Conecte-se conosco

Estado

Governo libera tráfego na TO-222 em Araguaína no mês de outubro

Publicados

em

Investimento foi de R$ 3,5 milhões e 97% dos serviços já foram executados

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), deve liberar, no início do mês de outubro, o tráfego nas duas pistas da TO-222, em Araguaína, atingidas pela erosão.

Os reparos foram iniciados em dezembro de 2018 e estão em fase final. A erosão, que fica no perímetro urbano da cidade, foi solucionada por meio de uma obra de macrodrenagem. O investimento no local foi de R$ 3,5 milhões e cerca de 97% dos serviços já foram executados. “Nós iremos concluir mais um bueiro simples e depois vamos sinalizar e liberar o tráfego”, explicou o engenheiro civil da Ageto, Gilvamar Moreira.

A obra está sendo executada pela Construtora Jurema e financiada pelo Banco Mundial, por meio do  Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS). O local recebeu um conjunto composto de complexas galerias que irão melhorar o sistema de escoamento de águas pluviais numa área de pouco mais de 3,2 mil m².

A secretária da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, explica que o sistema foi projetado para minimizar o impacto das águas das chuvas e acabar com o problema da erosão no local. “O Governo trabalha pra resolver esse problema antigo da população de Araguaína. Essas galerias serão capazes de abrigar a água, diminuindo seu poder de destruição e minimizar os impactos na rodovia e nos bairros vizinhos”, destaca.

Todo o sistema é composto por 260 m de galerias e 90 m de bueiros que deságuam no Córrego Baixa Funda, que faz parte da bacia do Rio Lontra. A expectativa da Ageto é de que todo o sistema esteja concluído até a segunda quinzena de outubro.

As obras irão impactar diretamente os moradores da região central de Araguaína, e dos bairros Vila Ribeiro, setor Tocantins, Patrocínio e Ana Maria. Além disso, a segurança dos motoristas que utilizam a rodovia será garantida.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Estado

Seminário sobre Apresentação das Tendências Agroclimatológicas ocorre nesta quarta em Palmas

São esperadas cerca de 150 pessoas; a participação é gratuita e aberta a produtores rurais, técnicos e pessoas interessadas

Publicados

em

Do plantio a colheita o produtor precisa saber do clima

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), a Universidade do Tocantins (Unitins) e parceiros realizam nesta quarta-feira, 18, o 5° Encontro para Apresentação das Tendências Agroclimatólogicas do Tocantins, no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Faet/Senar), em Palmas. No encontro são esperadas cerca de 150 pessoas, a participação é gratuita e aberta a produtores rurais, técnicos e pessoas interessadas.

O encontro tem como finalidade subsidiar a cadeia produtiva com informações e elementos que venham auxiliar no planejamento e tomada de decisão por parte do setor agropecuário, de forma a minimizar perdas decorrentes das mudanças climáticas.  A agricultura é a atividade econômica que mais depende das condições climáticas, uma vez que elas afetam todo o processo produtivo: cultivo, colheita, armazenagem, transporte e comercialização dos produtos.

As previsões agroclimatológicas apresentadas no encontro serão referentes à próxima safra agrícola 2019/2020 e, ainda, para os próximos dez anos.

Segundo o engenheiro agrônomo Alexandre Barreto, o monitoramento e acompanhamento das condições climáticas são essenciais para tomadas de decisão. “Com acesso às informações agroclimatológicas o produtor pode decidir, de maneira mais precisa, o melhor momento para realizar o manejo do solo, pulverização, colheita e outras atividades inerentes ao processo produtivo, contribuindo assim para o uso racional dos insumos e aumento de produtividade”, ressaltou.

Parcerias

O encontro é uma realização em parceira com a Empresa Brasileira de Pesquisa Aplicada (Embrapa), Universidade do Tocantins (Unitins), Ministério da Agricultura Pecuária (Mapa), Faculdade Católica do Tocantins (FACTO), Fazendão Agronegócio, Cooperativa Agropecuária de Pedro Afonso (Coapa), OCB-SESCOOP, Frísia, Programa ABC, Instituto Nacional de Meteorologia (INMET/MAPA), Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder) e Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Lançamento

Na ocasião a Seagro fará o lançamento do aplicativo Infotempo Tocantins, para dispositivos com sistema operacional Android e iOS, que disponibilizará informações sobre o tempo, mapas de monitoramento/previsão climática, histórico de dados e outras informações de forma simples e atualizadas para todo o estado.

O aplicativo utiliza dados provenientes do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa), Centro de Previsão de Tempo e Clima (CPTEC), Agência Nacional das Águas (ANA) e Fundação Universidade do Tocantins (Unitins).

Resenha

Seagro e Unitins farão ainda o lançamento do programa Resenha do Tempo com nova roupagem. O programa traz informações precisas sobre a previsão do tempo para diversas regiões do Tocantins, auxiliando o produtor nas tomadas de decisões para o plantio da safra e execução de outras atividades agrícolas que dependem diretamente das condições do clima.

O produtor rural pode acompanhar a Resenha do Tempo no site da Secretaria da Agricultura, nas redes sociais, Whatsapp e em breve, será veiculado semanalmente na TVE Tocantins.

Dessa maneira, a Resenha do Tempo é uma ferramenta importante e mais uma das nossas contribuições para deixar bem informado quem faz da terra o campo de desenvolvimento do nosso Tocantins e do Brasil.

Inscrições para o evento

As inscrições podem ser efetuadas acessando o endereço agrometereologia.seagro.to.gov.br ou no local do evento.

 

Continue Lendo

Estado

Ciopaer presta apoio aéreo no combate às queimadas no estado

Aeronave do Ciopaer lançou cerca de 7,5 mil litros de água em focos de incêndio nesse sábado, 14, em Palmas

Publicados

em

Ciopaer presta apoio aéreo ao combate de queimadas e lança cerca de 7,5 mil litros de água em focos de incêndio nesse sábado

A aeronave do Centro Integrado de Operações Áereas (Ciopaer), unidade da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), realizou na tarde deste sábado, 14 mais um voo em prol do combate às queimadas no estado. Dessa vez a missão foi combater um incêndio próximo ao Ginásio Ayrton Sena em Taquaralto e próximo a ponte do Jardim Aureny I, na região sul de Palmas.

Acionada pelo Sistema Integrado de Operações (Siop), a equipe do “Tocantins 01” decolou do aeroporto de Palmas com equipamento acoplado ao helicóptero chamado de helibalde com capacidade de 545 litros. A bordo, a tripulação composta por três operadores, sendo dois pilotos e um operador aerotático, fizeram a captação de água próximo a Estação de Tratamento da Capital, sendo realizados 15 lançamentos, com um total de 7,5 mil litros de água para apagar os focos de incêndios.

Objetivo foi combater um incêndio próximo ao Ginásio Ayrton Sena em Taquaralto e próximo a ponte do Jardim Aureny I, na região sul de Palmas

O Diretor do Ciopaer, Major Bruno Mendes, destacou a importância do trabalho de monitoramento, combate e fiscalização dos incêndios desenvolvido pela unidade. “Ser o apoio aéreo para essas missões é muito gratificante, pois ao lançar uma quantidade de água em fogo é possível diminuir a temperatura e possibilitar o trabalho de rescaldo efetuado em solo pelos brigadistas para extinguir o incêndio”.

Para o supervisor de instruções e operações, Major Denys Dalla, há uma grande preocupação da Defesa Civil, com a chegada das primeiras chuvas, principalmente na zona rural, pois há um entendimento cultural de atear fogo na pastagem para limpar a área e as cinzas servirem de adubo. “Essa é a nossa apreensão, pois na zona rural culturalmente após as primeiras chuvas de setembro, coloca-se fogo no pasto para limpar e melhorar a qualidade da terra, pois as cinzas servem de adubo, na visão de algumas pessoas. Seja na zona urbana ou rural, isso só prejudica o meio ambiente, que é nossa casa e nosso local de trabalho”.
O Major lembrou a prevenção é mais fácil que o combate, já que muitas vezes todos os meios disponíveis não são suficientes para combater todos os focos que iniciam.

Atuação Cioaper

Ao longo do período de seca e combate às queimadas, o Ciopaer já realizou 149 lançamentos com o helibalde, um total de 74,5 mil litros de água. Dessa maneira o Ciopaer realizou em voos para Defesa Civil e Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins um monitoramento de mais de 9 horas de voo e combate à incêndio (lancamento/transporte Brigadistas) de pouco mais que 18 horas. Em um somatório de horas, o Ciopaer já realizou aproximadamente 27 horas de voos exclusivas no combate aos focos de incêndios no Tocantins.

 

Continue Lendo

Estado

Governo investe em obras que visam favorecer o desenvolvimento do Estado

Publicados

em

Valor da obra no trecho conhecido por “apertar da hora” está estimado em R$ 1,5 milhão

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) e da Secretaria da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinfra), está com diversas obras em andamento em várias regiões do estado. São obras de infraestrutura, transportes e logística que vão alavancar o desenvolvimento econômico e social do Tocantins.

De acordo com a secretária da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, o Governo está retomando os investimentos no Estado. “Nosso objetivo é melhorar a vida das pessoas nos municípios e gerar empregos. Tudo que está em execução atualmente irá impactar diretamente na vida dos tocantinenses”, afirma a gestora.

Na área dos transportes a pavimentação asfáltica dos 26,25 km da rodovia TO-141 que liga Palmeirópolis à divisa do estado de Goiás, está bem adiantada, na região sul tocantinense. A rodovia terá pista simples de mão dupla com faixa de domínio de 80 metros. A obra foi orçada no valor de R$ 24,1 milhões, com prazo de entrega em 540 dias.

Crema

Também estão em execução as obras de reconstrução da pavimentação asfáltica (arranca-se o asfalto velho e constrói um novo no lugar) em outros 411,38 km de extensão, totalizando 14 trechos de rodovias estaduais, abrangendo 14 municípios nas regiões sudeste e central do estado.

Os trechos foram escolhidos a partir de uma estratégia de fortalecimento da infraestrutura e logística de transporte e desenvolvimento pelo viés das rodovias tocantinenses. Os trechos rodoviários são: Dianópolis a Novo Jardim; Novo Jardim à divisa TO-GO; Entroncamento TO-040 a Ponte Alta do Bom Jesus; Ponte Alta do Bom Jesus ao Entroncamento da BR-242 (Taguatinga); Taguatinga a Aurora; Aurora a Lavandeira; Lavandeira a Combinado; Combinado a Novo Alegre; Novo Alegre à divisa TO-GO. Além do entroncamento da TO-110 que dá acesso ao balneário turístico dos Azuis, em Aurora do Tocantins; TO-080, entre Palmas e Paraíso; da TO-070, entre Porto Nacional e Brejinho de Nazaré; e da TO-255, entre Porto Nacional e Monte do Carmo.

Estas obras foram orçadas em R$ 146,6 milhões, e fazem parte do Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema), 2ª etapa, do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS).

Erosão

A Ageto deve liberar, no início do mês de outubro, o tráfego nas duas pistas da TO-222, em Araguaína, atingidas pela erosão. Os reparos foram iniciados em dezembro de 2018 e estão em fase final. A erosão, que fica no perímetro urbano da cidade, foi solucionada por meio de uma obra de macrodrenagem. O investimento no local foi de R$ 3,5 milhões e cerca de 97% dos serviços já foram executados.

A erosão, no perímetro urbano de Araguaína, às margens da TO-222 era um problema antigo que está sendo solucionado por esta gestão, por meio de uma obra de macrodrenagem. Todo o sistema é composto por 260 metros de galerias e 90 metros de bueiros.

Vicinais

O PDRIS-Vicinais tem por objetivo melhorar o escoamento da produção tocantinense e a trafegabilidade das vias promovendo a integração regional. O projeto prevê o envolvimento das três esferas governamentais, pois o Governo do Estado executa as obras, por meio do financiamento do Banco Mundial, e o Governo Municipal realiza a manutenção após a conclusão dos serviços. No Tocantins 61 municípios já foram beneficiados via esse projeto.

Atualmente estão em andamento quatro contratos do PDRIS-Vicinais, que ao todo somam a construção de 112 pequenas e médias obras de drenagem nas estradas vicinais e melhoramento de greide (patrolamento) em 324,44 km, abrangendo 11 municípios e duas reservas indígenas.

O investimento é de pouco mais R$ 14,9 milhões. Desse montante, R$ 3,6 milhões estão sendo investidos em 34 obras de drenagem e patrolamento de vias dentro de duas reservas indígenas, na Karajá Xambioá em Santa Fé do Araguaia e na Reserva Araguaia que abrange os municípios de Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia e Pium.

Apertar da hora

Ainda no setor de transportes, outra obra de grande importância que está em andamento é a de correção do traçado da rodovia TO-387. Um trecho sinuoso de cerca de 2 km com várias curvas perigosas em sequência. Diversos acidentes já aconteceram no local. A rodovia liga o município de Palmeirópolis ao Estado de Goiás. O valor da obra está estimado em R$ 1,5 milhão e trará mais segurança aos motoristas que trafegarem na rodovia. O local é conhecido por “apertar da hora” e também por “curva da morte”.

Infraestrutura urbana

Em Paraíso do Tocantins, três bairros começaram a receber obras de infraestrutura urbana. O projeto prevê a realização dos serviços de pavimentação asfáltica, drenagem pluvial, sinalização viária e passeios com acessibilidade no Jardim América, no Jardim Paulista e na Vila Milena. O investimento é de R$ 15.112.068,59.

O recurso foi obtido via financiamento da Caixa Econômica Federal.  Na cidade, serão 36,2 quilômetros de pavimentação e urbanização completa.

Saúde

Na área de infraestrutura para a saúde, o governo está com obras em andamento em dois hospitais, sendo que no Hospital Geral de Palmas (HGP) as obras são de ampliação, reforma e adequação. Mas, no Hospital Geral de Gurupi (HGG) a obra é de construção do hospital.

Após a conclusão da reforma, o HGP vai contar com 598 leitos, sendo 392 para internação, 86 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 90 para Pronto Socorro, que será totalmente reformado e vai permitir o atendimento de 150 pacientes por dia. O investimento na obra do HGP é de R$ 84,6 milhões.

O HGG será uma unidade de porte III de alta complexidade e atenderá toda a região sul do Tocantins. Já está com cerca de 50% da primeira etapa da obra construída. A estrutura será composta por 200 leitos, Unidades de Terapia Intensiva (UTI) adultas e pediátricas e salas de cirurgia que vão beneficiar 27 municípios da região sul e sudeste. O investimento é de cerca de R$ 29,2 milhões.

Fazenda

O Governo também está executando a obra de reforma e adequação lógica, divisórias e outras obras e serviços necessários à reparação do prédio onde se encontra instalados a sede administrativa da Secretaria de Estado da Fazenda. O investimento é de R$ 1,6 milhão.

Para a reforma do pátio do Posto Fiscal de Bela Vista, em São Miguel do Tocantins, está sendo investido R$ 1,2 milhão. A pasta também está com obras em Palmas, a reforma do Anexo III da Delegacia Regional Tributária, com recursos de R$ 487 mil.

Continue Lendo

Notícias