Conecte-se conosco

Estado

Cooperativas realizam lançamento do Dia de Cooperar (Dia C) no Tocantins

Publicados

em

 

Por meio do Dia de Cooperar (Dia C) – movimento que abrange iniciativas de responsabilidade socioambiental totalmente alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU – as cooperativas brasileiras têm mostrado, desde 2009, que atitudes simples podem mudar o mundo. Para dar início a mais um ciclo, cooperativistas, parceiros e comunidade se reuniram, nesta segunda-feira (29), na sede do Sistema OCB/TO, em Palmas, para realizarem o Lançamento Estadual do Dia C 2019 no Tocantins.
Durante a abertura, o presidente do Sistema OCB/TO, Ricardo Khouri, se mostrou confiante com o que se tornou o movimento e agradeceu aos representantes das cooperativas pelo trabalho desenvolvido. ‘‘É importante salientar que o cooperativismo tem duas dimensões: a econômica e a social. Somos seres humanos empreendedores por natureza e, por este motivo, essas dimensões devem estar em equilíbrio sempre. Precisamos estar vigilantes e entender que não adianta ter o lado econômico bem resolvido e sermos uma ilha de prosperidade se, ao redor, sermos um mar de miséria. Nosso trabalho é constante’’, disse.
Quem também esteve presente no evento foi o superintendente do Sistema OCB Nacional, Renato Nobile, que elogiou o trabalho realizado no estado. ‘‘Acredito que tão importante quanto ficar dentro dos indicadores e se apresentar bem economicamente, é mudar as comunidades ao nosso redor. Nossas cooperativas já assumiram a postura de agentes de transformação e é nesse espírito que pretendemos tornar o Brasil um país mais cooperativo. Só o cooperativismo tem a preocupação com a geração e distribuição de renda nos locais em que está inserido’’, pontuou o superintendente e continuou, ‘‘Queremos que até 2025 a sociedade enxergue o cooperativismo como um modelo de negócio íntegro, eficaz, que movimenta e economia e que transforma o mundo em um lugar mais justo para todos’’.
Cooperar pela vida
No último ano, 805 pessoas de 94 municípios do Tocantins saíram do estado buscando tratamento oncológico no Hospital do Amor(antigo Hospital do Câncer de Barretos), em São Paulo. O motivo para percorrer mais de 1.300 quilômetros? Não há um hospital específico para o tratamento do câncer no Tocantins. Com o objetivo de mudar essa situação, centenas de pessoas se reuniram e, desde 2016, desenvolvem diversas ações com o foco na construção de uma unidade do Hospital de Amor em Palmas.
O Sistema OCB/TO, durante o lançamento do Dia C, apresentou para as cooperativas a proposta da campanha “Cooperar pela vida” (uma das iniciativas a serem desenvolvidas dentro do Dia de Cooperar). O objetivo da campanha é sensibilizar a sociedade sobre a importância do Hospital do Amor e, em parceria com todas as cooperativas, contribuir com a sua construção transformado a realidade daqueles que enfrentam a batalha pela vida.
A ideia de realizar esta iniciativa surgiu da superintendente do Sistema OCB/TO, Maria José Andrade. Segundo ela, essa é uma excelente oportunidade para que as cooperativas do estado pratiquem o princípio da intercooperação. ‘‘É o sexto ano que trabalhamos iniciativas voluntárias a partir do Dia C e, só em 2018, foram beneficiadas mais de 8 mil pessoas. Mas para esse ano meu convite é que as cooperativas se dediquem mais. Celebrar e promover ações pontuais é importante, mas pergunto: Como temos contribuído com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável? O que deixaremos para o amanhã?’’, questionou a superintendente.
A construção do espaço já começou a sair do papel. De acordo com dados da coordenação do Hospital, em menos de três meses, o primeiro pavilhão já estará pronto. ‘‘Após esses noventa dias, temos a previsão de que o atendimento ambulatorial já estará disponível. Agora é o momento exato para levarmos para a sociedade a conscientização quanto aos benefícios que o Hospital de Amor irá trazer para Tocantins e região’’, reforçou o coordenador voluntário do hospital do amor, Leonel Dias. Para ele, quanto mais voluntários se dedicarem ao projeto, maior será a divulgação e a mobilização social. ‘‘Tenho certeza que uma parceria com as cooperativas do estado, e digo mais, do Brasil, poderão fazer a diferença nessa obra. O Hospital de Amor atende pacientes de vários lugares do país e os voluntários cooperativistas poderão salvar vidas com pequenas ações. Fico feliz em poder fazer esse convite, certo de que abraçarão a causa conosco’’, reitera o coordenador.
A partir de agora, os representantes das cooperativas irão se reunir com o Sistema OCB/TO para estruturarem o cronograma de execução, a forma de atuação, as responsabilidades, entre outros. A previsão é que a campanha se inicie efetivamente no mês de junho e contemple a realização de arrecadações, palestras de sensibilização e distribuição de materiais informativos sobre prevenção e cuidado com a saúde.
Organizações que transformam o mundo
Ao final do dia, os presentes participaram de uma palestra sobre Organizações que transformam o mundo, com a especialista em Responsabilidade Socioambiental, Giuliana Preziosi. A palestrante abordou assuntos como voluntariado corporativo, desafios do desenvolvimento sustentável e os princípios da responsabilidade social. Os representantes das cooperativas tiveram contato com passo-a-passo para a construção de projetos sociais, além de aprenderem na prática a diferença entre doação, filantropia, investimento social sustentabilidade.
Saiba mais sobre o Dia de Cooperar: http://diac.somoscooperativismo.coop.br
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Estado

Governo investe em obras que visam favorecer o desenvolvimento do Estado

Publicados

em

Valor da obra no trecho conhecido por “apertar da hora” está estimado em R$ 1,5 milhão

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) e da Secretaria da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinfra), está com diversas obras em andamento em várias regiões do estado. São obras de infraestrutura, transportes e logística que vão alavancar o desenvolvimento econômico e social do Tocantins.

De acordo com a secretária da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, o Governo está retomando os investimentos no Estado. “Nosso objetivo é melhorar a vida das pessoas nos municípios e gerar empregos. Tudo que está em execução atualmente irá impactar diretamente na vida dos tocantinenses”, afirma a gestora.

Na área dos transportes a pavimentação asfáltica dos 26,25 km da rodovia TO-141 que liga Palmeirópolis à divisa do estado de Goiás, está bem adiantada, na região sul tocantinense. A rodovia terá pista simples de mão dupla com faixa de domínio de 80 metros. A obra foi orçada no valor de R$ 24,1 milhões, com prazo de entrega em 540 dias.

Crema

Também estão em execução as obras de reconstrução da pavimentação asfáltica (arranca-se o asfalto velho e constrói um novo no lugar) em outros 411,38 km de extensão, totalizando 14 trechos de rodovias estaduais, abrangendo 14 municípios nas regiões sudeste e central do estado.

Os trechos foram escolhidos a partir de uma estratégia de fortalecimento da infraestrutura e logística de transporte e desenvolvimento pelo viés das rodovias tocantinenses. Os trechos rodoviários são: Dianópolis a Novo Jardim; Novo Jardim à divisa TO-GO; Entroncamento TO-040 a Ponte Alta do Bom Jesus; Ponte Alta do Bom Jesus ao Entroncamento da BR-242 (Taguatinga); Taguatinga a Aurora; Aurora a Lavandeira; Lavandeira a Combinado; Combinado a Novo Alegre; Novo Alegre à divisa TO-GO. Além do entroncamento da TO-110 que dá acesso ao balneário turístico dos Azuis, em Aurora do Tocantins; TO-080, entre Palmas e Paraíso; da TO-070, entre Porto Nacional e Brejinho de Nazaré; e da TO-255, entre Porto Nacional e Monte do Carmo.

Estas obras foram orçadas em R$ 146,6 milhões, e fazem parte do Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema), 2ª etapa, do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS).

Erosão

A Ageto deve liberar, no início do mês de outubro, o tráfego nas duas pistas da TO-222, em Araguaína, atingidas pela erosão. Os reparos foram iniciados em dezembro de 2018 e estão em fase final. A erosão, que fica no perímetro urbano da cidade, foi solucionada por meio de uma obra de macrodrenagem. O investimento no local foi de R$ 3,5 milhões e cerca de 97% dos serviços já foram executados.

A erosão, no perímetro urbano de Araguaína, às margens da TO-222 era um problema antigo que está sendo solucionado por esta gestão, por meio de uma obra de macrodrenagem. Todo o sistema é composto por 260 metros de galerias e 90 metros de bueiros.

Vicinais

O PDRIS-Vicinais tem por objetivo melhorar o escoamento da produção tocantinense e a trafegabilidade das vias promovendo a integração regional. O projeto prevê o envolvimento das três esferas governamentais, pois o Governo do Estado executa as obras, por meio do financiamento do Banco Mundial, e o Governo Municipal realiza a manutenção após a conclusão dos serviços. No Tocantins 61 municípios já foram beneficiados via esse projeto.

Atualmente estão em andamento quatro contratos do PDRIS-Vicinais, que ao todo somam a construção de 112 pequenas e médias obras de drenagem nas estradas vicinais e melhoramento de greide (patrolamento) em 324,44 km, abrangendo 11 municípios e duas reservas indígenas.

O investimento é de pouco mais R$ 14,9 milhões. Desse montante, R$ 3,6 milhões estão sendo investidos em 34 obras de drenagem e patrolamento de vias dentro de duas reservas indígenas, na Karajá Xambioá em Santa Fé do Araguaia e na Reserva Araguaia que abrange os municípios de Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia e Pium.

Apertar da hora

Ainda no setor de transportes, outra obra de grande importância que está em andamento é a de correção do traçado da rodovia TO-387. Um trecho sinuoso de cerca de 2 km com várias curvas perigosas em sequência. Diversos acidentes já aconteceram no local. A rodovia liga o município de Palmeirópolis ao Estado de Goiás. O valor da obra está estimado em R$ 1,5 milhão e trará mais segurança aos motoristas que trafegarem na rodovia. O local é conhecido por “apertar da hora” e também por “curva da morte”.

Infraestrutura urbana

Em Paraíso do Tocantins, três bairros começaram a receber obras de infraestrutura urbana. O projeto prevê a realização dos serviços de pavimentação asfáltica, drenagem pluvial, sinalização viária e passeios com acessibilidade no Jardim América, no Jardim Paulista e na Vila Milena. O investimento é de R$ 15.112.068,59.

O recurso foi obtido via financiamento da Caixa Econômica Federal.  Na cidade, serão 36,2 quilômetros de pavimentação e urbanização completa.

Saúde

Na área de infraestrutura para a saúde, o governo está com obras em andamento em dois hospitais, sendo que no Hospital Geral de Palmas (HGP) as obras são de ampliação, reforma e adequação. Mas, no Hospital Geral de Gurupi (HGG) a obra é de construção do hospital.

Após a conclusão da reforma, o HGP vai contar com 598 leitos, sendo 392 para internação, 86 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 90 para Pronto Socorro, que será totalmente reformado e vai permitir o atendimento de 150 pacientes por dia. O investimento na obra do HGP é de R$ 84,6 milhões.

O HGG será uma unidade de porte III de alta complexidade e atenderá toda a região sul do Tocantins. Já está com cerca de 50% da primeira etapa da obra construída. A estrutura será composta por 200 leitos, Unidades de Terapia Intensiva (UTI) adultas e pediátricas e salas de cirurgia que vão beneficiar 27 municípios da região sul e sudeste. O investimento é de cerca de R$ 29,2 milhões.

Fazenda

O Governo também está executando a obra de reforma e adequação lógica, divisórias e outras obras e serviços necessários à reparação do prédio onde se encontra instalados a sede administrativa da Secretaria de Estado da Fazenda. O investimento é de R$ 1,6 milhão.

Para a reforma do pátio do Posto Fiscal de Bela Vista, em São Miguel do Tocantins, está sendo investido R$ 1,2 milhão. A pasta também está com obras em Palmas, a reforma do Anexo III da Delegacia Regional Tributária, com recursos de R$ 487 mil.

Continue Lendo

Estado

Setembro Amarelo: Secretaria de Saúde realiza palestras sobre valorização da vida

Publicados

em

Setembro é o mês dedicado à campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. No Brasil, o setembro Amarelo, foi criado em 2015 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), e diversas ações são realizadas em prol da valorização da vida. A idéia é promover eventos que abram espaço para debates sobre suicídio e divulgar o tema alertando a população sobre a importância de sua discussão.

Em Gurupi, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf-AB) está realizando palestras nas unidades básicas de saúde para falar sobre o tema. Durante as palestras, as psicólogas alertam sobre a importância do diálogo, do saber ouvir e que a dor que pessoa possa sentir pode ser acalentada buscando ajuda profissional e até mesmo conversando com alguém.

O Nasf realizou palestra nesta terça-feira, 10, na Unidade Básica do setor Vila Íris e ainda estará em outras Unidades. No dia 17 de setembro palestra no Sesc Senac, às 8h30 e 14h com a Psicóloga Helloysa Chayane de Melo. No dia 18 palestra com a psicóloga Rejane Dionízio, no Centro comunitário do setor São José, às 18h e no dia 19, às 15h na UBS setor Casego. No dia 29, às 8h30, a psicóloga Ana Paula Antunes realizará roda de conversa com o grupo Desbravadores em parcerias com a Igreja Adventista Vila Independência, UBS’s dos setores Pedroso, Waldir Lins e Jardim dos Buritis.

Durante esse mês será realizado na UBS Vila Íris “acolhimento psíquico” nas segundas feiras das 7h30 às 11h, e às quartas-feiras na UBS Parque das Acácias.

O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) realizará nos dias 20 e 27, às 9h, blitzen educativas de promoção e valorização a vida, na avenida Goiás.

Se a pessoa que sente tristeza profunda e não quer conversar com alguém conhecido por causa da timidez, ou, medo de ser criticado e não compreendido, pode ligar no 188 e conversar anonimamente.

Continue Lendo

Estado

Governador Carlesse recebe executivos da BRK e conhece investimentos da empresa no Estado

 Empresa deve investir R$ 1,8 bi nos 47 municípios em que detém concessão e anuncia nova estação de tratamento em Araguaína

Publicados

em

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, recebeu em audiência na manhã desta quarta-feira, 11, a presidente da BRK Ambiental, Tereza Vernaglia e o diretor da BRK Tocantins, Thadeu Pinto. Os executivos estiveram no Palácio Araguaia para apresentar ao Governador, os investimentos que a concessionária dos serviços de água e esgoto tem efetuado no Estado.

De acordo com a presidente da empresa, até 2025, a BRK irá investir cerca R$ 1,8 bi nos 47 municípios em que detém a concessão da prestação de serviço. A empresa espera até a metade da próxima década, chegar à marca de 80% da população destes municípios atendidas com rede de esgoto. Ainda segundo a presidente da BRK, atualmente 99% da população dentro da área de concessão da empresa já recebe água tratada.

O governador Mauro Carlesse afirmou que o interesse do Governo é ver esses investimentos serem revertidos em benefício para a população, seja na melhoria da qualidade de vida, com água de boa qualidade e uma rede de coleta de esgoto eficiente e ambientalmente sustentável, como na geração de empregos para os trabalhadores locais na execução dessas obras. “Queremos fazer o Estado crescer e melhorar a vida das pessoas. A população merece uma água de qualidade, com preço acessível e para isso o Governo estará sempre aberto para ouvir as demandas e buscar as soluções”, afirmou o Governador.

ETE Lontra

Ainda sobre os investimentos da BRK no Estado, a presidente Tereza Vernaglia informou ao Governador que já está prevista a construção de uma nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), em Araguaína, denominada ETE Lontra, que utilizará tecnologia de ponta, com menor utilização de área, de água e que devolve a água à natureza com melhor qualidade. A previsão da empresa é que a obra esteja pronta até 2021.

Presentes

Também participaram da reunião, o secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Vidal, a presidente da Agencia Tocantinense de Regulação, Juliana Matos, o presidente da Agência Tocantinense de Saneamento, Romis Silva, e o presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Sebastião Albuquerque.

 

Continue Lendo

Notícias