domingo, 24 de junho de 2018
Brasil

20/12/2017 ás 09h19 - atualizada em 20/12/2017 ás 09h20

Romilton

Palmas / TO

Polícia Civil desarticula organização criminosa especializada em assalto a bancos
Organização atuava nos estados do Pará, do Tocantins e do Maranhão; operação resultou na prisão de sete pessoas
Polícia Civil desarticula organização criminosa especializada em assalto a bancos
Polícia Civil prende suspeitos de roubo a banco e apreende armas, drogas e munições


Na manhã desta terça-feira, 19, a Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic) - Núcleo Norte, em Araguaína, deflagrou a pperação Plunder, objetivando dar cumprimento a mandados de prisão de integrantes de uma organização criminosa especializada na prática de roubos a instituições financeiras e que atuava nos estados do Pará, do Tocantins e do Maranhão. A ação contou com o apoio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), da Delegacia de Filadélfia, e ainda da Polícia Civil do Estado do Pará.


A operação, que resultou na prisão de sete pessoas, consiste no desdobramento das investigações do roubo à agência do Banco do Brasil na cidade de Filadélfia, ocorrido em 29 de outubro deste ano.


Durante as diligências, foram identificados os integrantes de um grupo criminoso especializado em roubos a instituições financeiras nos estados do Tocantins, do Pará e do Maranhão, os quais tiveram suas prisões temporárias decretadas após representação da Polícia Civil do Tocantins.


Conforme o delegado José Anchieta de Menezes Filho, titular da Deic Norte, o líder da organização foi identificado como Caio Menezes, que foi capturado na tarde dessa segunda-feira, no Estado do Pará.


Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidas três armas de fogo, sendo uma pistola de calibre restrito (9 mm) e dois revólveres calibre 38, além de grande quantidade de comprimidos de anfetaminas, um veículo roubado, aparelhos celulares e apetrechos que seriam utilizados na empreitada criminosa.


Parte do grupo estava reunida em uma residência no Setor São Miguel, em Araguaína, onde finalizavam os preparativos para realizar mais um roubo, sob a liderança de I.T.J.. No local, também se encontrava um veículo roubado.


Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de prisão, sendo um no Pará e três em Araguaína. Durante a operação Plunder, os indivíduos também foram presos, em flagrante, pela prática dos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, adulteração de sinal identificador de veículo, bem como, formação de organização criminosa.


Dos veículos apreendidos, havia na residência um Hyundai HB20 roubado, que seria usado na ação criminosa, além de um Fiat Pálio que era utilizado como suporte para transporte dos criminosos e armas.


Após a realização dos procedimentos necessários, os presos foram encaminhados para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerão recolhidos à disposição do Poder Judiciário.


O delegado Anchieta falou sobre o comprometimento das instituições de segurança durante a operação. “Vale ressaltar, por fim, o empenho de todas as instituições, que fazem parte do sistema de justiça criminal, para o sucesso das investigações, especialmente do Poder Judiciário da Comarca de Filadélfia que atuou com extrema agilidade na análise e deferimento das medidas cautelares investigativas”, pontuou.



O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium