Conecte-se conosco

Política

Previsão do Governo do Tocantins é que balsas iniciem travessia em 20 dias em Porto Nacional

Travessia do Rio Tocantins em Porto Nacional será feita por duas balsas; cada uma terá capacidade de transportar até 100 toneladas

Publicados

em

Duas balsas farão o trajeto de travessia do Rio Tocantins em Porto Nacional; cada uma terá capacidade de transportar até 100 toneladas

A construção das rampas de embarque para instalação da balsa de travessia do Rio Tocantins em Porto Nacional está sendo acelerada e a previsão é de que esteja funcionando dentro de  20 dias. A contratação das embarcações foi feita em caráter emergencial e por isso, não foi discutido valores de tarifas, embora seja intenção do Governo do Estado subsidiar parte das tarifas. A informação foi repassada em entrevista coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira, 11, pelo secretário da Infraestrutura, Renato Assunção.

Até que os atracadouros e os acessos fiquem prontos a Defesa Civil do Estado estará com seus barcos tipo voadeiras para fazer a travessia dos moradores dos assentamentos do lado leste do rio para a cidade de Porto. “Diversas ações estão sendo realizadas por determinação do Governador Mauro Carlesse para minimizar os efeitos da interdição da ponte à sociedade”, declarou Assunção.

A ponte continua aberta para pedestres, ciclistas, motoqueiros e agora, também para ambulância e viaturas da Polícia Militar. O objetivo é garantir a trafegabilidade dos moradores da região após a interdição da ponte da TO-255.

Estão em processo de instalação os atracadouros dos dois lados do Rio Tocantins.  Duas balsas farão o trajeto e cada uma terá capacidade de transportar até 100 toneladas. A expectativa da Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto) é de que o novo sistema entre em funcionamento até o início de março.

De acordo com o presidente da Ageto, Virgílio Azevedo, os técnicos trabalham na realização de acessos.  “As equipes já estão mobilizadas e, além das obras nos acessos, os técnicos devem iniciar hoje os serviços para construção da rampa da margem oeste”, explicou o gestor.

Entenda

A ponte foi totalmente interditada temporariamente na última quinta-feira, 07, para realização dos trabalhos de avaliação da segurança dos blocos, pilares, vigas e lajes. A decisão final sobre a interdição deve ser divulgada assim que o relatório da inspeção for concluído. A medida visa garantir a segurança dos usuários da estrutura.

Baseado em informações técnicas, a Ageto decidiu liberar o tráfego para veículos de emergência, ou seja, está garantida a passagem de ambulância, carros de polícia, defesa civil e bombeiros. Além disso, motocicletas, bicicletas e pedestres também podem transitar normalmente pela estrutura.

Relatório preliminar da inspeção está disponível  para download no link abaixo.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Carlesse solicita ao presidente Bolsonaro a construção da TO 500, recursos para ponte de Porto e apresenta plano de recuperação do Estado

Construção da rodovia irá gerar um grande desenvolvimento para o estado

Publicados

em

Mauro Carlesse levou solicitações visando a construção de obras estruturantes no Estado, dentre elas, a construção da TO-500

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, foi recebido em audiência pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira, 17, no Palácio do Planalto em Brasília. Esta foi a primeira audiência oficial entre ambos.

Na pauta, o governador Mauro Carlesse levou solicitações visando a construção de obras estruturantes no Estado, dentre elas, a construção da TO-500 (travessia da Ilha do Bananal), a liberação de recursos para construção da nova ponte de Porto Nacional, liberação de recursos para asfaltamento em várias cidades, a liberação de recursos para aquisição de máquinas e o aval da União para que o Tocantins possa aderir ao Projeto Agro-Logística.

“O Presidente foi bastante receptivo, explicamos o quanto essas obras são importantes para o desenvolvimento do Estado. Falamos também do esforço que o nosso Governo está realizando na redução de despesas para o equilíbrio das contas públicas. O Presidente afirmou que todas os nossos pleitos serão analisados com agilidade e que o esforço que o Tocantins está fazendo para conseguir o enquadramento na Lei de Responsabilidade Fiscal será levado em consideração”, afirmou o Governador.

Sobre a TO-500, o governador Mauro Carlesse solicitou ao Presidente da República, a construção da rodovia que ligará os estados do Tocantins e Mato Grosso através da ligação pela Ilha do Bananal em um trecho de 90 quilômetros. O Governador apresentou o projeto da rodovia e explicou a importância estratégica dessa obra que irá gerar um grande desenvolvimento para os dois estados. “Essa é uma obra de integração nacional”, afirmou Mauro Carlesse.

Já em relação às rodovias federais, o Governador solicitou a inclusão das BR’s 010 e 235, no trecho em que cortam o Tocantins, no pacote de obras obras rodoviárias federais, anunciados nesta quarta-feira, 17, pelo Governo Federal.

No tocante à ponte de Porto Nacional, o governador Mauro Carlesse tratou a obra com o presidente Jair Bolsonaro como uma das prioridades para o desenvolvimento do Estado.  No ofício entregue ao Presidente da República, o governador Mauro Carlesse solicitou o apoio na viabilização dos R$ 130 milhões necessários para execução da obra.

Para recuperação e conservação das estradas vicinais em todos os municípios, o Governador solicitou do Presidente a liberação de R$ 68.250.000,00 (sessenta e oito milhões e duzentos e cinquenta mil reais), oriundos de emenda da bancada federal, para aquisição de máquinas que serão utilizadas no trabalho de melhoria de acesso às comunidades rurais do Estado.

O governador Mauro Carlesse também apresentou ao presidente Bolsonaro, o plano de recuperação fiscal do Estado, que visa reenquadrar o Tocantins na Lei de Responsabilidade Fiscal e recuperar a capacidade de investimento do Estado. Em virtude de o Tocantins estar em situação diferente de outros estados, pois já deu início ao saneamento das contas públicas e por manter compromissos em dia, como o pagamento dos servidores públicos, o Governador solicitou ao Presidente que sejam revistos os critérios de avaliação da classificação do Estado junto à Secretaria do Tesouro Nacional. Outra solicitação nesse sentido, foi o requerimento de aval da União para que o Tocantins possa realizar com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, uma operação de crédito na linha do Projeto de melhoramento do Agronegócio e Infraestrutura de Transporte, Agro Logística.

Outro projeto estruturante importante para o Tocantins apresentado pelo Governador, foi o da revitalização do Projeto Rio Formoso, em Formoso do Araguaia. A solicitação do Governo do Tocantins é de um aporte de R$ 400 milhões.

Em relação à pavimentação asfáltica em diversas cidades do Estado, o Governador solicitou ao Presidente a liberação de R$ 76.223.702,60 de recursos do programa Pró-Transporte. Os recursos serão investidos nas obras de macrodrenagem das quadras 307, 309 e 407 Sul, em Palmas; na pavimentação do Jardim dos Ipês, Parque da Liberdade e Novo Horizonte, em Porto Nacional; Pavimentação e qualificação de vias urbanas em Colinas do Tocantins; Pavimentação e qualificação de vias urbanas, em Palmas; Pavimentação e qualificação de vias urbanas, em Paraíso do Tocantins; Pavimentação e qualificação de vias urbanas, em Araguaína.

Presenças

Além do governador Mauro Carlesse, participaram da audiência com o presidente Bolsonaro os secretários de estado Sandro Armando, da Fazenda e Planejamento (Sefaz); Renato Assunção, da Infraestutura, Cidades e Habitação (Seinf); o senador Eduardo Gomes; os deputados federais Carlos Gaguin e Washington ‘Coração Valente’; e o ministro-chefe da Casa Civíl, Onyx Lorenzoni.

 

Continue Lendo

Política

Carlesse tem audiência nesta quarta com presidente Bolsonaro; licitação da BR-153 pode ser retomada em 4 meses

Publicados

em

O governador Mauro Carlesse (PHS) será recebido nesta quarta-feira, 17, às 16 horas, no Palácio do Planalto, pelo presidente Jair Bolsonaro. Será o primeiro encontro privado entre dois desde a posse. Carlesse já tinha participado de eventos com Bolsonaro, mas na companhia de outros governadores.

Investimentos estratégicos

Carlesse vai discutir com o presidente os investimentos estratégicos para o Estado, como a BR-242 e a Ponte de Xambioá, que está amarrada num imbroglio jurídico.

Na infraestrutura

A bancada federal do Estado esteve na tarde desta terça-feira com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas (foto). Em pauta, os temas que interessam ao Tocantins, BR-153, a 242, o derrocamento do Pedral de Lourenço, hidrovia, travessia de Paraíso, a Ponte de Xambioá e a Ferrovia Oeste-Leste, que ligará Ilhéus (BA) a Figueirópolis (TO).

BR-153 em até 4 meses

De mais concreto, o ministro informou que o processo de duplicação da BR-153 deve ser retomado em até quatro meses, com um novo processo de licitação. Participaram da audiência com Tarcísio Freitas o coordenador a bancada tocantinense, deputado Carlos Gaguim (MDB), os também deputados federais Dulce Miranda (MDB), Vicentinho (PR), Osires Damaso (PSC), Eli Borges (SD), Tiago Dimas (SD) e Célio Moura (PT), além do senador Eduardo Gomes (MDB).

Portal CT

Continue Lendo

Política

Sessão ordinária debate saúde, tarifa de água e atividades pesqueiras no lago de Palmas

Publicados

em

 

Na sessão ordinária de terça, 16, após discurso do vereador Lúcio Campelo (PR) que abordou a situação precária no qual se encontra os serviços de saúde e o Hospital Geral de Palmas (HGP), os demais parlamentares cobraram uma atitude mais enérgica por parte do governo do Estado do Tocantins. O órgão, que é o principal estabelecimento de saúde do Tocantins e pertence ao governo estadual, se encontra em situação deplorável, segundo os parlamentares.

Em aparte, o vereador Gerson Alves (PSL) lembrou que a situação do HGP é ruim não é de hoje e o problema é recorrente. Já o vereador Moisemar Marinho (PDT) afirmou que o fato é preocupante e propôs a seus pares criar uma Frente Parlamentar em Defesa da Saúde, visando encontrar soluções para o que classificou como “caos em que se encontra a saúde pública estadual”. Na ocasião o vereador Rogerio Freitas (MDB) também criticou a gestão da saúde. “É triste ver o que está acontecendo. O governo resolveu priorizar, fazer caixa em detrimento de investimentos na área da saúde. No entanto, isso tem um preço alto, o povo está padecendo, são muitas vidas perdidas e temos que encontrar uma solução o quanto antes para resolver esse problema”, lamentou o vereador.

No prosseguimento da sessão, o vereador Diogo Fernandes (PSD) subiu a tribuna para agradecer a direção da empresa BRK Ambiental, em razão da proposta de firmar compromisso, após reunião com a Frente Parlamentar em Defesa do Comércio, de reduzir, em 50%, a tarifa de água cobrada dos comerciantes palmenses.

Por fim, o socialista cristão, Filipe Martins (PSC) propôs requerimento para realização de uma Audiência Pública para debater a Lei Complementar nº. 121/2019 que alterou a Lei Complementar nº. 13/1997 e dispõe sobre as atividades da aquicultura, piscicultura e proteção da fauna aquática no Estado do Tocantins.

Segundo o parlamentar, a referida audiência teria a finalidade de chamar a atenção dos deputados estaduais a modificarem – através de Emendas – a referida norma que, ao seu sentir, foi desvirtuada. Martins ponderou que, embora a natureza jurídica da Lei fosse combater a extinção das espécies, ao final, a nova regra trouxe mais malefícios do que benefícios à atividade pesqueira.

Continue Lendo