Faça da Folha do Tocantins sua página incial

Contato

folhadotocantins@gmail.com

Domingo, 20 de agosto de 2017

EM PALMAS

Assembleia vai reunir prefeitos para definir destino de recursos de empréstimo

Deputados defendem mais recursos para os municípios

HOME ESTADO POLÍTICA OPINIÃO GERAL

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

NO TOCANTINS

Lei recomenda reutilização de água da chuva em prédios públicos

Divulgação

Para o deputado, a chuva é uma fonte de água doce valiosa, e sua captação é de extrema importância. “Além disso, precisamos preservar os ecossistemas como nascentes e mananciais, pois muitos deles se encontram ameaçados pelos crescentes índices de poluição”, alertou.

13 JUL  2017 atualizado às 07:08 Por: Da Redação

A instalação de sistema próprio de captação e aproveitamento de água da chuva passa a ser obrigatória na construção e reformas de prédios públicos e programas habitacionais no Estado do Tocantins. O objetivo é promover ações visando ao aproveitamento racional e eficiente da água da chuva em todo o Estado.

É o que determina uma lei proposta pelo deputado Zé Roberto (PT), em coautoria da deputada Valderez Castelo Branco (PP), aprovada recentemente na Assembleia Legislativa. Em sua justificativa, a construção de prédios ecologicamente corretos apresenta grandes vantagens a médio e longo prazos, tanto econômicas, como ambientais. 

“A reutilização da água da chuva já é uma experiência bem-sucedida em vários países. É importante adotar esse sistema em todo o Tocantins, especialmente nas regiões mais secas, onde as comunidades pagam um alto custo das tarifas de consumo de água potável”, disse Zé Roberto.

Para o deputado, a chuva é uma fonte de água doce valiosa, e sua captação é de extrema importância. “Além disso, precisamos preservar os ecossistemas como nascentes e mananciais, pois muitos deles se encontram ameaçados pelos crescentes índices de poluição”, alertou.

De acordo com o documento, o custo da água de reúso é pelo menos 50% menor do que o preço da água fornecida pelas companhias de saneamento. Portanto, muitas empresas, indústrias e instituições já adotaram programas de gestão de recursos hídricos para reutilização da água. “Eles já perceberam que a captação da água de boa qualidade pode ser feita de maneira simples e bastante efetiva em termos de custo e benefício”, esclareceu o deputado.

Zé Roberto acrescentou que o assunto vem ganhando cada vez mais destaque em todo o mundo, especialmente em tempos de escassez e racionamento de água, o que torna fundamental a busca por soluções eficientes a fim de evitar o desperdício. “E uma das melhores maneiras de fazer o reaproveitamento é por meio de um sistema próprio de captação da chuva”, concluiu.

Segundo especialistas, a água da chuva é considerada muitas vezes como esgoto, pois usualmente passa pelos telhados e pisos e vai para as bocas de lobo, onde, enquanto "solvente universal", carrega todo tipo de impureza dissolvida ou apenas levada mecanicamente a um córrego e, posteriormente, ao rio.

Se captada em áreas de acesso restrito antes desse caminho, porém, pode ser aproveitada para fins não potáveis, sem a necessidade de um tratamento mais complexo.

Recursos hídricos

A superfície do nosso planeta é composta por 70% de água. Essa água tem um ciclo natural, que começa com sua evaporação, formando as nuvens que depois vão retornar para a terra através das chuvas.

De toda a água existente no planeta, porém, 97,5% estão nos oceanos e dos 2,5% restantes, 1,5% está nos polos (geleiras e icebergs), ficando apenas 1% disponível para o consumo humano, a maior parte em leitos subterrâneos, atmosfera, plantas e animais.

Atualmente, usamos para nosso consumo as águas de nascentes, lagos, rios e extrações de leitos subterrâneos e os aquíferos.

No entanto, com a poluição cada vez maior do ar, da terra, das nascentes, dos lagos, dos rios e dos oceanos, essas águas estão ficando contaminadas, exigindo uma enorme preocupação para sua preservação, pois sem água natural a vida como conhecemos não tem como existir. 





Publicidade

Publicidade

PONTE ALTA

Equipe do Programa Criança Feliz realiza visitas em Ponte Alta

DIANÓPOLIS

Governador entrega cisternas do Programa Água para Todos em Dianópolis nesta sexta

OPINIÃO

Miguel Lucena // 11 JUL  2017

Cortesia com o chapéu alheio na Câmara Legislativa do DF

Na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), achando pouco a quantidade de bolsas que são distribuídas a troco de nada e as verbas de gabinete usadas sem rumo, resolveram incluir no Código Penitenciário do Distrito Federal, subsídio para que os presidiários possam frequentar teatro e cinema.

Greice Guerra // 11 JUL  2017

Filme mostra que o Plano Real, atento às regras do mercado, estabilizou economia e gerou crescimento

O governo de Itamar Franco-Fernando Henrique Cardoso, com economistas atentos, como Gustavo Franco e Persio Arida, debelou a inflação, estabilizou a moeda e gerou confiança no mercado

ARAGUAÍNA

Polícia Civil recupera produtos agropecuários furtados de fazendas na região de Araguaína

ESTADO

Programa Criança Feliz realiza atendimento integrado a famílias de Ponte Alta e Pindorama

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

NA ASSEMBLEIA

Escola do Legislativo é lançada com expectativa de fazer diferença na vida do cidadão

ESTADO

Governo entrega títulos de propriedade de cisternas em Dianópolis

NA FORMATURA DO PROERD

Marcelo entrega viaturas e anuncia implantação do Colégio Militar

Indicação de notícia

13/07/2017

Lei recomenda reutilização de água da chuva em prédios públicos

ESTADO E SECRETARIAS
AUTARQUIAS E GERAL
POLÍTICA E SERVIÇOS SITES ESPECIAIS

Copyright Folha do Tocantins. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha do Tocantins