

Além dos investimentos aplicados para melhorias do abastecimento de água, o serviço operacional foi reestruturado com uma nova logística de trabalho. A equipe formada por servidores especialistas em eletromecânica, engenharia civil e elétrica está garantindo maior agilidade e rapidez na solução de problemas dos municípios. Somado a isto, uma maior economia foi gerada com esta dinâmica.

Outro aspecto importante é a comunicação entre a Agência e os clientes que se tornou muito mais eficiente. Além disto, os escritórios locais receberam reformas nas instalações e informatização.

Para o presidente da ATS, Romis Alberto, que aceitou o desafio de estar à frente desta reestruturação que iniciou há pouco mais de um ano, foi um período marcante. “O principal objetivo foi a reestruturação dos serviços básicos para a obtenção do êxito operacional e consequentemente a satisfação do usuário. Tudo foi possível graças ao desempenho dos colaboradores da ATS e principalmente da força do governador Mauro Carlesse por meio das demais secretarias que nos propiciaram as condições para superação”, afirma.

Comunicação

Ainda no primeiro semestre deste ano, a Agência passou a disponibilizar novos canais de comunicação que permitem aos clientes realizarem seus chamados com maior conforto e praticidade. Como aliada, as novas tecnologias de comunicação e informação. Além do 0800 6464 195, a Agência Virtual e o atendimento pelo aplicativo Whatsapp foram as grandes inovações do atendimento comercial. Consultar histórico de consumo, de débitos, realizar pedidos de serviços ou segunda via de conta podem agora serem ser feitos de forma prática, pelo computador ou celular com acesso à internet.

Conscientização

A 16ª e última edição do programa Educa Sanear ocorreu no mês de outubro em Monte Santo, na região central do Estado. Realizado pelo Governo do Tocantins com parceria entre a ATS e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o programa objetivou promover qualidade de vida às comunidades atendidas pela Agência a partir da educação voltada ao saneamento ambiental.

Diversificada, a programação contemplou atividades para crianças nas escolas, e oficinas para jovens e adultos. Os participantes de todas as edições receberam kits educativos compostos por mochila, camiseta, boné, garrafinha para água, caneta, bloco de anotações, pen drive, cartilha, chaveiro, entre outros brindes.

A equipe da Agência agora faz a avaliação final do programa que iniciou em 2017, para relatório final que será apresentado à Funasa.

 

Continue Lendo

Estado

Primeira feira de touros e cavalos tem resultado positivo e marca registro no calendário do Estado

Publicados

em

O resultado da primeira Feira de Exposição de Touros e Cavalos de Alto Padrão e Geneticamente Melhorados (Pecshow 2019), realizada de 25 a 27 de outubro, superou as expectativas nas comercializações e na participação de expositores, sendo inserida no calendário de evento agropecuário do Tocantins. A expectativa é que a feira seja realizada todos os anos, na segunda quinzena de outubro.

A Pecshow ocorreu no Centro Agrotecnológico de Palmas, saída para Porto Nacional, e é uma uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e parceiros

Para o médico veterinário da Diretoria de Política para Agronegócio e Pecuária da Seagro, Thyago Tulio, o evento proporcionou a difusão de conhecimento e de novas tecnologias ao homem do campo. “A Secretaria da Agricultura encerrou a Pecshow 2019 com boas expectativas para realizar as próximas feiras que virão, pois acreditamos neste segmento agropecuário na intenção de difundir as tecnologias genéticas na pecuária de corte, leite e equinos”.

O médico veterinário disse ainda que a comercialização bovina alcançou 30% de vendas, sendo elas diretas (realizadas diretamente no evento) e indiretas (realizadas pós-evento). Quanto aos cavalos a percentagem de vendas alcançou 17%, o que demonstrou uma nova alternativa de comercialização para os expositores de equinos.

Segundo o gerente da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), Luiz Fernando Salim, é um evento que, inicialmente, já marcou para os pecuaristas, e já está inserido no calendário agropecuário do Estado. “Tenho certeza que vai emplacar, pois o Tocantins é genuinamente voltado ao setor agropecuário e, esse espaço será ideal para apresentarmos aos pecuaristas o potencial genético do rebanho bovino e equino que o Estado oferece”, ressaltou.

Feira

A Pecshow expôs animais de alto potencial genético e com grande valor comercial, sendo eles das espécies equina e bovina. Ao todo foram ofertados 99 animais bovinos, entre eles Senepol, Tabapuã e Nelore; e 12 equinos da raça Mangalarga Marchador.

