Conecte-se conosco

Publicados

em

Eu tô ligado que tem muita gente que passa mais tempo caçando alguma coisa legal pra ver no catálogo da Netflix que propriamente assistindo a um filme, fala a verdade!
Mas seus problemas acabaram! Hoje eu tô aqui pra trazer uma lista do que de melhor a gente pode assistir na plataforma, e assim você não perde tempo, nem se desgasta sem saber o que escolher. Gostou? Então fica aí!

Ei Nerd

Cinema

“DOIS IRMÃOS – UMA JORNADA FANTÁSTICA”

Publicados

em

 

 

SINOPSE E DETALHES

Em um local onde as coisas fantásticas parecem ficar cada vez mais distantes de tudo, dois irmãos elfos adolescentes embarcam em uma extraordinária jornada para tentar redescobrir a magia do mundo ao seu redor.

Adoro Cinema
www.adorocinema.com.br

 

Continue Lendo

Cidades

Com a estreia do drama Se A Rua Beale Falasse, Cine Cultura apresenta a programação da semana

Publicados

em

 

Com sete filmes na grade, o Cine Cultura, localizado no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, apresenta sua programação semanal. A primeira sessão será exibida nesta quinta-feira, 25, às 16h30 com o inédito La Cama, um filme espanhol que detalha as dificuldades e dramas do divórcio. Já na sexta-feira, 26, o destaque fica por conta do título Se a Rua Beale Falasse, às 20h15. Também estão em cartaz: O Tradutor, Duas Rainhas, Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos, Família Submersa e O Ciclo da Vida.

Se A Rua Beale Falasse

O amor é impossível? Essa resposta que o filme Se A Rua Beale Falasse tenta responder. O longa é dirigido pelo cineasta Barry Jenkins, o mesmo que levou a estatueta do Oscar com Moonlight: Sob a Luz do Luar. O roteiro é baseado no livro homônimo de James Baldwin, publicado em 1974. O drama se passa nos anos 60, onde Fonny e Trish, amigos de infância, se apaixonam e tentam uma vida em conjunto. As dificuldades começam quando Fonny é preso injustamente acusado de estupro. Grávida, Trish faz de tudo para provar a inocência do seu companheiro.

A história de amor entre os dois exemplifica todas as dificuldades e opressões que a sociedade afro-americana sofria naquela década. Como o preconceito foi um obstáculo enorme, até mesmo na formação de uma família. Vale ressaltar que, por escolha do diretor, a palavra racismo não é falada em nenhum diálogo do longa, mas fica evidente ao decorrer da trama.

Se A Rua Beale Falasse venceu o Oscar 2019 na categoria Melhor Atriz Coadjuvante, além das indicações para as categorias de Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Roteiro Adaptado.

 

Confira a programação completa:

Quinta: 25/04/2019

16h30 – La Cama, Mónica Lairana (estreia)

Drama| Espanha |2017| 95’

Classificação: 16 anos.

18h15 – O Tradutor, Rodrigo Barriuso, Sebastián Barriuso

Drama| Cuba Canadá| 2018| 115”

Classificação: 12 anos

20h30 – Duas Rainhas, Josie Rourke

Histórico, Drama|Reino Unido| 2019| 2h00

Classificação: 16 anos

Sexta: 26/04/2019

18h15 – O Tradutor, Rodrigo Barriuso, Sebastián Barriuso

Drama| Cuba Canadá| 2018| 115’

Classificação: 12 anos

20h15 – Se a Rua Beale Falasse, Barry Jenkins

Drama| EUA| 2018| 2h00

Classificação: 10anos

Sábado: 27/04/2019

16h – O Tradutor, Rodrigo Barriuso, Sebastián Barriuso

Drama| Cuba Canadá| 2018| 115”

Classificação: 12 anos

18h – Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos,

João Salaviza, Renée Nader Messora

Drama| Brasil, Portugal| 2018| 115’

Classificação: Livre

20h- Duas RainhasJosie Rourke

Histórico, Drama|Reino Unido| 2019| 2h00

Classificação: 16 anos

Domingo: 28/04/2019

17h30 – Familia SubmersaMaria Alché

Drama| Argentina | Brasil| 2018

Classificação: 12 anos

19h30 – Se a Rua Beale Falasse, Barry Jenkins

Drama| EUA| 2018| 2h00

Classificação: 10 anos

Quarta: 01/05/2019

16h30 – La Cama, Mónica Lairana

Drama| Espanha |2017| 95’

Classificação: 16 anos.

18h15 – Duas RainhasJosie Rourke

Histórico, Drama|Reino Unido| 2019| 2h00

Classificação: 16 anos

Dia do Trabalho

20h30 – O Ciclo da Vida, Yang Zhang

Drama| China| 2015| 105’

Classificação: 10 anos

Continue Lendo

Cinema

Enfrentamento ao Bullying é tema de edição do Defensoria nas Escolas em Gurupi

Projeto foi realizado nesta terça-feira, para cerca de 150 alunos do Colégio Arizinho com palestra e dinâmica de grupo

Publicados

em

Equipe da DPE e os alunos que participaram do Projeto

A equipe Multidisciplinar da regional da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) em Gurupi realizou mais uma edição do projeto “Defensoria nas Escolas”, na manhã desta terça-feira, 9, no Colégio  Arizinho, no município localizado a 219 km de Palmas. Cerca de 150 alunos foram beneficiados com palestra e dinâmica de grupo sobre o Enfrentamento ao Bullying.

Conforme a psicóloga Isabel Cristina Izzo, que integra a equipe multidisciplinar da DPE-TO e uma das responsáveis pelo projeto no município, os alunos puderam realizar atividades em que foram simuladas limitações físicas e sensoriais, a fim de que pudessem vivenciar melhor a empatia (colocar-se no lugar do outro). “Os alunos reagiram muito bem e puderam expor os seus sentimentos na dinâmica, que focou situação de limitação sensorial e motora”, disse a psicóloga.

Segundo ela, a ideia é aliar às palestras algumas formas de ações que permitam que os próprios alunos possam expressar o que sentem quando expostos a vários tipos de situações. “Assim as palestras deixam de exercer uma posição unilateral e passam a ter uma função interativa com os alunos e as escolas”, complementou.

As palestras contaram ainda com a participação da assistente social Ivone Sousa e com a pedagoga Elizete Soares. Na ocasião buscou-se colher dos alunos as queixas principais acerca de temas da contemporaneidade abrindo um espaço para que possam expressar suas angústias e insatisfações e, com isto, possam ser trabalhados em suas especificidades, inclusive com encaminhamentos para tratamentos psicoterápicos.

Projeto

O projeto “Defensoria Pública nas Escolas” promove a cidadania através de temas que levem à reflexão e ação em face dos problemas que afetam a sociedade. Os temas são escolhidos de acordo com os principais problemas enfrentados pela comunidade local. O objetivo é instruir a comunidade escolar, sobre o exercício da cidadania por meio dos eixos norteadores (cidadania e ética, direito, saúde e violência e paz), levando em consideração as peculiaridades de cada localidade, e assim colaborar com o processo de educação. O Projeto é desenvolvido sob a coordenação da Escola Superior da Defensoria Pública (Esdep) em parceria com as escolas públicas.

Continue Lendo

Notícias