domingo, 22 de julho de 2018
Especiais

15/04/2018 ás 22h49

Romilton

Palmas / TO

Estado faz visita técnica para avaliar reformas nas unidades hospitalares
Ação teve como objetivo vistoriar reformas iniciadas a fim de aperfeiçoar, qualificar e humanizar o atendimento à população
Estado faz visita técnica para avaliar reformas nas unidades hospitalares
Em Porto Nacional, o Governo do Tocantins está reformando várias alas do hospital regional

O secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, percorreu as unidades hospitalares do Estado para fazer uma vistoria técnica, com o objetivo de vistoriar reformas iniciadas a fim de aperfeiçoar, qualificar e humanizar o atendimento à população.


 


Estão incluídas na lista as seguintes unidades: Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN), Hospital Materno Infantil Tia Dedé em Porto Nacional, Hospital Regional de Gurupi (HRG), Hospital Regional de Araguaína (HRA), Hospital Geral de Palmas (HGP), Hospital Regional de Guaraí (HRG) e Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR).


 


“O governador Marcelo Miranda recomendou que antes de realizar as inaugurações, fizéssemos visita técnica a essas unidades. Para verificar qual o andamento das reformas e sua rápida conclusão”, informou Marcos Musafir.


 


Hospitais em Porto Nacional


 


Em Porto Nacional, o Governo do Tocantins está reformando várias alas do hospital regional. “Essa reforma está sendo realizada com vistas a transformar o Hospital Regional de Porto Nacional em um hospital universitário em médio prazo”, explicou o secretário da Saúde.


 


Já o Hospital Materno Infantil Tia Dedé está passando por um processo de aumento do número de leitos. “O governador determinou e vamos implantar mais 15 leitos na Maternidade Tia Dedé, transferindo a pediatria para o Hospital Regional de Porto Nacional. Isso vai ofertar mais vagas para evitar superlotação das outras maternidades” complementou Marcos Musafir.


 


Gurupi


 


Em Gurupi o hospital regional recebeu reforma da emergência. “Essa reforma era um pleito dos próprios profissionais que trabalham no hospital. Com isso, nós vamos ter duas entradas, uma que entra o paciente que veio de ambulância e está deitado em uma maca, e a outra que entra o paciente andando normalmente. Ali terá um novo acolhimento, classificação de risco, recepção, consultório de atendimento inicial, e para casos mais graves a sala de estabilização, ampliação da sala vermelha, observação, procedimentos e isolamento” contou Marcos Musafir.


 


O Governador Marcelo Miranda determinou que todas os hospitais ofereçam atendimento de qualidade, com dignidade, humanização e respeito ao paciente e aos servidores. As obras do novo HRG estão em fase de retomada, vencendo a burocracia, a previsão é que ele seja inaugurado em até dois anos.


 


Unidades em Araguaína


 


O grande destaque para Araguaína está no cumprimento do compromisso do governador Marcelo Miranda em equipar e dar as condições para o funcionamento da nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica. “A UTI localizada no Hospital Municipal de Araguaína, foi uma parceria onde a reforma foi feita pelo município, e os equipamentos e servidores ficaram a cargo do Estado. Neste caso, houve uma parceria muito boa com a Prefeitura de Araguaína, são dez leitos”, conta o gestor.


 


No Hospital Regional de Araguaína, a unidade que passa por reforma em vários setores recebeu vistoria das obras de reforma e ampliação do hospital, que incluem entre outros a sala vermelha, sala amarela, sala de trauma, sala de observação, sala de procedimentos salvadores, que é um centro cirúrgico dentro da emergência, uma inovação importante.


 


Ainda em Araguaína o Governo fará a inauguração da Regulação, do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), da Assistência Farmacêutica e houve a vistoriar das obras do Bunker da Radioterapia, que passam por algumas adaptações exigidas pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).


 


Palmas


 


Na Capital, Marcos Musafir vistoriou as obras do Hospital Geral de Palmas e do Hospital e Maternidade Dona Regina. “No HGP, já está pronta e em funcionamento a ampliação da Unidade de Atendimentos Intermediários onde funcionava a antiga Pró-Rim. Ela foi ampliada de 18 para 26 leitos”, frisou.


 


O diretor geral do HGP, Daniel Hiramatsu, falou da meta de zerar o atendimento nos corredores da unidade. “O local onde era a UCI será a Sala de Decisão Rápida, onde o paciente não poderá ficar mais de oito horas. Após ser atendido no consultório pelo profissional, fará exames e o médico decidirá se ele terá alta, será internado ou operado. Com isso se reduzirá a necessidade de colocar pacientes no corredor. Porque nessa Sala de Decisões rápidas, com poltronas e macas, nós vamos poder atender aos pacientes de forma mais qualificada, direcionada, rápida e eficaz”, afirmou.


 


A equipe da Secretaria de Estado da Saúde fez visita técnica ao Centro Cirúrgico que está quase pronto com dez salas de cirurgias modernas, mais confortáveis, que receberão novos equipamentos. Vários equipamentos ainda serão entregues não só para o HGP, mas para os centros cirúrgicos de vários hospitais.


 


No Hospital e Maternidade Dona Regina será inaugurado o novo refeitório, o Centro de Parto Normal e liberada a área da atual Central de Esterilização para aumentar o espaço de enfermaria.


 


Hospitais em Guaraí e Paraíso


 


No Hospital Regional de Guaraí, o Governo pretende inaugurar, em breve, as obras de reforma da unidade: a nova cozinha, novo refeitório e o Centro de Parto Normal, que estão em fase final de construção. Temos também o Centro de Parto Normal do Hospital Regional de Paraíso onde a obra está avançada.


 


Casa Itinerante e Mutirão de Cirurgias


 


No combate ao mosquito da dengue, o Governo pretende oferecer um projeto pioneiro que irá percorrer todo o Tocantins. A Casa Itinerante é um projeto prático, onde se visita com essa casa, cada rua, ensinando as pessoas como se prevenir do mosquito da dengue, zica e chicungunya.


 


O secretário da Saúde falou também falou sobre os mutirões de cirurgias que vem sendo realizados no Tocantins. “Essas ações continuarão a acontecer, como acontecem há dois anos. Já tivemos o Programa Exames Noturnos, realizado das 22 horas às 2 horas da manhã, no HGP, no qual realizamos cerca de 2.500 exames de ressonância e mamografia. Hoje, não temos mais lista de espera para fazer procedimentos cardíacos de hemodinâmica, nem de buco-maxilo-facial, que já se encerraram no norte do estado por exemplo”, explicou.


 


A ortopedia que é sempre volumosa em todo o país em razão dos acidentes de trânsito continua avançando, foram mais de quatro mil cirurgias no ano passado, muitas em regime de mutirão em todo o Tocantins. O projeto será continuado neste ano, além das cirurgias gerais que vem acontecendo constantemente, e que serão estimuladas pelos recursos que irão premiar equipes com critérios científicos, contratualizados e com toda segurança para cada paciente.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium