Segunda, 25 de junho de 2018
Política

06/06/2018 ás 07h50

Romilton

Palmas / TO

Márlon Reis não vai apoiar nenhum candidato e já projeta visitas em pré-campanha
Advogado diz estar aberto ao diálogo, mas afirma que a presença na disputa de outubro é um compromisso com a executivo nacional do Rede
Márlon Reis não vai apoiar nenhum candidato e já projeta visitas em pré-campanha
árlon Reis, pré-candidato a governador pela Rede (Foto: Divulgação)

Um dos idealizadores da Lei da Ficha Limpa, Márlon Reis (Rede) garantiu um bom desempenho no domingo, 3, na eleição suplementar. Apesar do pouco tempo de televisão, do desconhecimento do eleitor do interior e da candidatura de chapa pura, o advogado abocanhou quase 10% dos votos válidos, o que o faria um aliado importante. Entretanto, o político confirmou que não apoiará nenhum dos dois nomes que estão no segundo turno: Mauro Carlesse (PHS) e Vicentinho Alves (PR).


Sem compromissos, Márlon Reis adiantou que o projeto será focar no pleito de outubro, do qual já é pré-candidato. “Vou retirar poucos dias para descanso e resolver questões pessoais e volto a ativa no começo da semana já em pré-campanha oficial, montando estrutura e voltando a visitar as cidades”, afirmou ao CT o advogado. A Rede Sustentabilidade também confirmou em nota o projeto do grupo para o novo pleito no fim do ano.

“Depois de um amplo debate com as lideranças do que foi nomeado como Comitê Estadual do Movimento Ficha Limpa no Tocantins, que sustentou a candidatura de Márlon Reis ao Governo do Estado, decidiu-se que o grupo não apoiará qualquer um dos dois candidatos que concorrem ao segundo turno nas eleições suplementares”, disse o partido em comunicado.


Márlon Reis também comentou sobre a intenção de Carlos Amastha – também derrotado no primeiro turno – de conversar com o Rede. O advogado disse estar aberto, mas reforçou o projeto dele para outubro. “Nós somos pessoas de diálogo. Sentaremos com qualquer um que nos procure para conversar. Sobre as consequências deste diálogo não podemos dizer, mas há um espírito resolvido no nosso grupo sobre a minha candidatura”, admitiu ao CT.


O advogado foi além e disse que a articulação do Rede o considera “uma das prioridades” para 2018. “Tenho compromisso com a Executiva Nacional de ser candidato”, garantiu. Sobre possíveis composições, Márlon Reis desconversou. “Não sou capaz de falar de elemento nenhum de negociação sem ouvir as outras pessoas, mas quero dizer que não somos pessoas intransigentes e fechadas a ouvir. Qualquer um que nos procure será bem recebido”, concluiu.


Leia abaixo a nota do partido:


“Posicionamento do grupo de Márlon Reis sobre o segundo turno nas eleições suplementares:

Depois de um amplo debate com as lideranças do que foi nomeado como Comitê Estadual do Movimento Ficha Limpa no Tocantins, que sustentou a candidatura de Márlon Reis ao Governo do Estado, decidiu-se que o grupo não apoiará qualquer um dos dois candidatos que concorrem ao segundo turno nas eleições suplementares.


Outro ponto que também ficou decidido pelo Comitê foi manter o nome de Márlon Reis como pré-candidato ao Governo do Tocantins nas eleições de 7 de outubro.


A decisão foi sustentada exclusivamente com base na integridade do posicionamento do grupo, que mantém sua luta para promover uma profunda mudança moral e administrativa no Estado do Tocantins”

FONTE: Portal CT

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium