Conecte-se conosco

Cidades

Processo seletivo para auxiliar de inspeção sanitária tem 343 inscritos

Prova será realizada neste domingo, 24, na Escola Municipal Joaquim Carlos Sabino dos Santos, no Setor Vila Azul. Os portões fecham às 8h20 e 28 vagas estão sendo disputadas

Publicados

em

Para garantir a integridade do exame, 40 monitores receberam as últimas orientações nesta sexta-feira, 22

Para garantir a integridade do processo seletivo para 28 vagas de inspeção sanitária, ofertado pela Prefeitura, 40 monitores que aplicarão o exame neste domingo, 24, receberam as últimas orientações. Foram repassados nesta sexta-feira, 22, os passos da realização e indicado como os fiscais deverão proceder diante de alguma irregularidade.

Os selecionados irão trabalhar na segurança alimentar das carnes que são exportadas por um frigorífico instalado no Município. Foram recebidas 343 inscrições, sendo 120 para Inspetor Sanitário “A” e 223 para Inspetor Sanitário “B”.

Dos 343 inscritos, inicialmente 40 serão selecionados. Esses passarão pelo exame de profissiografia, uma análise técnica por psicólogos da Prefeitura, no dia 27 de março. Os 28 contratados serão divulgados no dia 28, após às 18 horas.

Foram oferecidas 15 vagas para o cargo de Inspetor Sanitário “A”, com salário de a R$2.181,92, e 13 postos para Inspetor Sanitário “B”, com salário R$1.565,55. Com carga horária de 44 horas semanais.

Onde, quando e como?
O exame técnico será na Escola Municipal Joaquim Carlos Sabino dos Santos, que fica na Rua 31, do Setor Vila Azul. Os portões serão abertos às 7h30 e fecharão às 8h20. O candidato deve levar consigo o comprovante de inscrição e um documento de identidade original com foto.

Serão três horas para responder 50 perguntas, entre elas 10 de Língua Portuguesa, 10 de Matemática e ainda 30 específicas sobre o cargo. O teste foi elaborado por funcionários técnicos da Prefeitura e avaliado pela comissão composta por servidores de carreira.

O que pode ser usado na prova?
Sobre a mesa serão permitidos o uso de canetas esferográficas de tinta preta ou azul, lápis preto e borracha macia. Os celulares devem ser desligados para serem recolhidos e ensacados junto aos outros pertences, como carteira e relógio. Eles serão devolvidos na entrega do caderno de resposta e a proteção só poderá ser aberta após sair da escola.

A secretária municipal da Administração, Rejane Mourão, explicou que o candidato não deve se preocupar com o horário no decorrer do exame. “Os participantes sempre ficam de olho no tempo para dar prioridade para algumas perguntas. Como não poderão usar nem relógio analógico, os fiscais irão alertar os candidatos por meio da lousa, a cada meia hora”.

Garantia de segurança e empregos
A contratação dos funcionários faz parte de um acordo de cooperação entre a Prefeitura de Araguaína e o Ministério da Agricultura (Mapa). Atualmente, a única empresa registrada no Município e que atua no mercado internacional é a Minerva Foods.

Segundo o secretário executivo do Desenvolvimento Econômico, Helter Dantas, a parceria é importante para manter o padrão sanitário e garantir a continuidade da economia local. “O ramo dá muitos empregos para os araguainenses, além de arrecadação de tributos para o Município. Por isso, a Prefeitura se dispõe a ser parceira do Mapa e garantir a segurança dos alimentos que serão exportados”.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Projeto de escola de Porto Nacional incentiva consumo de alimentos orgânicos na comunidade

Entre as ações do projeto Comer bem para Viver Melhor estão atividades de conscientização e cultivo da horta escolar pelos estudantes

Publicados

em

Os frutos da horta são expostos e vendidos durante a Feira da Agricultura Familiar

Comer bem para Viver Melhor é o nome do projeto desenvolvido pela equipe da Escola Estadual Alfredo Nasser, escola do campo do bairro de Nova Pinheirópolis, em Porto Nacional. Com ações de conscientização sobre desperdício e reaproveitamento de alimentos e valorização da agricultura familiar, o projeto une estudantes, famílias e escola durante todo o ano.

A iniciativa visa incentivar junto aos alunos o cultivo e a comercialização dos produtos orgânicos produzidos pela agricultura familiar

O projeto tem como objetivo unir a teoria, ensinada em sala de aula, à prática no comércio dos alimentos. A iniciativa visa incentivar junto aos alunos o cultivo e a comercialização dos produtos orgânicos produzidos pela agricultura familiar, além de desenvolver com esses estudantes o gênero textual propaganda e a revisão do sistema monetário, em um trabalho interdisciplinar.

As ações são realizadas desde 2017 e a equipe já colhe bons resultados, como explica a coordenadora financeira, Katiane César Lemos Resende. “São diversas ações realizadas e depois que o projeto teve início, houve diminuição do desperdício da merenda escolar”, destacou.

Além disso, a ação é um trabalho que atinge não apenas os estudantes, como afirma Luzia Lopes de Souza, diretora da unidade escolar. “O objetivo é provocar reflexão nos estudantes e envolvemos toda a comunidade escolar nesse processo, esperando que os bons hábitos alimentares aprendidos na escola também cheguem às casas deles”, apontou.

Horta e feira escolar

Uma das ações que integram o projeto é o cultivo da horta escolar. Os estudantes participam de todo o processo, desde a parte de compostagem, plantio e colheita. A ação é bem avaliada pela estudante do 5º ano, Ana Vitória. “É divertido porque trazemos sementes de casa e produzimos alimentos que são saudáveis para nós”, ressaltou.

Os frutos da horta são expostos e vendidos durante a Feira da Agricultura Familiar. No dia 18 de abril, foi realizada mais uma edição na praça da comunidade, com participação dos pais.

Dona Maria das Mercedes é avó de estudante e não perde uma ação desenvolvida pela escola. “Sou parceira da escola e valorizo essa atividade, pois as crianças aprendem a se alimentar melhor, e minha neta, por exemplo, fica toda empolgada para a feirinha. Sem falar que ela aprende sobre alimentos agrotóxicos e cresce sabendo da importância do nosso trabalho”, destacou.

Os alimentos colhidos na horta ainda são utilizados como reforço da merenda escolar, o que, para a aluna Maria Eduarda, contribui para que o lanche seja ainda mais saudável. “Depois que a horta começou a dar verduras, nós conseguimos perceber que a escola serve lanches mais nutritivos e isso é bom para crescermos saudáveis”, completou.

No próximo mês, será realizada outra edição da feira e o dinheiro arrecadado com a venda dos alimentos será utilizado para uma viagem a Palmas, para que estudantes do 5º ano do ensino fundamental possam conhecer a Capital.

O projeto

O projeto Comer bem para Viver Melhor integra o Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola. Durante o ano, as turmas realizam diversas ações sobre alimentação saudável. As temáticas abordadas são sobre desperdício de alimentos, aproveitamentos as cascas, talos, sementes, processo de compostagem, horta escolar e feira com produtos orgânicos.

É trabalhado o gênero textual propaganda, sistema monetário, além de incentivar a agricultura familiar na comunidade.

 

Continue Lendo

Cidades

Operação Semana Santa da PM realiza mais de 5 mil abordagens a veículos e pessoas

Cerca de 800 policiais militares foram empregados na operação, que realizou ações de policiamento ostensivo e preventivo, entre os dias 18 e 21 de abril

Publicados

em

Blitz em Palmas - PM

A Polícia Militar divulgou, na manhã desta segunda-feira, 22, o balanço da Operação Semana Santarealizada entre os dias 18 e 21 de abril. Cerca de 800 policiais militares foram empregados na operação, que realizou mais de 5 mil abordagens a pessoas e veículos, além de bloqueios policiais e blitze.

Ações da Operação Semana Santa em Lizarda

Na operação, que ocorreu em todo o estado, foram intensificadas ações de policiamento ostensivo e preventivo visando garantir a paz e a tranquilidade pública.

Segundo o balanço, 2.045 veículos foram abordados, sendo que 31 veículos foram removidos. Foram registrados 91 infrações e 13 crimes de trânsito. Ao todo, 2.544 pessoas suspeitas foram abordadas, sendo que 22 foram detidas em flagrante em Gurupi, Formoso do Araguaia, Palmas e Porto Nacional por diversos crimes como tráfico de drogas, homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Houve ainda um cumprimento de mandado de prisão em aberto contra um suspeito, em Porto Nacional.

Grupo de Operação com Cães auxiliam as ações da PM durante Operação Semana Santa – PM

Ao todo, foram apreendidas seis armas de fogo, sete armas brancas e 44 gramas de cocaína. Cerca de 18 ocorrências foram registradas, entre elas: furto em residência, direção perigosa, colisões, porte ilegal de arma de fogo, roubo, recuperação de veículo e tráfico de drogas.

bordagem a veículos em Colinas – PM

Para o comandante-geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, a intensificação de policiamento proporcionou mais segurança à população, resultando no aumento da sensação de segurança, uma vez que os registros de ocorrência demonstram o baixo índice de crimes cometidos nesse período.

 

Continue Lendo

Cidades

Música e arte marcaram encerramento da Páscoa Cidade Encantada neste domingo

A banda da Guarda Metropolitana de Palmas também se apresentou na programação

Publicados

em

 

Quatro apresentações marcam o encerramento da Páscoa Cidade Encantada, no Parque Cesamar, neste domingo, 21, a partir das 19h30. No último dia o evento contará com a participação do Grupo Instrumental Taquarussu – Jazz Brasileiro, e a Orquestra de Cordas da ETI Monsenhor Pedro Piagem. Em seguida, as comemorações recebem a banda de música do Centro Esportivo Militar do Corpo de Bombeiros Professora Margarida Lemos de Palmas (Cemil) e o ponto de cultura Sombras do Hip Hop.

A Páscoa Cidade Encantada concentrada no Parque Cesamar, de 17 a 21, oferece aos visitantes a Aldeia da Páscoa e teve brincadeiras e animação do palhaço Batatinha e sua Trupe, apresentações de estudantes das orquestras, grupos de danças e bandas das escolas municipais e da Guarda Metropolitana de Palmas, além das comidinhas da Vila Gastronômica, com suas barracas de quitutes diversos e os já tradicionais food trucks.

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, ressaltou que a Páscoa marca a ressurreição de Cristo, renovando a esperança de todos e também promoveu um ambiente cheio de atrações culturais e um espaço com oportunidade de negócios para muitos microempreendedores.

Continue Lendo