Segunda, 25 de junho de 2018
Política

06/06/2018 ás 08h09

Romilton

Palmas / TO

PT não vê suas bandeiras nas campanhas e decide não dar apoio no 2º turno
A direção estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu em reunião na segunda-feira, 4, não apoiar nenhum dos dois candidatos do segundo turno da eleição suplementar
PT não vê suas bandeiras nas campanhas e decide não dar apoio no 2º turno
Presidente do PT do Tocantins, deputado estadual José Roberto (Foto: Dicom AL)

A direção estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu em reunião na segunda-feira, 4, não apoiar nenhum dos dois candidatos do segundo turno da eleição suplementar: o governador interino Mauro Carlesse (PHS) e o senador Vicentinho Alves (PR). As outras siglas que acompanharam Carlos Amastha (PSB) devem se manifestar no mesmo sentido. Lembrando que os petistas se separam no pleito, com parte deles – liderados por Donizeti Nogueira e Milne Freitas – apoiando a senadora Kátia Abreu (PDT). O CT acionou o grupo, que ainda não se manifestou.


Membros da Comissão Executiva decidiram não apoiar as candidaturas postas para o segundo turno por unanimidade e uma resolução foi editada.  No entendimento da direção estadual petista, Mauro Carlesse e Vicentinho Alves não representam os programas e projetos pelo partido. A orientação é para que dirigentes e filiados não apoiem qualquer um dos postulantes ao Palácio Araguaia na eleição do dia 24 de junho.


“A Executiva do PT em uma reunião ampliada decidiu por ampla maioria não apoiar no segundo turno nenhuma das duas candidaturas por não representar o que defendemos. Solicitamos aos nossos companheiros que ninguém faça manifestação pública de apoio neste segundo turno da eleição suplementar”, reforçou o presidente do Partido dos Trabalhadores no Tocantins, o deputado estadual José Roberto (PT).


Outubro
Ainda na reunião, os membros da Executiva do PT definiram que os esforços da sigla seguem voltados para as eleições ordinárias, que acontecem em outubro e já possuem um calendário de definição de candidaturas.


“Vamos focar a nossa energia na eleição em outubro para que possamos eleger os nossos candidatos a deputados estaduais, federais, senadores e ao governo. Esse é o nosso objetivo e é para isso que essa direção está trabalhando. Vamos à luta, vamos trabalhar e alcançar a vitória em outubro”, finalizou José Roberto. (Com informações da Ascom)

FONTE: Portal CT

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium