Conecte-se conosco

Polícia

Polícia prende dois homens acusados de roubos sucessivos em Gurupi

Após cerco nas imediações dos locais onde aconteceram dois roubos sucessivos, policiais militares do 4º BPM prendem dupla de criminosos e recuperam objetos subtraídos.

Publicados

em

O 4º Batalhão de Polícia Militar – 4º BPM prendeu no início da noite desta quarta-feira, 11, dois homens, 20 e 24 anos, ambos acusados de roubo de roubos sucessivos em Gurupi. Com os autores a PM localizou uma bolsa feminina contendo documentos pessoais da vítima, três cartões de crédito, um aparelho celular, uma carteira feminina, uma motocicleta Yamaha YBR 125, cor preta e uma pequena quantidade em dinheiro.

Os roubos aconteceram na avenida Pará, e nesta mesma via, esquina com a rua 03, região central. De acordo com testemunhas, na primeira ação delituosa os autores subtraíram o aparelho celular de um adolescente, que ao perceber que a dupla não portava arma, reagiu ao assalto e tomou o objeto.

Os criminosos fugiram numa motocicleta e logo à frente roubaram a bolsa de uma mulher, que trafegava à pé pela rua. Testemunhas relataram que um dos homens ameaçou a vítima como se estivesse portando uma arma e em seguida, após lutar com a mulher, roubou a sua bolsa e ambos fugiram na moto.

A PM foi acionada e fechou o cerco nas imediações do local do crime. Durante as diligências os policiais interceptaram os autores na avenida Maranhão, entre as ruas 15 e 16, centro. A bolsa contendo os objetos roubados da vítima se encontrava em poder da dupla, que recebeu voz de prisão.

Em seguida os autores foram conduzidos e apresentados na Delegacia Central de Flagrantes para as devidas providências.

A PM ressalta ainda, que um dos acusados tem passagem criminal pela prática de latrocínio e o outro por violência doméstica, estupro e ameaça.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia

Polícia doa mais de 200 kg de alimentos para a Liga Feminina de Combate ao Câncerem Gurupi

Alimentos arrecadados pelo 4º BPM durante a realização do Desafio Os doos de Steve para pacientes assistidos pela Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer de Gurupi.

Publicados

em

Na manhã desta terça-feira, 17, o 4º Batalhão de Polícia Militar – 4º BPM fez uma doação de mais de 200 kg de alimentos não perecíveis para a Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer, em Gurupi. Situação na avenida Piauí nº 2154, centro. Ela não tem fins lucrativos e é liderada por mulheres que atuam em apoio aos pacientes que realizam tratamento de câncer.

A ação solidária é fruto da arrecadação capitaneada através da coordenação da Corrida Desafio Stive realizada pelo 4º BPM no dia 25 de agosto, dia do soldado. Como parte do desafio, os atletas doaram um quilo (kg) de alimento não perecível com o objetivo de ser destinado a entidade filantrópica.

Antes da realização do Desafio ou Comandante da Unidade, tenente-coronel Jaime Porfírio de Souza, receber uma visita de membros da Liga Feminina, que após publicar o trabalho da entidade, solicitar apoio na arrecadação de donativos para a citação da casa de apoio aos pacientes Câncer. Na ocasião, o comandante comprometeu-se a realizar uma parceria, que será efetivada durante uma corrida com obstáculos denominada Stive’s Race.

A entrega dos donativos aconteceu nesta manhã, momento em que a comitiva do Batalhão visitou uma entidade e fez a entrega dos alimentos.

Durante o ato, a presidente da Liga, Clésia Maria Sena Passos, destacou que a ação executada pelo 4º BPM foi a suma importância para a entidade e seus beneficiários e que a parceria com a Unidade será profissional.

O comandante da Unidade de Ressonância Magnética da Polícia Militar, embora possua uso constitucional de atuação no policiamento ostensivo e preventivo de garantia de segurança pública na comunidade, seus integrantes são solidários e se preocupe com o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida das pessoas, especialmente como que carecem de amparo da sociedade.

Continue Lendo

Polícia

Polícia apreende adolescente em Aliança acusado de tráfico de drogas Fonte: Ascom 4º BPM / Maj Potencio

Adolescente é apreendido em Aliança com entorpecentes e balança de precisão escondida em suas vestes. Ele havia adquirido a droga em Gurupi e pretendia comercializá-la em Aliança.

Publicados

em

O 4º Batalhão de Polícia Militar – 4º BPM apreendeu na tarde deste sábado, 14, um adolescente, 17 anos, acusado de ato infracional de tráfico de drogas. Em poder do menor, a PM encontrou 22 pedras de produto entorpecente semelhante ao crack, oito porções análogas à maconha, um aparelho celular e uma balança de precisão.

A infração penal aconteceu no pátio do antigo posto Aliança, às margens da BR-153, trevo sul da cidade de Aliança do Tocantins. Policiais militares do serviço operacional realizavam o patrulhamento ostensivo, quando perceberam a atitude suspeita do menor, depois de se desembarcar do ônibus coletivo.

Durante a abordagem e revista ao então suspeito, os policiais localizaram em suas vestes uma sacola contendo os entorpecentes, o celular e a balança de precisão. O adolescente confessou que havia adquirido a droga em Gurupi, pagando-a com um aparelho celular, e que pretendia comercializá-la em Aliança.

Diante da constatação da infração penal, o menor recebeu voz de apreensão em flagrante e em seguida foi apresentado juntamente com o produto entorpecente na delegacia Central de Flagrantes desta cidade de Gurupi para as devidas providências.

Continue Lendo

Cidades

Polícia Civil prende mulher suspeita de estelionato no sudeste do Estado

Mulher estava se passando por conselheira espiritual, mas na verdade aplicava golpes em pessoas do sudeste

Publicados

em

Mulher suspeita de estelionato é presa pela Polícia Civil em Dianópolis

Policiais Civis da 8ª Delegacia Regional de Dianópolis, coordenados pelo delegado Márcio Duarte Teixeira, efetuaram, no final da tarde da última quinta-feira, 12, a prisão de uma mulher de iniciais M.T. Ela é suspeita pela prática do crime de estelionato e foi capturada, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, quando se encontrava em frente a uma agência bancária, naquele município.

De acordo com o delegado Márcio, a ação que resultou na prisão da suspeita foi desencadeada depois que uma senhora idosa procurou a Delegacia de Polícia Civil de Taguatinga informando que havia sido vítima de um golpe praticado pela suspeita.

“Através das investigações descobrimos que a mulher se passava por astróloga e vidente e que fazia trabalhos espirituais, mediante remuneração e que, no dia 27 de agosto, tinha abordado a vítima em frente a uma agência bancária de Taguatinga, onde recebeu o primeiro pagamento por conta do suposto trabalho espiritual que iria fazer. No entanto, também constatamos que a vítima que nos procurou estava sofrendo extorsão, uma vez que a falsa vidente passou a ameaçar a senhora para que a mesma lhe desse mais dinheiro, além da quantia que ela já havia disponibilizado a investigada”, disse o delegado.

Ainda no decorrer dos trabalhos investigativos, os policiais civis da 8ª DRPC também descobriram que M.T passou a enviar várias mensagens de texto à vítima afirmando que se não recebesse mais dinheiro pelo suposto trabalho espiritual realizado, haveria sérias conseqüências que se abateriam sobre a vida da denunciante e de seu marido. Com base no relato da vítima, o delegado abriu inquérito onde foram reunidos fortes indícios de autoria e materialidade dos crimes cometidos e, diante desse disso, foi representado pela prisão preventiva de M.T, a qual foi deferida e cumprida, nesta quinta-feira.

Por ocasião da prisão, a mulher foi localizada no centro da cidade de Dianópolis, uma vez que já havia saído de Taguatinga. Desse modo, ela foi conduzida até á Central de Atendimento da Polícia Civil, daquela cidade e, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, recolhida à Casa de Prisão Provisória local, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

 

 

Continue Lendo

Notícias