Quinta, 14 de dezembro de 201714/12/2017
Folha do Tocantins
BRASIL
Assistência Social apoia projeto de humanização do Hospital Infantil de Palmas
Projeto Entrelaçando, que ensina bordados e trabalhos manuais a mães e acompanhantes de crianças internadas, recebeu uma máquina de costura, que facilitará os trabalhos das instrutoras
-
Postada em 27/09/2017 ás 01h39
	 Assistência Social apoia projeto de humanização do Hospital Infantil de Palmas

Secretária Patrícia entrega máquina de costura que irá facilitar os trabalhos do Projeto Entrelaçando.



O projeto Entrelaçando, que ensina bordados e trabalhos manuais a mães e acompanhantes de crianças internadas no Hospital Infantil Público de Palmas (HIPP), recebeu um reforço nesta segunda-feira, 25, da Secretaria de Estado do Trabalho e Assistência Social (Setas). A secretária da pasta, Patrícia Amaral, conheceu as atividades pessoalmente e realizou a entrega de uma máquina de costura que facilitará os trabalhos das instrutoras do projeto.


A secretária encantou-se com a iniciativa e a qualidade dos produtos confeccionados no projeto. “Nós acreditamos muito em trabalhos como esse e estamos sempre prontos a apoiar. Além da ajuda com a máquina, disponibilizamos uma de nossas instrutoras do Projeto de Geração de Renda Aafeto [Acreditando e Apoiando as Famílias Tocantinenses] para passar um período treinando multiplicadoras em novas técnicas de artesanato”, explicou.


Ao perceber o alto nível de stress das mães que têm suas crianças internadas por grandes períodos, o projeto Entrelaçando foi idealizado pela servidora do HIPP, Ednalva Ferreira. “Tudo começou com uma senhora que passou nove meses conosco. Compadeci-me ao perceber que nada mais a distraía, nem televisão, conversas ou tentativas de socialização. Então, perguntei a ela se tinha vontade de aprender algo, e ela topou. As outras foram se interessando e o projeto foi se firmando, graças a muitos apoios”, contou.


A principal vantagem do projeto, segundo a idealizadora, é a diminuição dos níveis de stress dos acompanhantes, o que também afeta na saúde das crianças internadas. “O que observamos é que uma mãe mais tranquila tem mais condições de cuidar do filho doente, e a criança percebendo o acompanhante mais calmo também se sente mais segura e todos ficam mais felizes”, informou Ednalva.


O carro-chefe do Entrelaçando são os panos de prato bordados com Patch Aplique. No início das instruções, as alunas recebem uma apostila, um kit com dois panos, as linhas e agulhas. Ao final, elas podem ficar com um dos produtos e o outro é devolvido para ser vendido. A renda da comercialização garante a manutenção da Ação.


Para ampliar a atuação do Entrelaçando, a instrutora do Projeto Aafeto, Maria Aparecida Cavalcante, estará no hospital por duas semanas ensinando novas técnicas de artesanato como Restauração de Móveis e Garrafas Decoradas. “Estou passando o conhecimento às pessoas que já trabalham no Entrelaçando para que elas se tornem multiplicadoras. É um prazer ajudar de alguma forma uma iniciativa tão bonita”, elogiou a instrutora.




 
FONTE: Da Redação
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários