Conecte-se conosco

Política

PSDB-TO defende a realização de prévias para definir candidato à prefeitura de Palmas

Publicados

em

Na tarde desta terça-feira, 14, o presidente estadual do PSDB-TO, ex-senador Ataídes Oliveira e a presidente da metropolitana do PSDB-TO, deputada estadual Luana Ribeiro, se reuniram na sede do partido, em Palmas, para tratar sobre as eleições da Capital.

A deputada Luana tem pretensões de colocar seu nome à disposição para concorrer à prefeitura de Palmas, além dela há possibilidade do próprio presidente estadual também disponibilizar o nome. Existe também um empresário filiado ao partido a longa data, que também demonstrou interesse em concorrer.

Diante desse quadro, o presidente tem consultado o diretório estadual do partido e a conclusão é de que haverá sim prévias para escolher o candidato do PSDB que concorrerá a prefeitura de Palmas. As prévias já foram, inclusive, defendidas pelo governador de São Paulo, João Dória, e pelo presidente nacional, Bruno Araújo, durante o último Congresso Nacional do PSDB.

“Como o PSDB é um partido democrático, não poderíamos ter outra posição, se não a de dar o direito de participar de uma prévia a todos os filiados interessados em concorrer a um cargo eletivo pelo partido, assim como defende a nacional”, afirmou Ataídes.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

Catorze pré-candidatos postulam a prefeitura de Miracema; número pode cair para 4

Do elenco de pretendentes ao Paço, os mais expressivos estão ligados aos grupos políticos do prefeito Saulo, e do ex-prefeito e ex-deputado Júnior Evangelista.

Publicados

em

Com aproximadamente 15 mil eleitores e um dos 10 maiores colégios eleitorais do Tocantins, Miracema conta hoje com 14 pré-candidatos a prefeitos. Muitos dos quais sem a mínima viabilidade eleitoral. As lideranças políticas da cidade começaram a se movimentar muito cedo. Mudanças de partidos já são anunciadas e possíveis alianças são cogitadas. Até o final da janela partidária, o número de pretendentes ao comando do Paço Municipal deve ser reduzido a quatro pré-candidaturas, no máximo, de acordo com os comentários de bastidores da política na cidade.

Do elenco de pretendentes ao Paço Municipal, os mais expressivos  estão ligados aos grupos políticos do prefeito Saulo Sardinha Milhomem, que já anunciou sua saída do PRTB para se filiar ao DEM, no início de fevereiro, e do ex-prefeito e ex-deputado Júnior Evangelista. No MDB, os nomes ventilados são o da viúva do ex-prefeito Moisés da Sercon, Camila Fernandes e, o presidente da Câmara, Edilson Tavares, além do motorista do ex-governador Marcelo Miranda, Bento Alves.

Os outros nomes ventilados no processo pré-eleitoral: o do ex-comandante da Polícia Militar de Miracema, Coronel Márcio Bandeira (PSL); o do empresário Aluísio da G & A, presidente do PRB em Miracema; o de Pedro Quixabeira (Sem partido), presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropecuário de Miracema do Tocantins, (ACIAM); o do professor Bernardo Klepa (PMN); o do professor e ex-secretário de Agricultura de Miracema, Iris Aquino; e do empresário Apríjo da Farmácia (SD).

Cogita-se ainda da intenção do deputado Ivory Lira (PCdoB) lançar a sua irmã, Letícia Lira, até então desconhecida no cenário político de Miracema. Seguidores do prefeito acreditam que os comunistas vão acompanhar chefe do Executivo. Até as convenções, marcadas para o mês de julho, às discussões e negociações serão intensas nos bastidores da política miracemense.

Grupo político do prefeito

O prefeito Saulo Milhomem não tem maioria no Legislativo. Dos 11 vereadores, 5 fazem parte de sua base de apoio, mas seus interlocutores garantem que ele não tem dificuldades para tocar a gestão pública municipal, “porque é e sabe articular”, observa uma fonte ligada ao Paço. Os 5 vereadores que dão sustentação política ao prefeito são do PT, PRB, PV, PRP e PSB.

No entanto, ainda é uma incógnita com quais partidos o prefeito pode compor uma aliança, mesmo porque ele se esquiva a comentar sobre assunto, o que o fará, segundo seus interlocutores, em momento oportuno, levando em consideração o calendário eleitoral deste ano.  Nos bastidores, os partidos de sua base de apoio na Câmara devem acompanhá-lo no seu projeto de reeleição. “Vai depender das negociações, que devem começar após a filiação do prefeito ao DEM”, comenta a fonte do Paço Municipal.

Especula-se que o grupo do Rainel Barbosa (PSD) e de sua esposa Magda Borba (sem partido) deve também apoiar Saulo Milhomem à reeleição. Rainel não quis comentar sobre a sucessão municipal em sua cidade. O irmão de Magda, ex-vereador Júnior Borba, é chefe de gabinete do prefeito Saulo.

Rainel e a ex-prefeita Magda Borba estão, de certa forma, afastados do cenário político, pelo menos publicamente, aguardando o desenrolar dos fatos, mas pessoas próximas aos dois ex-gestores acreditam que a tendência de ambos, levando-se em conta que o irmão de Magda continua na função de chefe de gabinete do chefe do Executivo, é apoiar o prefeito.

Grupo político de Jr. Evangelista

O grupo do Júnior Evangelista (PSC) conta com três pretendentes a disputa de cabeça de chapa: o próprio Evangelista, a vereadora Maria Bala, que está trocando o PSL pelo PTB, e o ex-vereador Júnior Noleto, que vai se filiar também ao Democratas do governador Mauro Carlesse e da deputada federal Dorinha Seabra, presidente regional do partido, no mês de fevereiro. Até o final do mês de março, início de abril, o cenário deve se definir em termos de alianças. Pelo menos é o que cogita nos bastidores.

Em entrevista ao T1 na manhã desta quinta-feira, 23, Júnior evangelista confirmou sua pré-candidatura a prefeito e disse que o grupo tem o compromisso de estar coeso, independente de qual dos três pretendentes for escolhido. “Vamos caminhar juntos”, garantiu, referindo aos outros dois nomes – vereadora Maria Bala e Júnior Noleto.

Júnior Evangelista está inelegível porque as contas dele foram rejeitadas pela Justiça, referentes aos anos de 2009 e 2010, quando foi prefeito do município durante o mandato correspondente ao período de 2009 a 2012.  Ele evitou entrar em detalhes sobre o assunto, limitando-se a dizer que “o advogado Públio está cuidando dessa parte. Acho que vamos conseguir reverter esta situação”.

A reportagem do T1 solicitou ao pré-candidato do PSC o sobrenome do advogado e o contado dele, mas Júnior Evangelista se negou a dar as informações, alegando que esse é um assunto que “precisa ter certo sigilo para não comprometer o processo em curso; peço sua compreensão”, solicitou ao repórter.

T1 Notícias

 

Continue Lendo

Política

Lideranças da Executiva do PSB em Palmas deixam partido e vão com Barbiero no Podemos

Publicados

em

O PSB do ex-prefeito Carlos Amastha perde alguns membros no cenário político palmense, uma grande maioria dos que tomavam decisão pelo partido na Capital. De um total de 15 membros da Executiva Municipal, 11 deixam o Diretório Metropolitano do partido socialista para migrar para o Podemos, em um movimento de acompanhar o ex-reitor da UFT Alan Barbiero em seu novo projeto político, que é disputar a prefeitura da Capital.

Desses 11, cinco são pré-candidatos a vereador: vice-presidente, Eliane Soares; Primeiro-secretário, Tomaz de Aquino; o Secretário de Assuntos Institucionais, Lázaro Gomes; a Secretária de Mobilização, Kalene Cardoso e o Conselheiro Fiscal Antônio Santos. “Trata-s de um grupo que sempre nos ajudou a dar uma identidade programatica ao partido; formuladores de politicas e que ajudaram a fazer os últimos planos de governo do PSB”, lembra.

Segundo Barbiero, mais de 200 filiados do PSB que devem seguir para o Podemos até o próximo mês de março.

Completam a lista atual o Secretário de Finanças, Hider Cordeiro; o Secretário de Formação Política, Murilo Marcolino; e Secretário de Política Agrária, Zezuca Pereira.

Seguem fileira com o ex-reitor lideranças políticas e acadêmicas consideradas importantes que construíram a identidade programática do PSB em Palmas:  Neilton Araújo, médico que já foi vice-presidente do PSB do Tocantins, além de secretário de Saúde de Palmas e coordenador da implantação do curso de Medicina da UFT.

Waldecy Rodrigues, doutor em Economia, pesquisador e analista econômico sobre o Tocantins, esteve à frente da formulação do Plano de Governo da reeleição de Amastha em 2016 e do Plano de Governo Estadual em 2018, além de ter integrado a direção estadual do PSB.

Aurélio Picanço, doutor em Meio ambiente e Saneamento, também foi membro da direção estadual do PSB, foi diretor eleito da UFT, Câmpus de Palmas, por dois mandatos e é pré-candidato a vereador.

E George França, doutor em Educação, foi pró-Reitor de Extensão e Cultura da UFT, diretor eleito da UFT, Câmpus de Porto Nacional, por dois mandatos e também colaborou com Plano de Governo PSB, em 2018.

T1 Noticias

 

Continue Lendo

Política

Eleição suplementar de Pugmil: cerimônias públicas acontecem a partir de 2ª

Publicados

em

Com eleição marcada para 02 de fevereiro, 1.751 eleitores de Pugmil devem ir às urnas para escolha do novo prefeito e vice-prefeito do município. Em preparação para o pleito, a partir da próxima segunda-feira, 27, serão realizadas no Cartório Eleitoral da 7ª Zona Eleitoral, em Paraíso do Tocantins, as cerimônias públicas previstas no Edital nº 7/2020/7ª ZE.

A primeira cerimônia, marcada para as 13 horas da segunda-feira, 27, será a de geração das mídias a serem utilizadas nas urnas eletrônicas, compreendendo cartões de memória de carga e mídias para gravar o resultado de votação.

Na ocasião, também acontece a preparação e conferência das urnas. Durante o procedimento técnico, os dados dos candidatos, eleitores e seções são inseridos nas urnas por meio de mídias especialmente geradas para tal fim e, em seguida, são conferidas e lacradas. Mesmo procedimento é feito nas urnas de contingência e de lona.

Para garantir a lisura e segurança do procedimento, a cerimônia é pública e ao final é feita a conferência por amostragem dos dados inseridos nos equipamentos; assim como são realizados testes de votação mediante o uso do aplicativo de Verificação Pré-Pós Eleição (VPP).

Já na quinta-feira, 31, às 16 horas, haverá a conferência visual das urnas, com verificação da data e horário do dispositivo. Constatada eventual necessidade, é realizado o ajuste por meio de programa específico desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Na véspera da votação, dia 1º de fevereiro, às 12 horas, ocorre a cerimônia de oficialização do Sistema de Gerenciamento, com emissão do relatório Zerésima. O documento comprova a não existência de votos registrados no sistema.

Julgamentos

Seguindo os prazos eleitorais estabelecidos na Resolução 458/2019, serão julgados até 26 de janeiro todos os pedidos de registro de candidatura para a Eleição Suplementar de Pugmil. Três chapas apresentaram interesse em concorrer. As sentenças sobre os registros de candidaturas são disponibilizadas no Mural Eletrônico.

 

T1 Noticias

 

 

Continue Lendo

Notícias