Quinta, 16 de agosto de 2018
Brasil

01/03/2018 ás 08h17 - atualizada em 01/03/2018 ás 08h23

Romilton

Palmas / TO

Paulo Preto, o super-Geddel do PSDB, será socorrido por Gilmar, o Posto Ipiranga do PSDB
Jeferson Miola, Integrante do Instituto de Debates, Estudos e Alternativas de Porto Alegre (Idea), foi coordenador-executivo do 5º Fórum Social Mundial
Paulo Preto, o super-Geddel do PSDB, será socorrido por Gilmar, o Posto Ipiranga do PSDB
JEFERSON MIOLA

Paulo Preto, o super-Geddel do PSDB que tem R$ 113 milhões de propinas escondidos em paraísos fiscais nas Bahamas, se movimenta para escapar da justiça, como faz todo tucano envolvido em escândalos.


Para desfrutar de foro privilegiado e gozar da impunidade eterna, o operador de propinas do PSDB se socorreu de Gilmar Mendes, o Posto Ipiranga do PSDB no STF.


A rede Ipiranga é aquela faz propaganda das lojas de conveniência dos seus postos de combustíveis, onde se consegue resolver qualquer problema a qualquer hora do dia – o equivalente à “multifuncionalidade” do Gilmar no STF.


Segundo notícia do jornal Valor, a defesa de Paulo Preto, que é a mesma do tucano Aloysio Nunes Ferreira, quer transferir o processo judicial que Paulo Preto responde na 5ª Vara Criminal de SP para o STF – mais precisamente, para o gabinete do também tucano Gilmar Mendes.


A defesa de Paulo Vieira de Souza, o ‘Paulo Preto’, aposta em uma decisão favorável do ministro Gilmar Mendes para deslocar ao STF investigação sobre peculato realizada pelo MPF e que tramita na 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo”.


Segundo a notícia do Valor, “o advogado de Paulo Preto argumenta que a investigação que tramita em São Paulo tem relação com o apurado nos inquéritos decorrentes das delações da Odebrecht em que Serra e Aloysio figuram como investigados por corrupção e caixa dois”.


O jornal esclarece que “Serra e Aloysio contam com privilégio de foro e o relator das investigações é o ministro Gilmar Mendes” – óbvio que por “incrível coincidência” do sorteio algorítmico de distribuição dos processos no STF [sic].

FONTE: JEFERSON MIOLA

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
OPINIÃO

OPINIÃO

Blog/coluna OPINIÃO
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium