Faça da Folha do Tocantins sua página incial

Contato

folhadotocantins@gmail.com

Domingo, 20 de agosto de 2017

EM PALMAS

Assembleia vai reunir prefeitos para definir destino de recursos de empréstimo

Deputados defendem mais recursos para os municípios

HOME ESTADO POLÍTICA OPINIÃO GERAL

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

PALMAS

HGP disponibiliza cirurgias de redução de mama e recupera autoestima de pacientes

Procedimentos são realizados por cirurgiões plásticos do Hospital Geral de Palmas em paciente de 14 a 80 anos, diagnosticadas com hipertrofia mamária

Divulgação

O cirurgião plástico Giovanni Augustus explica que a paciente passa por consulta, exame físico, pré-operatório, avaliação psicológica e avaliação cardiológica

30 JUN  2017 atualizado às 01:21 Por: Da Redação

Mulheres que sofrem de hipertrofia mamária (gigantismo mamário) podem contar com o Hospital Geral de Palmas (HGP), que realiza a cirurgia de redução de mamas com intuito de proporcionar qualidade de vida e melhorar a autoestima das pacientes. A hipertrofia mamária  é o desenvolvimento excessivo do volume das mamas.

Os procedimentos cirúrgicos são realizados pelos cirurgiões plásticos do HGP, Giovanni Augustus Morais e Silva e Pedro Nader. A idade das pacientes que são diagnosticadas variam de 14 a  80 anos.

O cirurgião plástico Giovanni Augustus explica que antes da cirurgia a paciente precisa realizar uma consulta médica. “A paciente passa por consulta, exame físico, pré-operatório, avaliação psicológica e avaliação cardiológica. A mama que retiramos durante o procedimento cirúrgico, passa por uma biópsia histopatológica com intuito de averiguar se há outras doenças inflamatórias ou possível tumor, entre outros”, explicou.

Segundo o especialista, as principais queixas das pacientes que sofrem de hipertrofia mamária são as dores na coluna e a dificuldade de encontrar roupas que se adequem ao corpo, o que acaba provocando a baixa da autoestima. “A cirurgia nas mamas dura em média 4 horas e a paciente permanece internada durante o período de 24 horas, ou seja, no dia seguinte a paciente já recebe alta hospitalar. O pós-operatório funciona da seguinte forma: a paciente retorna uma vez por semana durante um mês. Logo depois, haverá um acompanhamento de 30,60, 90 dias, semestralmente e anualmente”, informou o especialista.

Uma das que foram beneficiadas com a cirurgia foi a professora, moradora de Natividade, Eudes Ferreira de França, que não sente mais dores e ainda recuperou a autoestima. “Fiz o procedimento há 72 dias. Antes da cirurgia era uma tortura, eu sentia muitas dores na coluna. Hoje sinto uma sensação maravilhosa de ter alcançado meu objetivo”, declarou.

A cabeleireira de Palmas, Maria Natalina Pereira, passou pelo procedimento recentemente. “Minha experiência foi muito boa no HGP, não tenho do que reclamar e fui bem tratada pelos excelentes profissionais. Antes da cirurgia, eu sentia muitas dores no lado direito da coluna, principalmente quando eu executava atividades no trabalho. Após o procedimento cirúrgico, eu senti um alívio muito grande!”, disse, animada.

Para o diretor geral do HGP, Daniel Hiramatsu, é uma satisfação para toda equipe do hospital oferecer este serviço. “O hospital conta com profissionais qualificados e comprometidos que realizam esse tipo de cirurgia. É visível a melhoria da qualidade de vida destas mulheres", destacou.

Acesso ao atendimento

A supervisora do ambulatório de especialidades do HGP, Flaviane Vieira de Araújo, orienta que as pacientes precisam passar primeiramente pela Unidade Básica de Saúde. “Para que estas pacientes possam ter acesso ao serviço, primeiramente precisam ser avaliadas pelo médico da Unidade Básica de seu município, onde serão realizados exames físicos e consultas. Com a  confirmação do distúrbio, é agendada a consulta pelo município de origem do paciente, via Regulação Estadual para posterior agendamento no HGP”, informou.



Publicidade

Publicidade

PONTE ALTA

Equipe do Programa Criança Feliz realiza visitas em Ponte Alta

DIANÓPOLIS

Governador entrega cisternas do Programa Água para Todos em Dianópolis nesta sexta

OPINIÃO

Miguel Lucena // 11 JUL  2017

Cortesia com o chapéu alheio na Câmara Legislativa do DF

Na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), achando pouco a quantidade de bolsas que são distribuídas a troco de nada e as verbas de gabinete usadas sem rumo, resolveram incluir no Código Penitenciário do Distrito Federal, subsídio para que os presidiários possam frequentar teatro e cinema.

Greice Guerra // 11 JUL  2017

Filme mostra que o Plano Real, atento às regras do mercado, estabilizou economia e gerou crescimento

O governo de Itamar Franco-Fernando Henrique Cardoso, com economistas atentos, como Gustavo Franco e Persio Arida, debelou a inflação, estabilizou a moeda e gerou confiança no mercado

ARAGUAÍNA

Polícia Civil recupera produtos agropecuários furtados de fazendas na região de Araguaína

ESTADO

Programa Criança Feliz realiza atendimento integrado a famílias de Ponte Alta e Pindorama

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

NA ASSEMBLEIA

Escola do Legislativo é lançada com expectativa de fazer diferença na vida do cidadão

ESTADO

Governo entrega títulos de propriedade de cisternas em Dianópolis

NA FORMATURA DO PROERD

Marcelo entrega viaturas e anuncia implantação do Colégio Militar

Indicação de notícia

30/06/2017

HGP disponibiliza cirurgias de redução de mama e recupera autoestima de pacientes

Procedimentos são realizados por cirurgiões plásticos do Hospital Geral de Palmas em paciente de 14 a 80 anos, diagnosticadas com hipertrofia mamária

ESTADO E SECRETARIAS
AUTARQUIAS E GERAL
POLÍTICA E SERVIÇOS SITES ESPECIAIS

Copyright Folha do Tocantins. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha do Tocantins