Quarta, 18 de julho de 2018
Política

18/06/2018 ás 15h13

Romilton

Palmas / TO

Jurídico nega série de acusações contra Carlesse e diz que judiciário está sendo usado por coligação de Vicentinho
Juvenal esclareceu que só sabe das investigações pela imprensa e não pode dar resposta concreta. “Vejo tudo isso com muita tristeza. O Poder Judiciário sendo usado desta maneira pela coligação”, disse.
Jurídico nega série de acusações contra Carlesse e diz que judiciário está sendo usado por coligação de Vicentinho

Nesta segunda-feira, 18, inicia a última semana da campanha para o segundo turno das eleições suplementares no Tocantins. Durante estes últimos dias a Polícia Federal realizou diligências em alguns órgãos do governo após denúncias feitas pela coligação É a Vez dos Tocantinenses. Já foram denunciadas emendas, nomeações, compras de votos e que o governador estaria usando o Palácio Araguaia como comitê partidário. A Gazeta conversou nesta manhã com o advogado da coligação Governo de Atitude, Juvenal Kleiber, afirmou que ainda não do notificado sobre a última operação, mas garantiu que não nada de errado na campanha de Mauro Carlesse. “Não há absolutamente nada de errado”, afirmou.


Juvenal esclareceu que só sabe das investigações pela imprensa e não pode dar resposta concreta. “Vejo tudo isso com muita tristeza. O Poder Judiciário sendo usado desta maneira pela coligação”, disse.


Ele contou que estranhou o candidato Vicentinho Alves dando entrevista sobre a Operação, sendo que a mesma estava sendo mantida em sigilo pela justiça. “A Operação estava sob segredo de justiça, e candidato dando entrevista sobre o assunto”, destacou.


“O candidato da coligação É a Vez dos Tocantinenses usadas decisões da Justiça na campanha”, disse Kleiber.


O advogado também disse que ainda não preparou defesa pois não foi notificado. “Assim que eu for notificado, entraremos com defesa, e poderei falar sobre o assunto”, disse à Gazeta.


A Polícia Federal recolheu planilhas onde pode constar que veículos oficiais estão sendo usados na campanha de Carlesse, e estão em análise pela desembargadora Ângela Prudente.


O assunto continua gerando grande repercussão nas redes sociais e nas mídias de outros estados.


Em nota, a Secretaria Estadual da Comunicação, informou que não há irregularidade no uso dos veículos oficiais do Estado.


Já Carlesse, diz estar estar tranquilo, e que essas denúncias são apenas para bagunçar o processo eleitoral.

FONTE: Gazeta do Cerrado

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium