Conecte-se conosco

Cidades

“Jardim dos Buritis com 80% e o Residencial Daniela menos de 50% das vias públicas asfaltadas”, vereador Valdônio Rodrigues cobra conclusões asfálticas

O pessebista comentou que os recobramentos dos moradores são constantes.

Publicados

em

Na manhã desta terça-feira, 12, na 3ª Sessão ordinária na Câmara Municipal de Gurupi, o vereador Valdônio Rodrigues (PSB) apresentou duas matérias legislativas, sendo a nº 021 e 022/2019, destinadas ao Secretário Gerson de Oliveira, que responde pela de Infraestrutura municipal.  Nos dois requerimentos é solicitado ao gestor da pasta a conclusão da pavimentação asfáltica das vias públicas nos setores Residencial Daniela e Jardim dos Buritis.

Afora dos argumentos contidos na justificativa das duas matérias, como “o grande fluxo de pessoas nos setores, pois os mesmo dão acesso a novos setores implantados, e também a poeira, lama e buracos nas vias públicas dos setores”, o vereador Valdônio  acrescentou falando primeiramente do setor Jardim Madeiro, em seguida do Residencial Daniela.  “Esse setor eu conheço a muitos anos, fica próximo ao Parque dos Buritis, do Sol Nascente e Jardim Medeiros, mas infelizmente encontra-se com várias de suas ruas na terra, sem asfalto. É uma reinvindicação daqueles moradores a muitos anos. Existem seis anos consecutivos que faço esse mesmo requerimento pedindo a conclusão destes asfaltos do Jardim dos Buritis, e também no Residencial Daniela, que de igual forma, é um setor carente da finalização dessa mesma obra. Ele é localizado em divisa com os setores Valdir Lins e Alto da Boa Vista. Esse setor também possui muitas ruas sem asfalto, e inclusive é bem populoso”, o parlamentar argumentou que todas as vezes que apresentados os requerimentos repetidamente durante esses seis anos, as matérias foram aprovadas por unanimidade pela Casa de Leis.

Além disso, segundo o vereador as obras de pavimentação contemplou com execução total, poucas ruas dos setores citados. O jardim dos Buritis possui cerca de 80% das ruas asfaltadas, já o setor Residencial Daniela, menos de 50% das vias públicas, estimou Valdônio.

REVINDICAÇÕES

O pessebista comentou que os recobramentos dos moradores são constantes. “Os moradores destes setores estão constantemente em meu gabinete, e mais ainda em minha residência, pois moro próximo a estes setores”. O vereador asseverou que os moradores se sentem excluídos: “Os moradores se sentem excluídos, eles são um bairro antigo no município, a realidade é que o asfalto inicia, todos ficam animados e de repente as obras param e não são concluídas, queremos mais responsabilidade do Poder Executivo, na hora de contratar essas empresas terem um rigor maior para que seja concluídas estas obras”, contextuo.

OUTRO FATOR DE COBRANÇAS

Conforme o vereador outro fator de cobrança dos moradores é que esses bairros são circundados de setores asfaltados, e mencionou exemplos, “Temos o Parque dos Buritis que é um loteamento que foi feito na modalidade atual, com toda a infraestrutura. Outro setor que anteriormente era uma invasão, mas hoje é o setor Vila Independência, está todo asfaltado pelo Poder Público, inclusive foi uma solicitação de minha autoria. Temos também o Jardim Medeiros que é ligado ao bairro, e já recebeu asfaltado. Os setores circunvizinhos, João Lisboa da Cruz, Pedroso e o Sol Nascente são asfaltados, e no meio de todos estes, temos Jardim dos Buritis que não é asfaltado completamente”, lamentou o vereador Valdônio Rodrigues.

O Pavimenta Gurupi faz parte do Programa Desenvolve Gurupi e é executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura. Ele é desenvolvido em três formatos: um que pavimenta ruas em bairros da cidade, outro que requalifica ruas já com pavimentos e que necessitam de recapeamento asfáltico, e o terceiro, que realiza tapa buraco em áreas que demandam essa ação.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Prazo do REFIS e IPTU é prorrogado até o dia 15 de maio

Publicados

em

A Prefeitura de Gurupi por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças prorroga o prazo do REFIS, Programa de Recuperação Fiscal e pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). Para pagamento a vista ou parcelamento o prazo final passa a ser 15 de maio.

O REFIS é uma excelente oportunidade para o contribuinte que eventualmente tenha débitos com o município, como IPTU, ISSQN, Alvarás e outras taxas municipais, poder quitar a sua dívida. Para isso o programa oferece desconto de 100% nas multas e juros em pagamento a vista e de até 80% no pagamento parcelado.

O contribuinte terá neste prazo o desconto de 20% no pagamento a vista e a oportunidade de parcelar em até cinco vezes sem juros o seu IPTU. Para isso, basta imprimir o seu boleto no site da Prefeitura de Gurupi, clicando em (Consulte seus débitos), ou se dirigir até os guichês de atendimento na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças, na Rua 01 entre Avenidas Maranhão e Goiás, no Centro.

Fique atento e não perca a chance de estar em dia com os seus débitos.

Continue Lendo

Cidades

Fundação Cultural de Palmas apoia 15ª edição da Paixão de Cristo, que acontece na sexta-feira 19

A entrada é 1kg de alimento não-perecível, que será doado a instituições e famílias carentes de Palmas

Publicados

em

A entrada é 1kg de alimento não-perecível, que será doado a instituições e famílias carentes de Palmas

A Fundação Cultural de Palmas (FCP) é uma das apoiadoras do espetáculo 15ª edição da Paixão de Cristo que será realizada na sexta-feira, 19, às 19 horas, na Praça dos Girassóis. Neste ano a encenação conta com a participação de indígenas de seis aldeias Xerente, da cidade de Tocantínia. A entrada é 1kg de alimento não-perecível, que será doado a instituições e famílias carentes de Palmas.

Para o diretor-geral do espetáculo, Valdeir Santana, a participação dos indígenas enriquecerá ainda mais a produção e é também uma forma de homenagem, pois coincide com o Dia do Índio. “O público perceberá a presença marcante dos indígenas logo na abertura, que contará com danças típicas da comunidade Xerente”, adianta o diretor.

Mais de 40 indígenas da comunidade Xerente integram a equipe, que tem a estimativa de reunir cerca de 500 pessoas, dentre equipe técnica, atores, figurantes e produção. Com o slogan ‘uma paixão feita por muitos’, o time da Paixão de Cristo integra ainda adolescentes internos do Centro de Atendimento Socioeducativo de Palmas (Case) e alunos da Associação de Pais e Amigos do Excepcional de Palmas (Apae), que se juntam a atores profissionais e amadores.

“Estamos cumprindo o IDE de Jesus Cristo, que não vê segregação de classe para levar a mensagem da Cruz. São pessoas que, geralmente, não têm a oportunidade de estar em uma produção teatral. Mas estão aqui para provar que eles podem muito, que são muito talentosos e também que estamos cumprindo o verdadeiro papel do teatro sacro que é de evangelizar e também incluir”, complementa.

Ainda há vagas para o elenco de figuração e os interessados em participar, devem se inscrever pelo whats da Companhia (9 8484-5422). Podem participar pessoas de todas as idades, com ou sem experiência e de todas as religiões. Os ensaios gerais acontecem na quarta e quinta-feira, 17 e 18, a partir das 19 horas, na Praça dos Girassóis. Todos os voluntários serão certificados pela Pró-reitoria de Extensão da Universidade Federal do Tocantins, através de uma parceria com a Art’Sacra.

Espetáculo

A Paixão de Cristo na Capital é realizada pelos voluntários da Cia Art’Sacra de Teatro e, de acordo com a organização, é considerado um dos maiores espetáculos a céu aberto na região Norte do País. Conforme o diretor de elenco da Paixão de Cristo 2019, Leo Sampaio, o espetáculo neste ano está com novidades. “Pensamos em inovar, sem perder a qualidade e a mensagem da Paixão de Cristo. O público perceberá a influência e participação das mulheres dentro da Paixão de Cristo, pois, mostraremos a Paixão através dos olhares das mulheres que diretamente fizeram parte da vida de Jesus naquela época”, alega, acrescentando ainda sobre a grande participação de mulheres na companhia.

Segundo ele, o roteiro foca a descendência das mulheres da família de Jesus para dentro da Paixão, até a chegada da sua Mãe Maria. “A Samaritana, Madalena, Maria e Marta, dentre outras, onde cada uma delas mostrará como era a paixão de Cristo, esta paixão que começou no amor ao próximo em acolher cada pessoa desprezada, rejeitada e excluída, até mostrar ao mundo o mais belo e verdadeiro amor que foi morrer de na cruz, mostrando que Ele nos ama e nos acolhe de braços aberto na Cruz. Pois a cruz não é sinal de morte, mas de vida e vida em abundância”, finaliza.

Patrocínio

O Projeto foi aprovado pela Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, com autorização para captação de cerca de R$ 300 mil. Porém, o grupo não encontrou empresa para a captação. Desta forma, diante da falta de patrocínio, o grupo se empenhou com a realização de atividades beneficentes como galinhadas, arrecadação de doações e rifas, dentre outras atividades para custear as principais despesas. A FCP apoia o evento através de emenda parlamentar.

Reconhecimento

O espetáculo da Paixão de Cristo realizado pela Art´Sacra Cia. de Teatro foi instituído no calendário de eventos oficiais do município de Palmas, Lei 2.287, de 10 de janeiro de 2017. Em maio de 2010, a Fundação Cultural do Estado do Tocantins concedeu ao espetáculo teatral sacro da Paixão de Cristo, evento Cultural do Estado, pelos seus trabalhos realizados na área de teatro e formação. Tal reconhecimento ressalta a sua importância na sociedade como uma entidade que fomenta a cultura, às artes, sacra e popular e colabora desta forma com a formação cultural do Estado do Tocantins.

 História

A Cia foi fundada em 16 de maio de 2005 por um grupo de jovens apaixonados pelo teatro e que sempre atuavam nas apresentações sacras onde dramatizavam passagens dos Evangelhos e outras temáticas para reflexões litúrgicas e formações sócio-educativas na Paróquia Dom Orione, em Palmas.

Continue Lendo

Cidades

Confira o que abre e o que fecha na Saúde durante a Semana Santa em Palmas

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também funcionará de forma ininterrupta, podendo ser acionado pelo telefone 192

Publicados

em

Parte da rotina dos serviços públicos da rede de saúde de Palmas durante o período da semana será modificada para se ajustar ao ponto facultativo decretado pela Prefeitura de Palmas nesta quinta, 18 e o feriado da Sexta-feira Santa, 19. Desta forma, nos dois dias os Centros de Saúde da Comunidade (CSCs) e os atendimentos administrativos realizados na sede da Secretaria da Saúde não irão funcionar.

Já as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Norte e Sul, o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas (Caps AD III) vão atender normalmente, 24 horas por dia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também funcionará de forma ininterrupta, podendo ser acionado pelo telefone 192.

Na segunda-feira, 22, todos os serviços voltam no expediente normal.

Continue Lendo