Conecte-se conosco

Cidades

Governo prepara entrega de equipamentos para modernizar Centrais de Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar nos 139 municípios

Municípios vão ser beneficiados com kits contendo equipamentos e outros materiais de escritório

Publicados

em

Em 14 cidades do Tocantins, com população acima de 15 mil habitantes, além dos kits, eles também vão receber uma câmara frigorífica (fria) e um caminhão frigorífico completo

Centrais de Apoio à Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar dos 139 municípios do Tocantins vão ser beneficiados com kits contendo equipamentos e outros materiais de escritório. A entrega será feita às prefeituras, por meio da assinatura de um termo de cessão de uso que está prevista para acontecer ainda neste primeiro semestre.

Para o governador do Tocantins, Mauro Carlesse, o programa é uma importante ação de Governo para garantir apoio aos municípios, dentro do viés de sua Gestão municipalista. “Os produtores da agricultura familiar que não tinham como fazer o transporte dos seus produtos, o armazenamento, vão poder contar com esse apoio do Governo. Além disso, também vamos garantir a segurança alimentar de quem consome esses produtos, capacitando os profissionais das Centrais de Recebimento e Distribuição do Programa de Aquisição de Alimentos”, afirmou.

Em 14 cidades do Tocantins, com população acima de 15 mil habitantes, além dos kits, que contêm balanças eletrônicas, freezers horizontais e verticais, computadores, impressoras multifuncionais, mesas de escritório, cadeiras, aparelhos de ar-condicionado, monoblocos e palletes, eles também vão receber uma câmara frigorífica (fria) e um caminhão frigorífico completo.

Fazem parte desses 14 municípios: Araguaína, Araguatins, Augustinópolis, Colinas, Dianópolis, Formoso do Araguaia, Guaraí, Gurupi, Miracema do Tocantins, Palmas, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Taguatinga e Tocantinópolis.

Segundo a gerente de Segurança Alimentar e Nutricional, da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (SETDS)  Jessica Santana Oliveira, já foram adquiridos 278 unidades de cadeiras estofadas; 139 unidades de mesas com 2 gavetas; 105 impressoras multifuncionais; 22 computadores; 2.442 pallets de polietileno; 13 caminhões com câmaras frias (capacidade de 3.800 kg); 11 câmaras frias com capacidade de 2 mil litros; 139 balanças eletrônicas móveis (30 kg); e 139 balanças de precisão (301 kg).

Dentre os equipamentos que ainda estão sendo adquiridos estão 34 impressoras multifuncionais; 117 computadores; 3 câmaras frias com capacidade de 2 mil litros; 1 caminhão com câmara fria (capacidade 3.800 kg); 278 freezers horizontais; 278 freezers verticais; além de 3.986 monoblocos (para hortifruti).

O programa conta com recursos da ordem de R$ 5,7 milhões do Ministério Cidadania com contrapartida do Governo do Tocantins.

Entenda

Os produtores da agricultura familiar vendem os seus produtos para as prefeituras, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Os produtos adquiridos são armazenados nas centrais de Apoio e Distribuição dos municípios, que receberão os equipamentos do Governo. O destinatário final desses alimentos são as pessoas mais carentes, que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Com a modernização das centrais, o Governo pretende modernizá-las e melhorar o seu funcionamento, evitando assim o desperdício dos alimentos e garantindo sua maior qualidade. Além disso, facilitará o transporte dos produtos, por meio dos caminhões entregues.

“Esse programa vai melhorar esses centros para que eles possam garantir mais qualidade aos consumidores. Com isso, vamos também fortalecer a agricultura familiar que terá mais apoio e estrutura para o transporte e o armazenamento daquilo que produzem”, explicou o titular da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (SETDS), Messias Araújo.

PAA

O Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), também conhecido como Compra Direta, prevê a compra de alimentos da agricultura familiar e a sua doação às entidades socioassistencias que atendam pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. O PAA é implantado por meio de convênio formalizado entre o Ministério da Cidadania e o Estado/Município. Cabe ressaltar que o PAA permite a compra, com dispensa de licitação, de alimentos de agricultores familiares, no limite de até R$ 3,5 mil por família a cada ano.

Capacitação

A fiscalização das centrais, após o recebimento dos equipamentos nas centrais do programa, ficará a cargo da SETDS. Para operacionalizar os equipamentos, além de capacitar os funcionários das centrais quanto às boas práticas de manipulação de alimentos, cada município indicará um servidor responsável, que passará por capacitação dos servidores da Gerência de Segurança Alimentar e Nutricional da SETDS.

O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) também acompanhará a entrega dos equipamentos e das capacitações.

 

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Projeto de escola de Porto Nacional incentiva consumo de alimentos orgânicos na comunidade

Entre as ações do projeto Comer bem para Viver Melhor estão atividades de conscientização e cultivo da horta escolar pelos estudantes

Publicados

em

Os frutos da horta são expostos e vendidos durante a Feira da Agricultura Familiar

Comer bem para Viver Melhor é o nome do projeto desenvolvido pela equipe da Escola Estadual Alfredo Nasser, escola do campo do bairro de Nova Pinheirópolis, em Porto Nacional. Com ações de conscientização sobre desperdício e reaproveitamento de alimentos e valorização da agricultura familiar, o projeto une estudantes, famílias e escola durante todo o ano.

A iniciativa visa incentivar junto aos alunos o cultivo e a comercialização dos produtos orgânicos produzidos pela agricultura familiar

O projeto tem como objetivo unir a teoria, ensinada em sala de aula, à prática no comércio dos alimentos. A iniciativa visa incentivar junto aos alunos o cultivo e a comercialização dos produtos orgânicos produzidos pela agricultura familiar, além de desenvolver com esses estudantes o gênero textual propaganda e a revisão do sistema monetário, em um trabalho interdisciplinar.

As ações são realizadas desde 2017 e a equipe já colhe bons resultados, como explica a coordenadora financeira, Katiane César Lemos Resende. “São diversas ações realizadas e depois que o projeto teve início, houve diminuição do desperdício da merenda escolar”, destacou.

Além disso, a ação é um trabalho que atinge não apenas os estudantes, como afirma Luzia Lopes de Souza, diretora da unidade escolar. “O objetivo é provocar reflexão nos estudantes e envolvemos toda a comunidade escolar nesse processo, esperando que os bons hábitos alimentares aprendidos na escola também cheguem às casas deles”, apontou.

Horta e feira escolar

Uma das ações que integram o projeto é o cultivo da horta escolar. Os estudantes participam de todo o processo, desde a parte de compostagem, plantio e colheita. A ação é bem avaliada pela estudante do 5º ano, Ana Vitória. “É divertido porque trazemos sementes de casa e produzimos alimentos que são saudáveis para nós”, ressaltou.

Os frutos da horta são expostos e vendidos durante a Feira da Agricultura Familiar. No dia 18 de abril, foi realizada mais uma edição na praça da comunidade, com participação dos pais.

Dona Maria das Mercedes é avó de estudante e não perde uma ação desenvolvida pela escola. “Sou parceira da escola e valorizo essa atividade, pois as crianças aprendem a se alimentar melhor, e minha neta, por exemplo, fica toda empolgada para a feirinha. Sem falar que ela aprende sobre alimentos agrotóxicos e cresce sabendo da importância do nosso trabalho”, destacou.

Os alimentos colhidos na horta ainda são utilizados como reforço da merenda escolar, o que, para a aluna Maria Eduarda, contribui para que o lanche seja ainda mais saudável. “Depois que a horta começou a dar verduras, nós conseguimos perceber que a escola serve lanches mais nutritivos e isso é bom para crescermos saudáveis”, completou.

No próximo mês, será realizada outra edição da feira e o dinheiro arrecadado com a venda dos alimentos será utilizado para uma viagem a Palmas, para que estudantes do 5º ano do ensino fundamental possam conhecer a Capital.

O projeto

O projeto Comer bem para Viver Melhor integra o Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola. Durante o ano, as turmas realizam diversas ações sobre alimentação saudável. As temáticas abordadas são sobre desperdício de alimentos, aproveitamentos as cascas, talos, sementes, processo de compostagem, horta escolar e feira com produtos orgânicos.

É trabalhado o gênero textual propaganda, sistema monetário, além de incentivar a agricultura familiar na comunidade.

 

Continue Lendo

Cidades

Operação Semana Santa da PM realiza mais de 5 mil abordagens a veículos e pessoas

Cerca de 800 policiais militares foram empregados na operação, que realizou ações de policiamento ostensivo e preventivo, entre os dias 18 e 21 de abril

Publicados

em

Blitz em Palmas - PM

A Polícia Militar divulgou, na manhã desta segunda-feira, 22, o balanço da Operação Semana Santarealizada entre os dias 18 e 21 de abril. Cerca de 800 policiais militares foram empregados na operação, que realizou mais de 5 mil abordagens a pessoas e veículos, além de bloqueios policiais e blitze.

Ações da Operação Semana Santa em Lizarda

Na operação, que ocorreu em todo o estado, foram intensificadas ações de policiamento ostensivo e preventivo visando garantir a paz e a tranquilidade pública.

Segundo o balanço, 2.045 veículos foram abordados, sendo que 31 veículos foram removidos. Foram registrados 91 infrações e 13 crimes de trânsito. Ao todo, 2.544 pessoas suspeitas foram abordadas, sendo que 22 foram detidas em flagrante em Gurupi, Formoso do Araguaia, Palmas e Porto Nacional por diversos crimes como tráfico de drogas, homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Houve ainda um cumprimento de mandado de prisão em aberto contra um suspeito, em Porto Nacional.

Grupo de Operação com Cães auxiliam as ações da PM durante Operação Semana Santa – PM

Ao todo, foram apreendidas seis armas de fogo, sete armas brancas e 44 gramas de cocaína. Cerca de 18 ocorrências foram registradas, entre elas: furto em residência, direção perigosa, colisões, porte ilegal de arma de fogo, roubo, recuperação de veículo e tráfico de drogas.

bordagem a veículos em Colinas – PM

Para o comandante-geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, a intensificação de policiamento proporcionou mais segurança à população, resultando no aumento da sensação de segurança, uma vez que os registros de ocorrência demonstram o baixo índice de crimes cometidos nesse período.

 

Continue Lendo

Cidades

Música e arte marcaram encerramento da Páscoa Cidade Encantada neste domingo

A banda da Guarda Metropolitana de Palmas também se apresentou na programação

Publicados

em

 

Quatro apresentações marcam o encerramento da Páscoa Cidade Encantada, no Parque Cesamar, neste domingo, 21, a partir das 19h30. No último dia o evento contará com a participação do Grupo Instrumental Taquarussu – Jazz Brasileiro, e a Orquestra de Cordas da ETI Monsenhor Pedro Piagem. Em seguida, as comemorações recebem a banda de música do Centro Esportivo Militar do Corpo de Bombeiros Professora Margarida Lemos de Palmas (Cemil) e o ponto de cultura Sombras do Hip Hop.

A Páscoa Cidade Encantada concentrada no Parque Cesamar, de 17 a 21, oferece aos visitantes a Aldeia da Páscoa e teve brincadeiras e animação do palhaço Batatinha e sua Trupe, apresentações de estudantes das orquestras, grupos de danças e bandas das escolas municipais e da Guarda Metropolitana de Palmas, além das comidinhas da Vila Gastronômica, com suas barracas de quitutes diversos e os já tradicionais food trucks.

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, ressaltou que a Páscoa marca a ressurreição de Cristo, renovando a esperança de todos e também promoveu um ambiente cheio de atrações culturais e um espaço com oportunidade de negócios para muitos microempreendedores.

Continue Lendo