Pecuaristas

O pecuarista Glauber Kliemann, um dos expositores da feira, falou sobre a sua participação na primeira Pecshow voltada, exclusivamente, para vendas de touros e cavalos de alto padrão. “A abertura de mais esta vitrine é importante para mostrarmos nossos animais. Como foi a primeira feira, superou a expectativa de negociações e apresentação dos animais aos produtores que primam por animais altamente reprodutivos”, pontuou.

Para o criador de cavalo Manga Larga Marchador, Marcelo Honorato, do município de Barrolândia, a feira mostrou que promete crescer nos próximos anos. “Tudo tem seu começo e, tivemos a oportunidade de mostrar nossos produtos, conseguimos muitos contatos com produtores, o que posteriormente poderá gerar bons negócios, em 2020 esperamos que seja ainda melhor,” enfatizou.

Parceria

A feira é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura e os parceiros Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Ferpam, New Holland, Polli, Astre, Syngenta, OuroFino, Tortuga, SIM, ACCMMTO e PRÓ-Genética.

Continue Lendo

Estado

Proerd de Gurupi certifica 100 alunos em aldeia indígena na Ilha do Bananal

A formatura aconteceu na Aldeia Boa Esperança, com a presença da Banda de Música da Polícia Militar que animou o evento. Ao todo foram certificados 41 estudantes do Ensino Fundamental e 59 pais.

Publicados

em

Na tarde da sexta-feira, 11, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) certificou 100 indígenas da aldeia Boa Esperança, localizada na Ilha do Bananal, pertencente ao município de Formoso do Araguaia – TO.

As aulas ministradas na Escola Indígena Watakure atenderam 41 estudantes do 5º e 7º ano do Ensino Fundamental. No intuito de preparar os pais para lidar com as questões das drogas, incentivar a fortalecer a autoestima dos filhos e proteger as crianças e adolescentes da violência, o Proerd/Pais certificou 59 genitores.

A equipe do Proerd, coordenada pela tenente Shirley Rocha Albino, auxiliada pelos sargentos André Vagner Aguiar da Silva, André Américo da Silva e Carlos Alberto Teles teve total apoio do cacique da aldeia, Micael Javaé. As aulas foram ministradas durante duas semanas e nesse período os alunos das etnias Javaés e Karajás foram beneficiados com o programa da Polícia Militar (PM).

A língua oficial da aldeia é o iny rubé, por isso os instrutores do Proerd eram acompanhados em sala de aula por professores que faziam a tradução nos momentos que havia necessidade de repassar as informações de acordo com a língua nativa.

Após início da solenidade, o cacique acompanhado da tribo indígena fez uma apresentação cultural de boas-vindas e demostrou a importância dos índios preservarem as suas tradições. Micael agradeceu a presença da Polícia Militar na aldeia, demostrou satisfação pela parceria e ainda acrescentou: “somos uma comunidade que temos pessoas de bom coração, que tem vontade de aprender e buscar coisas novas”.

Durante a formatura foram doados três kits esportivos, patrocinados pelo Poder Judiciário da Comarca de Formoso do Araguaia. Em cada um dos kits havia uma bola de futebol society, um apito profissional, uma luva de goleiro, 11 coletes reserva, uma bomba e 11 uniformes com short e camiseta personalizados. Os materiais entregues é uma maneira de incentivar os índios a busca de práticas de vida saudável na aldeia.

Ainda no evento, as crianças que se destacaram em primeiro, segundo e terceiro lugar numa redação proposta pela equipe do Proerd, foram homenageadas com brindes.

O chefe do estado-maior da PM, coronel Márcio Antônio Barbosa de Mendonça disse que o projeto acontece pela segunda vez totalmente dentro de uma aldeia indígena e relembrou a primeira edição que aconteceu no ano passado na aldeia Canuanã. O coronel elogiou o cacique pela atitude em buscar conhecimento e novas oportunidades para a tribo e afirmou que o Proerd, presente nas comunidades indígenas, terá continuidade em outras locais do Estado.

Presentes

O chefe do estado-maior da Polícia Militar do Tocantins, coronel Márcio Antônio Barbosa de Mendonça; o subsecretário-chefe da Casa Militar, coronel Álon Nery Amaral; a coordenadora Estadual do Proerd, coronel Alaídes Pereira Machado; o comandante do 4º Batalhão de Policia Militar, tenente-coronel Jaime Porfírio de Souza; o cacique da aldeia Boa Esperança, Micael Javaé; o presidente da câmara de Formoso do Araguaia, Robson Haritianã; a diretora regional de ensino de Gurupi, Claudia Moreira dos Santos e a Banda de Música da PM.

Continue Lendo

Notícias