Conecte-se conosco

Geral

Povos indígenas do Tocantins recebem orientações de prevenção à Covid-1

Publicados

em

Povo Apinajé fechando a entrada da aldeia - Divulgação

Historicamente, sabe-se que surtos endêmicos são mais letais aos povos indígenas. Com a pandemia da Covid-19, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio de sua Diretoria de Direitos Humanos, tem instruído lideranças indígenas a seguir as orientações das autoridades em saúde mundiais, Governo Federal e do Estado para combater a transmissão do Coronavírus entre os povos indígenas do Tocantins.

A diretora dos Direitos Humanos da Seciju, Sabrina Ribeiro, afirmou que não serão medidos esforços para fazer com que as comunidades indígenas compreendam a importância destas orientações sobre a reclusão social para prevenção ao Coronavírus. “Estamos empenhados em fazer com que a compreensão sobre este resguardo social seja assimilada com eficácia por todos os indígenas, pois é de suma importância essa compreensão, ao modo que tratar essa pandemia em meio as aldeias seria algo bem mais complexo”, alertou.

Segundo a gerente de Diversidade e Inclusão Social da Seciju, Nayara Brandão, a atitude mais eficaz para o combate à propagação da covid-19 é a reclusão, sendo esta medida adotada pelos povos indígenas do Tocantins. ”As aldeias estão com restrição de visitas desde do início do mês, todos os órgãos que trabalham na proteção dos povos, auxiliaram com informações de proteção e com apoio ao isolamento social”, explicou.

A coordenadora do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Laudovina Pereira, contou que os povos indígenas do Tocantins tomaram medidas de prevenção ao contágio. “As lideranças indígenas estão preocupadas e alguns povos como Apinajé, Krahô, Krahô-Kanela, Karajá de Xambioá, Karajá e Javaé estão fazendo por conta própria o fechamento das entradas dos seus territórios, com barreiras, evitando assim, a entrada de pessoas que não são indígenas, para se protegerem do Coronavírus”, destacou.

A coordenadora falou também que as lideranças estão preocupadas com a ida dos indígenas as cidades para receberem os recursos dos programas sociais, como bolsa família e aposentadoria, que são utilizados para fazerem compras de suprimentos necessários a sobrevivência e nesse contexto contraírem a doença, levando o vírus para as aldeias.

Para prevenir que isso aconteça, as lideranças têm orientados os indígenas, com base nas informações repassadas pelos meios de comunicação baseadas em recomendações das autoridades de saúde, que limpem tudo que entra nas comunidades. “Eles estão atentos aos materiais e insumos que são externos e que porventura entram nas aldeias, como alimentos, por exemplo”, disse.

Na aldeia Horo Tory, o indígena Admilton Karajá pediu à sociedade em geral que neste momento sejam evitadas visitas. “Todos temos que ter consciência que nossa imunidade é muito baixa. Então, precisamos manter isso”, concluiu.

As ações que estão acontecendo de interrupção de visitas às terras indígenas, acontecem em consonância com a Portaria nº 419, de 17 de março de 2020, da Fundação Nacional do Índio (Funai), a qual suspendeu o acesso de visitantes por 30 dias.

Povos indígenas

São aproximadamente 15 mil indígenas no estado, divididos em dez povos indígenas no Tocantins, sendo eles: Apinajé, Avá Canoeiro, Javaé, Kanela do Tocantins, Karajá, Karajá Xambioá, Krahô, Krahô aldeia Takaywra, Krahô Kanela, Xerente.

Telefones para atendimento

Diretoria de Direitos Humanos – (63) 3218-6917

Gerência de Diversidade e Inclusão Social – (63)3218-6919

Conselho Indigenista Missionário (Cimi) – (63) 3224-3219

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Agrotins 2020: Vídeo mostra orientações sobre como montar horta orgânica

No vídeo, a técnica Drielly Rodrigues explica como montar e as vantagens de ter uma horta orgânica em casa

Publicados

em

No vídeo, a técnica Drielly Rodrigues explica como montar e as vantagens de ter uma horta orgânica em casa

Ter uma horta caseira é uma boa alternativa para quem quer colher vegetais, legumes e temperos frescos para as suas receitas. Sobre o assunto, a gerente de Apicultura, Orgânicos e Agroecológicos do Ruraltins, Drielly Rodrigues, preparou um vídeo especial que vai estar disponível na plataforma da Feira Agrotecnológica do Tocantins – Agrotins 2020 100% Digital (www.agrotins.to.gov.br), explicando como montar e as vantagens de ter uma horta orgânica em casa.

“Ter uma horta orgânica, além de ser uma atividade relaxante, representa qualidade de vida, tanto pelo envolvimento com a natureza quanto pela experiência de colocar a mão na terra para consumir o próprio alimento fresco, mais saudável, por ser livre de produtos químicos e mais rico em vitaminas e sais minerais, e por ser produzido em casa com adubos orgânicos”, explica Drielly Rodrigues.

No vídeo Drielly Rodrigues ressalta também que é possível plantar alimentos em casa sem gastar muito e sem tanto trabalho, utilizando embalagens que seriam jogadas no lixo, como garrafas pet, embalagens de amaciante, de água mineral, pneus, pallets, latas. “A diversidade é enorme, nesse momento a criatividade entra em ação, e o resultado pode surpreender”, ressalta a gerente do Ruraltins.

Outra vantagem é a possibilidade de criar um ambiente agradável e bonito transformando qualquer pequeno espaço – como uma cozinha ou varanda por exemplo, em uma horta orgânica.

Agrotins 100% Digital

Estas e outras dicas estarão disponíveis na plataforma da Feira Agrotecnológica do Tocantins – Agrotins 2020 100% Digital, que ocorrerá entre os dias 27 e 29 de maio. Realizada pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e parceiros, esta edição tem como tema o Cerrado Sustentável.

Este ano, de forma digital, o cidadão terá acesso às diversas exposições, palestras, além de workshops e mais de 40 horas de programação ao vivo, dentre elas leilões virtuais.

 

 

Continue Lendo

Geral

Secretaria da Saúde publica edital para cadastro de profissionais disponíveis a trabalhar no enfrentamento à Covid-19

Banco de dados será usado em contratações futuras mediante necessidade da pasta

Publicados

em

Secretaria busca quantificar profissionais disponíveis no mercado dispostos a atuarem no combate ao novo Coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou no Diário Oficial do Estado, nº 5.605, publicado nessa quarta-feira, 20, o Edital 3/2020/SES/GASEC, com chamamento público para cadastramento de profissionais de saúde, a fim de preencher postos de trabalhos para a prestação de serviço no combate ao novo Coronavírus (COVID-19), no Tocantins.

A convocação é regida pela Lei Nº 3.422 (8/3/19) e tem como objetivo a criação de um banco de dados de profissionais da saúde, e gera apenas a expectativa de direito à contratação ficando a concretização desse ato, condicionada à exclusiva necessidade, oportunidade e conveniência da SES.

Os profissionais que vierem a ser chamados a partir do cadastro serão contratados temporariamente, por 90 dias.

Segundo o titular da SES, Edgar Tollini, “as vagas serão preenchidas à medida que houver necessidade, de acordo com o estado de calamidade ao qual nos encontramos. O nosso propósito é já termos uma dimensão da quantidade de profissionais que temos, em todas as especialidades e assim, otimizar o tempo no processo de contratação”, destaca.

São contemplados no edital, profissionais de níveis superior e técnico da área de saúde que ao serem selecionados serão convocados para trabalharem, inicialmente, nos Hospitais de Referência do Estado, podendo de acordo com a necessidade serem realocados para os demais serviços de referência de enfrentamento à crise que pertençam à rede estadual de saúde.

Inscrições

Interessados podem se inscrever exclusivamente via internet por meio do link: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario. php?id_aplicacao=56873, até as 23h59, do dia 29 de maio de 2020.

Cargos e remunerações

As vagas são para assistentes sociais, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos, nutricionistas, psicólogos e técnicos de enfermagens. Todos os contratados deverão seguir cargas horárias que variam de 30 a 40 horas semanais e remunerações que vão de R$ 1.256,76 a R$ 10.276,00, de acordo com a especialidade.

Mais informações no Diário Oficial do dia 20 de maio de 2020. https://diariooficial.to.gov.br/

 

Continue Lendo

Geral

Governo do Tocantins estenderá preparatório para o Enem até a data de realização da prova

Neste ano, a Seduc está trabalhando a campanha: TO de casa NO ENEM, com uma série de atividades online

Publicados

em

Entre as ferramentas de estudo ofertadas pela Seduc estão as videoaulas disponíveis no canal do YouTube: ‘TOnoEnem’

Com o objetivo de garantir uma melhor preparação dos estudantes da rede estadual de ensino para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) manterá as atividades do #TOnoEnem, que neste ano traz a campanha: TO de casa NO ENEM, até a nova data de realização da prova nacional. O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciaram nessa quarta-feira, 20, que o Enem deste ano será adiado por 30 a 60 dias.

O #TOnoEnem é direcionado aos estudantes matriculados na 2ª e 3ª série do ensino médio, na rede estadual de ensino. Até o momento, foram realizadas 25.665 inscrições. Entre os que se inscreveram, 13.946 são alunos da 3ª série e 10.710 da 2ª série. Além disso, foram registradas 1.009 inscrições da comunidade externa. As inscrições seguem abertas até a próxima segunda-feira, 25. “Abrimos uma nova etapa de inscrições para oportunizar que um maior número de tocantinenses possam se preparar para o Enem e assim alcançar o objetivo de chegar ao ensino superior”, apontou a secretária da Seduc, Adriana Aguiar.

A titular da Seduc destacou, ainda, que a prorrogação dos prazos para a realização do Enem é uma oportunidade para que os estudantes possam se preparar melhor. “Em função da pandemia, estamos trabalhando o #TOnoEnem com atividades online, mas também criamos estratégias para chegar aos demais estudantes. E com mais tempo para a realização das provas, a nossa orientação é que todos os estudantes continuem desenvolvendo as atividades”.

#TOnoEnem

O #TOnoEnem oferece aos estudantes diversas ferramentas de estudo, como: videoaulas transmitidas pela internet e pela TV Assembleia, material didático impresso e digital, aplicação de simulados, plantão tira-dúvidas, Lives com professores, webinar – Construindo Minha História, além das Pílulas do Enem – uma série de dicas transmitidas pelas rádios 96 FM e UFT FM.

Para os estudantes da rede estadual que possuem acesso à internet, o material para acompanhamento será disponibilizado, por etapas, no site da Seduc e no canal do YouTube: ‘TOnoEnem’. Aqueles que têm computador, mas não têm acesso à internet, irão retirar o material impresso e as videoaulas em pen drive na escola onde está matriculado. Neste caso, é necessário realizar o agendamento prévio para evitar aglomeração e ter informado no ato da inscrição que tem essa demanda. Já os estudantes que residem na área rural, indígena ou quilombola receberão o material em casa por meio do transporte escolar.

Neste ano, são parceiros do programa: a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e a Assembleia Legislativa.

Enem

Na ocasião do anúncio da alteração da data da realização da prova, o Ministério da Educação informou que o período de inscrições para o exame segue conforme o cronograma inicial. O prazo para cadastro, que deve ser feito por meio do endereço eletrônico do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira: http://enem.inep.gov.br/participante, termina às 23h59 desta sexta-feira 22.

 

Continue Lendo

Notícias