Faça da Folha do Tocantins sua página incial

Contato

folhadotocantins@gmail.com

Domingo, 20 de agosto de 2017

EM PALMAS

Assembleia vai reunir prefeitos para definir destino de recursos de empréstimo

Deputados defendem mais recursos para os municípios

HOME ESTADO POLÍTICA OPINIÃO GERAL

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

ESTADO

Acordo entre procuradorias dos estados e Advocacia Geral da União amplia cooperação e diminui litígio entre entes da Federação

Procurador Geral do Estado Sergio do Vale, participou da solenidade de assinatura que contou com a presença do Presidente Michel temer

Divulgação

11 AGO  2017 atualizado às 07:12

O procurador-geral do Tocantins, Sergio do Vale, que também é o segundo vice-presidente do Colégio Nacional de Procuradores-Gerais de Estado e do Distrito Federal (Conpeg) participou nesta quinta-feira, 10, do ato de assinatura de acordos de cooperação entre a Advocacia Geral da União (AGU) e as procuradorias gerais estaduais. Os dois acordos de cooperação pretendem fortalecer a defesa do Brasil nas entidades interamericanas de direitos humanos e diminuir os conflitos judiciais entre entes da Federação.

Os termos foram assinados na sede da AGU, em Brasília, pela advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça, e pelo presidente do Colégio Nacional de Procuradores-Gerais Estaduais e do Distrito Federal, Francisco Wilkie. A solenidade também contou com a participação do presidente da República, Michel Temer, e da presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmen Lúcia.

Para Sergio do Vale, a celebração dos acordos “representa o reconhecimento da imprescindibilidade da Advocacia Pública como um todo, fruto dos bons resultados que as PGEs têm obtido com base no trabalho colaborativo que tem sido a máxima do Conpeg e da Câmara Técnica”.


Procurador Geral do Estado, Sergio do Vale (E), participou da solenidade de assinatura que contou com a presença do Presidente Michel temer - Advocacia Geral da União

Um dos acordos cria o Fórum Nacional da Advocacia Pública, que entre outras medidas prevê a busca de soluções alternativas para litígios entre União e estados. O objetivo é possibilitar conciliações antes que as divergências cheguem aos tribunais. “Abrimos a porta da Advocacia-Geral da União para que possamos resolver os nossos dissensos no âmbito de uma conversa, para trazer para o Poder Judiciário o alívio que tanto necessita no momento em que é tão sobrecarregado pelo volume de processos. O que nos une é o diálogo entre os poderes e entre os entes da federação. Precisamos construir uma advocacia que tenha força para transformar essa realidade de judicialização elevada. Que o conflito possa ceder espaço para o diálogo”, afirmou Grace Mendonça durante a solenidade.

O presidente da República e a presidente do STF também destacaram a importância da iniciativa. “A litigiosidade cria uma instabilidade social. Deve imperar a harmonia entre os poderes, por determinação constitucional. Os advogados públicos são chamados para causas públicas. E tenho a mais absoluta convicção de que esses atos proporcionarão uma integração extraordinária pautada pelo princípio federativo”, observou o presidente Michel Temer.

“A melhor forma de prestar jurisdição não é litigando. O litígio onera não só o poder público, mas o cidadão. Precisamos de um direito que leve a uma federação que se fortaleça pelo consenso e pela convergência no interesse público”, completou a ministra Cármen Lúcia.

Defesa no exterior

O outro termo assinado prevê a cooperação técnica entre os entes jurídicos federal e estaduais na representação jurídica do Brasil perante a Comissão e a Corte Interamericana de Direitos Humanos.

A iniciativa surgiu a partir da constatação de que parte das resoluções relacionadas ao tema debatidas atualmente no exterior têm como objeto a adoção de políticas em âmbito estadual. No cenário atual, a obtenção de informações que dariam argumentos e auxiliariam na estratégia de defesa do país é dificultada pela falta de uma articulação maior entre estados e a União. 

Publicidade

Publicidade

PONTE ALTA

Equipe do Programa Criança Feliz realiza visitas em Ponte Alta

DIANÓPOLIS

Governador entrega cisternas do Programa Água para Todos em Dianópolis nesta sexta

OPINIÃO

Miguel Lucena // 11 JUL  2017

Cortesia com o chapéu alheio na Câmara Legislativa do DF

Na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), achando pouco a quantidade de bolsas que são distribuídas a troco de nada e as verbas de gabinete usadas sem rumo, resolveram incluir no Código Penitenciário do Distrito Federal, subsídio para que os presidiários possam frequentar teatro e cinema.

Greice Guerra // 11 JUL  2017

Filme mostra que o Plano Real, atento às regras do mercado, estabilizou economia e gerou crescimento

O governo de Itamar Franco-Fernando Henrique Cardoso, com economistas atentos, como Gustavo Franco e Persio Arida, debelou a inflação, estabilizou a moeda e gerou confiança no mercado

ARAGUAÍNA

Polícia Civil recupera produtos agropecuários furtados de fazendas na região de Araguaína

ESTADO

Programa Criança Feliz realiza atendimento integrado a famílias de Ponte Alta e Pindorama

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

NA ASSEMBLEIA

Escola do Legislativo é lançada com expectativa de fazer diferença na vida do cidadão

ESTADO

Governo entrega títulos de propriedade de cisternas em Dianópolis

NA FORMATURA DO PROERD

Marcelo entrega viaturas e anuncia implantação do Colégio Militar

Indicação de notícia

11/08/2017

Acordo entre procuradorias dos estados e Advocacia Geral da União amplia cooperação e diminui litígio entre entes da Federação

Procurador Geral do Estado Sergio do Vale, participou da solenidade de assinatura que contou com a presença do Presidente Michel temer

ESTADO E SECRETARIAS
AUTARQUIAS E GERAL
POLÍTICA E SERVIÇOS SITES ESPECIAIS

Copyright Folha do Tocantins. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha do Tocantins