Conecte-se conosco

Cidades

Governo orienta empresas de transporte sobre cumprimento do Decreto de Calamidade Pública no Tocantins

Ações ocorreram simultaneamente nos terminais rodoviários de Palmas, Araguaína, Gurupi e Paraíso do Tocantins

Publicados

em

Passageiro Wemerson Frohlich destacou a importância da educação para que se diminuam os impactos da pandemia

Por determinação do governador Mauro Carlesse, os órgãos do Executivo Estadual vêm realizando uma série de ações com objetivo de orientar a população sobre práticas que visam reduzir a transmissão da Covid 19, doença causada pelo novo Coronavírus.

Nesta terça-feira, 24, foi a vez da equipe da Agência Tocantinense de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (ATR) realizar blitze educativas nos terminais rodoviários de Palmas, Araguaína, Gurupi e Paraíso. A ação contou com o apoio da Polícia Militar (PM) e do Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO).

De acordo com o gerente de Regulação de Transporte Público e Terminais Rodoviários, Carlos Alberto, a ação é uma forma de reforçar as orientações repassadas diariamente pelo Governo do Tocantins e de observar se as empresas estão cumprindo as determinações impostas em portaria do órgão. “Viemos orientar e observar se os ônibus e vans estão disponibilizando na entrada dos veículos álcool em gel para uso dos usuários, bem como se está sendo respeitado o limite máximo permitido para transporte de passageiros, que é de até 50% da capacidade máxima de lotação”, explicou.

Ao fazer a distribuição de material educativo elaborado pelo Governo, o inspetor de Serviços Fiscais da ATR, Daniel de Morais Brito, também lembrou aos motoristas que os ônibus e vans não podem transportar pessoas gripadas ou que apresentem os sintomas da Covid 19. “Nos terminais rodoviários, nos pontos de embarque e desembarque, nas cabines de compra de passagens, nos guichês, nas lanchonetes, bem como em todas as suas dependências devem ser disponibilizados álcool em gel. Os terminais rodoviários também devem intensificar os cuidados com higienização com bactericidas”, reforçou.

Após receber as orientações, o motorista de ônibus Cleydson Roberto se disse satisfeito com a ação. “É muito importante que as equipes estejam aqui vendo que nós estamos seguindo à risca todas as orientações. Nosso veículo tem álcool em gel disponível, cada passageiro está em uma poltrona e vamos deixar o material educativo que eles distribuíram à vista dos passageiros”, garantiu.

Passageiros conscientes

A bióloga Laiane Almeida é de Campinas (SP) e estava de passagem por Palmas, a caminho de Araguaína. Usando máscaras e higienizando sempre as mãos, ela reforça que o momento é de união e que todos devem fazer a sua parte. “Estas ações educativas são muito importantes e eu gostaria que outras fossem realizadas, porque por mais que esteja todo mundo falando no assunto muita gente ainda não se atentou para a gravidade do problema que estamos enfrentando”, destacou.

Já o gerente de vendas Wemerson Frohlich, que estava vindo do Espírito Santo (ES), também destacou a importância da educação para que se diminuam os impactos da pandemia do novo Coronavírus. “Estas ações são mais que necessárias. Não podemos acreditar que isto é só uma gripezinha e que logo vai passar ou teremos um prejuízo muito maior. Precisamos agir hoje, para diminuir os impactos negativos que já estão sendo sentidos”, alertou.

Jucicleia Pereira de Sousa, atendente de guichê, também foi orientada pela equipe da ATR e lembra que, embora o movimento de passageiros esteja fraco, é preciso manter atenção constante. “Todo cuidado é pouco”, disse.

Parceria

Parceiro da ação, o comandante da 1º Companhia do Batalhão Rodoviário de Palmas, 1º tenente Willian Ramalho Barreto, afirmou que os órgãos estão atuando juntos para fazerem o melhor trabalho possível diante do atual cenário. “Estamos em parceria, buscando sempre conscientizar e orientar as pessoas a fazerem o menor deslocamento possível”, informou.

O agente de fiscalização de trânsito do Detran, Domingos Teixeira Bastos, também destacou a importância da atuação em conjunto. “Estamos apoiando todas as ações que visem diminuir os prejuízos causados pela pandemia. A soma dá mais resultado”, concluiu.

Decreto de Calamidade Pública

O governador Mauro Carlesse decretou no último sábado, 21, Estado de Calamidade Pública no Tocantins em razão da pandemia da Covid-19 causada pelo novo Coronavírus.

Entre as ações contidas no Decreto está a suspensão, por 30 dias, dos prazos de defesa e dos prazos recursais no âmbito dos processos da administração pública estadual direta e indireta.

Além disso, o Decreto autoriza a dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços e insumos de saúde destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública; a proibição da prestação de serviço de transporte coletivo urbano e rural, bem como o transporte coletivo intermunicipal de passageiros, público e privado, que exceda à metade da capacidade de usuários sentados; e a autorização de trabalho remoto para a grupo específico de agentes públicos.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cidades

Tocantins: Novo caso confirmado é de uma mulher de 29 anos com histórico de viagem recente à França

Publicados

em

A Secretaria de Estado da Saúde informa que nesta segunda, 05, há registro de um novo caso confirmado em Palmas.

Foram realizados 08 testes no Lacen, com uma confirmação

Após força-tarefa no final de semana, não há pendências no Lacen

O Tocantins já confirmou 18 casos confirmados do novo Coronavírus. Sendo 13 em Palmas, 4 em Araguaína e 1 em Dianópolis.

O novo caso confirmado é de uma mulher, 29 anos, com histórico de viagem recente à França.

O Estado conta agora com uma nova plataforma, onde todos podem acompanhar os números pelo link:

http://coronavirus.to.gov.br00

Continue Lendo

Cidades

Secretaria da Saúde de Palmas realiza ingresso forçado e mantém ações preventivas de combate ao Aedes

Agentes de endemias vistoriaram calhas

Publicados

em

Continuando as ações preventivas de combate à dengue, agentes de combate as endemias e o corpo técnico da Unidade de Vigilância e Controle Zoonoses (UVCZ) da Secretaria Municipal da Saúde (Semus) em parceria com integrantes da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), realizaram na tarde desta segunda-feira, 06, uma vistoria em alguns lotes vagos e um ingresso forçado em uma residência desabitada na região Sul da Capital.

A denúncia foi realizada através dos moradores das quadras que estariam preocupados com possíveis focos do mosquito Aedes aegypti. Nos lotes, foi preciso ser feita uma roçagem por uma equipe da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp), para que os agentes de endemias pudessem checar se na área havia algum possível foco do mosquito, porém nada foi encontrado. Na residência os agentes de combate a endemias encontraram o quintal muito sujo e uma piscina com água parada.

Segundo o agente de endemias Eder Castro, o combate ao mosquito Aedes Aegypti é uma responsabilidade de todos. “Todos os anos nós adotamos medidas preventivas, mas cada um tem que fazer a sua parte. Em casa as pessoas devem eliminar os pontos que possam servir de criadouro para o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, mantendo os lotes vazios e limpos, as piscinas sempre tratadas e ficar atentos aos vasos com água parada, pois só assim vamos poder combater os possíveis focos”, informou.

Denúncia

Ao longo do ano, as equipes de técnicos da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses e os agentes de combate a endemias vão continuar realizando vistorias nos estabelecimentos comerciais, visitas domiciliares para detecção, remoção e/ou eliminação de criadouros, ações de educação em saúde em escolas, empresas, universidades para combater a proliferação do foco do mosquito transmissor. A Semus coloca à disposição da população uma linha telefônica para atender denúncias referentes a casa abandonada, lote vago, roçagem ou possíveis locais que possam servir de criador do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. O telefone é: 3212-7917.

Dicas de prevenção ao mosquito Aedes aegypti

– Evite o acúmulo de água em potes

– Coloque tela nas janelas

– Coloque areia nos vasos de plantas

– Seja consciente com seu lixo, lugar de lixo é no lixo

– Coloque desinfetante nos ralos

– Limpe as calhas

– Uso de inseticidas e larvicidas

– Mantenha as Piscinas e aquários limpos

– Faço uso de repelentes

Continue Lendo

Cidades

Estado de Calamidade Pública no Município de Palmas é reconhecido pela Assembleia Legislativa do Tocantins

O decreto estabelece ainda que a contratação emergencial de pessoal e a autorização de despesas extraordinárias deverão observar os termos dispostos na legislação local.

Publicados

em

A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins (AL-TO) reconheceu o estado de calamidade pública na Capital em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19).

E em razão do estado de calamidade o Município de Palmas fica dispensado do cumprimento do Artigo 65 da Lei Complementar 101/2000 – Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), especificamente com relação ao atingimento dos resultados fiscais previstos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), bem como do Artigo 9° da LRF que trata da limitação de empenho.

De acordo com o Decreto Legislativo, a ocorrência do estado de calamidade pública será de 135 dias, mas poderá ser prorrogado por igual período caso seja solicitado pela gestora do Município. O Decreto foi protocolado na Assembleia no dia 24 de março.

O decreto estabelece ainda que a contratação emergencial de pessoal e a autorização de despesas extraordinárias deverão observar os termos dispostos na legislação local, destinadas exclusivamente à situação de calamidade pública.

Palmas foi o único município tocantinense que obteveve aprovação, isso se deve a um esforço da gestão que instruiu o pedido com todos os documentos exigidos na Portaria N⁰ 743/2020 do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Continue Lendo

Notícias