Conecte-se conosco

Política

Governo estima cerca de 20 mil frentes de trabalho com assinatura de empréstimo com a Caixa

Assinatura do contrato de financiamento ocorrerá nesta sexta, 8

Publicados

em

Assinatura de contrato levará obras aos 139 municípios tocantinenses

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, assinará na tarde desta sexta-feira, 8, no Palácio Araguaia, dois contratos de financiamento entre o Governo do Estado e a Caixa Econômica Federal (CEF). Além de investimentos em obras estruturantes como rodovias, a ponte de Porto Nacional e o Hospital Geral de Gurupi, o projeto atenderá os 139 municípios e poderá ofertar cerca 20 mil novas frentes de trabalho.

Segundo o governador Mauro Carlesse, é a primeira vez que um Estado consegue contemplar em uma mesma ação todos os seus municípios, e com isso ainda gerar um grande número de empregos com essas obras.

“Essa foi nossa proposta desde o início, fazer com que o Estado voltasse a investir para que as pessoas tivessem empregos. O Tocantins precisa disso, os pais de famílias estão esperando e nós vamos oficializar essa parceria e gerar em torno de 20 mil novos postos de trabalho para nossa população, e assim proporcionar melhores condições de vida”, afirmou o governador Mauro Carlesse.

O Governador ainda destacou que o desenvolvimento de todo Estado só é possível mediante a valorização de cada um dos seus municípios e de seus moradores: “O jeito de melhorar a cidade, é melhorando infraestrutura, fazendo com que as pessoas se sintam confortáveis nas suas regiões. Essas obras de recapeamento, calçamento ou novos asfaltos vêm para trazer melhorias, pois ninguém quer ficar no buraco ou na poeira e o resultado disso serão cidades preparadas para receberem mais investimentos e gerar mais oportunidades”, destacou.

Para a cerimônia de assinatura do contrato com a Caixa já estão sendo convidados todos os prefeitos dos 139 municípios, que receberão mais de R$ 1 milhão em obras a serem realizadas pelo Governo em parceria com as gestões municipais.

Entenda

Após se enquadrar na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e cumprir todos os trâmites com a Caixa, o governador Mauro Carlesse conseguiu a liberação do financiamento de R$ 453 milhões para serem investidos em obras estruturantes nas rodovias, hospitais e nos 139 municípios de todo Estado, e mais R$ 130 milhões para viabilizar a construção da nova ponte de Porto Nacional.

Na tarde desta sexta-feira, 8, no Palácio Araguaia, o governador Mauro Carlesse, juntamente com o presidente da Caixa, Pedro Duarte Guimarães, assinarão o contrato que oficializa a liberação dos financiamentos. Além dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, estão sendo convidados, os deputados estaduais e a bancada federal do Estado. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, também deve comparecer ao evento.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política

Presidente Bolsonaro confirma a governador Carlesse vinda a Palmas para assinatura de contratos com a Caixa no dia 28

Governo alterou a data do evento para viabilizar presença do Presidente da República e também do Presidente do Senado e da Caixa

Publicados

em

O presidente da República, Jair Bolsonaro, confirmou presença na solenidade de assinatura dos dois contratos de financiamentos do Governo do Tocantins com a Caixa Econômica Federal, no próximo dia 28 de novembro, em Palmas. A confirmação da presença foi dada ao próprio governador Mauro Carlesse, nesta quinta-feira, 7, depois de ser recebido pelo presidente no Palácio do Planalto. Na oportunidade o governador Carlesse estava acompanhado do líder do Governo no Senado, Eduardo Gomes, e do vice-líder do Governo na Câmara, deputado federal Carlos Gaguim.

Bastante descontraído, o presidente Jair Bolsonaro agradeceu o convite e falou da satisfação em participar do evento. “E uma satisfação e um orgulho estar em Palmas neste momento em que será celebrado um contrato que vai ser muito bom para todo o Estado”, frisou.

O governador Mauro Carlesse disse que fez questão de fazer o convite pessoalmente ao presidente Bolsonaro para o momento que vai marcar a história do Tocantins. “Fiz questão de vir aqui porque ele é importante para o Tocantins e não poderia faltar nesse momento”, disse.

Também devem participar do evento a bancada federal do Estado, além do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e do presidente da Caixa, Pedro Duarte Guimarães.

Obras

A contratação destes financiamentos já vinha sendo trabalhada pelo Governo do Estado desde a posse da atual administração e só foi possível devido ao enquadramento do Tocantins na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Além das obras de infraestrutura nos 139 municípios, serão contemplados no contrato de R$ 453 milhões, a construção do Hospital Geral de Gurupi; a pavimentação das rodovias ligando Gurupi ao Trevo da Praia (TO-365); pavimentação da rodovia ligando Lagoa da Confusão à Barreira da Cruz (TO-225); a duplicação da rodovia ligando Araguaína ao Novo Horizonte; a pavimentação da TO-243 ligando Araguaína ao povoado Mato Verde; reforma do Ginásio Ercílio Bezerra, em Paraíso do Tocantins, e do Estádio Castanheirão, em Miracema; e ainda, a viabilização de obras como a construção de unidades habitacionais, e complementação de obras do programa Pró-Transporte.

Já o contrato de R$ 130 milhões, contempla a construção da nova ponte de Porto Nacional.

 

Continue Lendo

Política

Governador Mauro Carlesse discute andamento de obras do PDRIS com executivos do Banco Mundial

Reunião foi para discutir os avanços do projeto em execução e as possibilidades de um novo projeto

Publicados

em

Mauro Carlesse se reuniu com o gerente do PDRIS, Satoshi Ogita, e o analista de Transporte do Banco Mundial, André Martuscelli para discutir o andamento das obras do Contrato de Recuperação e Manutenção Rodoviária

Discutir o andamento das obras do Contrato de Recuperação e Manutenção Rodoviária (Crema 2), que prevê a recuperação de rodovias no Tocantins, por meio do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS) do Banco Mundial. Esse foi o principal objetivo da reunião do governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, com o gerente do PDRIS, Satoshi Ogita, e o analista de Transporte do Banco Mundial, André Martuscelli, na tarde desta segunda-feira, 4, no Palácio Araguaia, em Palmas.

Também participaram da reunião o secretário-chefe de Gabinete do Governador, Divino Alan, e a secretária de Estado da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, e o superintendente de Construção e Fiscalização de Obras Rodoviárias da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), Adelmo Vendramini Campos.

Satoshi Ogita ressaltou que essa reunião com o governador Mauro Carlesse foi importante para discutir os avanços do projeto em execução no Estado e as possibilidades de um novo projeto no futuro. “O projeto tem um total de 69% de execução e o que queremos é agilizar essas obras, já que o contrato encerra no final do próximo ano”, disse.

O governador Mauro Carlesse disse que o Tocantins está sempre de portas abertas e que essas reuniões são sempre oportunas para discutir parcerias. “O Banco Mundial sempre foi um grande parceiro do Tocantins e a expectativa é dar agilidade a execução do projeto. O Tocantins precisa de recursos para realizar as obras estruturantes e estamos dispostos a discutir novos projetos”, finalizou.

Crema

O Crema é um projeto financiado pelo Banco Mundial, por meio do PDRIS. O contrato para as obras tem duração de cinco anos. Nos dois primeiros anos, a empresa contratada executa a recuperação das rodovias previstas no projeto. Nos três últimos, a construtora fica responsável pela manutenção constante dos trechos. Essas ações fazem parte dos esforços do Governo para fortalecer o sistema logístico do Tocantins e, consequentemente, a economia do Estado.

O Crema 2  permitiu a recuperação do pavimento asfáltico e devolveu as condições de trafegabilidade em 411,38 km de extensão, divididos em dois contratos. Os contratos somam a execução de nova pavimentação em 14 trechos de rodovias estaduais, abrangendo diretamente 14 municípios em duas regiões, no sudeste e no centro do Estado. As obras estão orçadas em R$ 146,6 milhões, com prazo de 1.440 dias para serem entregues. O Crema é a principal modalidade do PDRIS em parceria com o Governo do Tocantins.

Trechos

Os serviços estão sendo executados nos seguintes trechos: Dianópolis a Novo Jardim; Novo Jardim à divisa TO-GO; Entroncamento TO-040 a Ponte Alta do Bom Jesus; Ponte Alta do Bom Jesus ao Entroncamento da BR-242 (Taguatinga); Taguatinga a Aurora; Aurora a Lavandeira; Lavandeira a Combinado; Combinado a Novo Alegre; Novo Alegre à divisa TO-GO. Além do entroncamento da TO-110 que dá acesso ao balneário turístico dos Azuis, em Aurora do Tocantins.

Na região central do Estado são os trechos das rodovias TO-080, entre Palmas e Paraíso; da TO-070, entre Porto Nacional e Brejinho de Nazaré; e da TO-255, entre Porto Nacional e Monte do Carmo.

Os executivos permanecem no Tocantins até quarta-feira, 6, onde mantém reuniões com secretários e equipes técnicas do Governo do Estado.

 

Continue Lendo

Política

Governador defende início da duplicação da BR-153 simultaneamente em Goiás e Tocantins

Rodovia é o principal elo entre o Norte e o Sul do Brasil, com tráfego intenso de veículos e alto índice de acidentes fatais

Publicados

em

Em evento na cidade de Porangatu (GO), Mauro Carlesse, defendeu que as obras de duplicação da Rodovia BR-153 comecem simultaneamente pelos estados de Goiás e Tocantins

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, defendeu que as obras de duplicação da Rodovia BR-153 comecem simultaneamente pelos estados de Goiás e Tocantins. De acordo com o Governador, a rodovia é o principal elo entre o Norte e o Sul do Brasil, conta com um tráfego intenso de veículos e tem registrado alto índice de acidentes fatais, o que faz com que seja denominada rodovia da morte.

A defesa foi feita, nesta sexta-feira, 1º de novembro, durante a audiência pública da Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, em Porangatu, no norte de Goiás, para discutir a duplicação da rodovia no trecho entre Anápolis (GO) e Aliança do Tocantins (TO). O evento contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcisio de Freitas.

“Essa duplicação é fundamental para quem usa essa rodovia, vai oferecer segurança e até aumentar o fluxo de carga nas ferrovias, atrair investidores e isso é bom para o Tocantins, para Goiás e para o Brasil”, explicou o Governador tocantinense defendendo que as obras de duplicação sejam iniciadas com frentes de trabalho nos dois estados. Em audiência realizada recentemente em Gurupi, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) estipulou um prazo de 20 anos para que a duplicação chegue até Aliança do Tocantins.

O prefeito de Gurupi, Laurez Moreira compartilhou da mesma opinião e explicou que o Tocantins conta com uma crescente produção de grãos e precisa da BR-153 em boas condições para melhorar a competitividade do Estado. “É preciso que a concessão obedeça aos mesmos critérios da anterior, que não previa tanta demora para o início da duplicação no Tocantins”, frisou.

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Gleydson Nato, pediu uma atenção especial ao trecho que liga a cidade de Porangatu a Aliança do Tocantins. “Não é justo que essa duplicação seja iniciada nessa região apenas no décimo sexto ano da concessão”, criticou.

O ministro Tarcisio Freitas ressaltou que após a assinatura do contrato de concessão a empresa terá três meses para iniciar os trabalhos de recuperação do pavimento da rodovia e que a duplicação no Tocantins está previsto apenas a partir do décimo sexto ano de concessão. No entanto, segundo disse há possibilidade de antecipação. “Já que existe incentivo a empresa pode antecipar essas obras de duplicação no Tocantins, já que existe uma tarifa diferenciada para pista dupla, que só será permitida após a entrega do trecho duplicado”, destacou o ministro. Ele destacou ainda que as obras demandam R$ 13 bilhões e o leilão deverá ser realizado no primeiro semestre de 2020.

Integração

A BR-153 é considerada uma das principais rodovias de integração nacional do Brasil. O trecho dessa rodovia incluído na futura Concessão possui uma extensão de 624,1 km, sendo 598,3 km de pista simples; 26,5 km de pista dupla com canteiro central, além de 9,2 km de vias marginais, onde 2,8 km não estão pavimentados.

Conforme o estudo, a concessão impactará diretamente em 38 municípios dos estados de Tocantins e Goiás, sendo a maioria deles cortados pelas três rodovias. Os investimentos decorrentes da nova concessão resultarão na melhoria do nível do serviço ofertado, assegurando maior fluidez e confiabilidade. Impactarão também favoravelmente na segurança do transporte de carga e de passageiros, reduzindo a ocorrência acidentes, bem como influenciando no tempo de viagem e no custo logístico entre o Meio-Norte e a Região Centro-Sul do país.

A concessão terá um prazo de 30 anos e consistirá na exploração da infraestrutura e na prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade.

Está previsto que todo esse investimento proporcionará a geração de aproximadamente 14.352 mil empregos diretos e indiretos.

Obras

Estima-se que o Programa de Exploração de Rodovia (PER) incluirá a duplicação obrigatória de 314 km até o 16° ano da concessão, a construção de 63,6 km de vias marginais, 14 novos dispositivos de interconexão, 15 passarelas de pedestres, 30 melhorias em acessos, seis passagens inferiores, iluminação nas travessias urbanas e nas vias marginais, dentre outras melhorias.

Também está previsto um Centro de Controle de Operações (CCO) e 13 Bases do Serviço Operacional (BSOs) para apoio das equipes de atendimento médico de emergência, atendimento mecânico e atendimento aos demais incidentes na via.

Pedágios

A rodovia contará com nove praças de pedágio distribuídas entre as BRs 153/TO/GO (sete unidades); 080/GO (uma unidade) e 414/GO (uma unidade).

Presenças

O evento contou com as presenças do vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa; do deputado estadual Gleydson Nato; do prefeito de Gurupi, Laurez Moreira, e outras autoridades de Goiás.

 

Continue Lendo

Notícias