domingo, 20 de maio de 2018
Brasil

17/05/2018 ás 02h41

Romilton

Palmas / TO

Marcelo seria cassado mesmo sem provas ilícitas: “Pela gravidade das condutas”, diz Mendes
Mendes concluiu pelo indeferimento do efeito suspensivo contra o recurso extraordinário que o ex-governador protocolou no TSE, “a despeito de parecer inadequada a realização de eleições diretas às vésperas das eleições gerais”.
Marcelo seria cassado mesmo sem provas ilícitas: “Pela gravidade das condutas”, diz Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, ressaltou na decisão sobre a petição do ex-governador Marcelo Miranda (MDB) nesta quarta-feira, 16, que o acordão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fundamentou que a cassação do emedebista ocorreria, “independente da utilização de provas ilícitas, em razão da gravidade das condutas praticadas pelo peticionante [Marcelo]”. Mendes concluiu pelo indeferimento do efeito suspensivo contra o recurso extraordinário que o ex-governador protocolou no TSE, “a despeito de parecer inadequada a realização de eleições diretas às vésperas das eleições gerais”.


— Confira a íntegra da decisão do ministro Gilmar Mendes


Na petição, Marcelo sustentou que o acórdão do TSE “contém vícios que levarão ao provimento” do recurso extraordinário que protocolou na Corte Eleitoral e que aguarda admissão do presidente, ministro Luiz Fux, para ser remetido ao STF. Para a defesa, o acórdão teria se amparado “em conjunto de indícios, e não em provas robustas” e que “alguns desses indícios teriam natureza ilícita”.

FONTE: Cleber Toledo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium