Conecte-se conosco

Estado

Comitê avícola se reúne para discutir normas e ações visando crescimento do setor

Cadeia produtiva de frango discutirá defesa sanitária das aves e o aprimoramento das atividades desenvolvidas

Publicados

em

Cadeia produtiva de frango discutirá defesa sanitária das aves e o aprimoramento das atividades desenvolvidas

As 137 granjas de aves comerciais do Tocantins têm capacidade para alojar 8,5 milhões de aves, sendo dessas 134 de corte e três de aves de postura. Visando fortalecer e buscar melhorias para o setor, representantes do Comitê de Sanidade Avícola do Estado Tocantins (Coesa), ao qual a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) faz parte, estarão reunidos nesta quinta-feira, 13,às 9 horas, no auditório do Sindicato Rural de Araguaína.

A responsável pelo Programa Estadual de Sanidade Avícola da Adapec e presidente do Coesa, Keyte Moreira, explica que as reuniões são realizadas periodicamente em diferentes regiões do Estado para debater as necessidades sanitárias do setor e aprimorar as normas e as ações. “Daremos ênfase as principais doenças e debateremos propostas e metas para o crescimento da avicultura industrial do Tocantins”, disse Keyte Moreira.

Os temas sobre resultado de vigilância passiva; resistência antimicrobiana e resultados de auditorias ficarão a cargo do auditor fiscal federal da agricultura, Welciton Assunção Alves. Aproveitando a oportunidade, será ministrada uma palestra sobre as estratégias para retirada da vacinação contra a febre aftosa, que será apresentada pelo supervisor da área animal, Marques Barbosa.

Comitê

Fazem parte do Comitê de Sanidade Avícola do Estado o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), Instituto Rural do Tocantins (Ruraltins), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Associação dos Avicultores do Centro do Tocantins, Associação dos Avicultores do Norte do Tocantins, Santa Isabel e Frango Americano.

Dados

De acordo com o Ministério da Agricultura, no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2018, o Tocantins exportou 1,4 mil toneladas de carnes de frango, tendo como principais países importadores o Hong Kong, Omã e Mianmar (Birmania). Nesse mesmo período, foram abatidos nos frigoríficos registrados no Serviço de Inspeção Federal (SIF) mais de 12,6 mil toneladas de aves.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Estado

Governo do Tocantins realiza procedimentos cardíacos menos invasivos e com alta taxa de eficiência

Técnica via hemodinâmica será realizada em recém-nascidos e adolescentes até 18 anos

Publicados

em

Procedimentos terão início neste mês de junho, de acordo com a demanda do Estado

Com o intuito de prestar atendimento mais amplo e eficiente à crianças e adolescentes com cardiopatias, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) firmou contrato com empresa Medplus que realizará procedimentos cardíacos via hemodinâmica nos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A técnica, menos invasiva e com alta taxa de eficiência, será utilizada nos procedimentos a partir deste mês, de acordo com a demanda do Estado.

O titular da SES, Dr. Edgar Tollini, explica que “devido o Tocantins ainda não dispor de médicos que realizem esses procedimentos, os pacientes que sofriam com esses problemas cardíacos tinham que ser transferidos para outros estados. Assim, foi necessário contratar essa empresa para prestar esse atendimento específico aos cardiopatas do nosso Estado”.

O secretário informou ainda que os procedimentos serão realizados em recém-nascidos e adolescentes até 18 anos “pacientes com necessidade de cateterismo de urgência serão realizados em Palmas e Araguaína, dependendo do local em que estiver. Os procedimentos eletivos serão realizados no Hospital Dom Orione seguindo um fluxo feito pela SES e obedecendo a fila criada pela Central de Regulação do Estado”, destacou.

“Com esse procedimento, conseguiremos tratar de forma menos invasiva as diversas cardiopatias congênitas, e isso é relevante porque com essa técnica será possível reduzir o tempo de internação hospitalar, diminuir agressões, até mesmo de cirurgia abertas. Tem um pós-operatório com recuperação mais rápida, e também possibilita diminuir a fila de cirurgias cardíacas abertas que só crescem a cada dia”, explica o cardiologista pediátrico e ecocardiografista pediátrica, do Hospital Municipal de Araguaína, Márcio Miranda Brito.

Um dos médicos que será responsável por realizar os procedimentos, é o pediatra, cardiopediatra e hemodinamicista especializado em cardiopatia congênita, Paulo Correia Calamita, que explica como funciona. “Esse exame permite aprimorar ferramentas diagnósticas e tratar grande parte das principais cardiopatias congênitas. É uma ferramenta importante para o funcionamento da cardiologia pediátrica. Em alguns casos estabiliza urgências pré-operatórias, principalmente no período neonatal (menores que 28 dias), bem como pode ser opção para tratamento de diversas cardiopatias quando bem indicado”, esclarece.

A empresa prestadora dos serviços fará por mês até seis procedimentos, três diagnósticos e três terapêuticos. No momento há apenas uma criança aguardando esse procedimento no Estado.

Hemodinâmica

A técnica de hemodinâmica consiste em um conjunto de componentes físicos que constituem o bombeamento de sangue no sistema cardiovascular e utiliza a técnica do cateterismo.

Medplus

O extrato do contrato com a empresa que prestará os serviços, Mediplus Serviços Médicos LTDA, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 20 de maio de 2020. O contrato terá duração de 12 meses, sendo possível prorrogação por igual período.

Continue Lendo

Estado

Governo do Tocantins incentiva empresas a participarem do edital que disponibiliza R$ 132 milhões para pesquisas de combate à Covid-19

Inscrições para a seleção pública estão abertas até o próximo dia 21 de junho

Publicados

em

Empresas tocantinenses têm a oportunidade de participar de edital que libera R$ 132 milhões para incorporação de novas soluções tecnológicas

Estão abertas as inscrições para a seleção pública que concede recursos para o desenvolvimento de ações de combate à pandemia, no que tange a proteção de equipes da cadeia médico-hospitalar. Podem participar empresas com viés na inovação tecnológica que trabalhem temas como Biotecnologia, Healthtech, Internet das Coisas e Saúde. O Governo Federal vai dispor um recurso no valor de R$ 132 milhões. As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 21 de junho, por meio do envio de propostas e documentação exigidas em edital. O Governo do Tocantins, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt), apoia e incentiva as empresas do Estado a participarem do edital.

Os empresários interessados podem participar de uma das três linhas temáticas: Soluções inovadoras em ventiladores pulmonares mecânicos e equipamentos suplementares de suporte a vida pertinentes ao combate do Covid-19; Soluções inovadoras para testes diagnósticos e biosensores, reagentes e insumos associados para atender ações relacionadas ao combate da Covid-19. Já a 3º linha temática, visa soluções inovadoras para máscaras de proteção e equipamentos e sistemas de descontaminação, desinfecção e esterilização para atender ações relacionadas à Covid-19, tanto a redução de carga viral em ambientes, equipamentos e consumíveis, quanto a sua manipulação e contenção objetivando biossegurança, bioproteção e biodefesa.

A empresa proponente deve solicitar um recurso que varia de R$ 500 mil a R$ 5 milhões. A vencedora fará gestão dos recursos, do projeto e da prestação de contas. As beneficiárias (proponente e coexecutora) cujas propostas forem aprovadas poderão ser objeto de visita técnica ou outro procedimento de verificação, por meio de envio de vídeo ininterrupto de todas as instalações ou de registro fotográfico das instalações e demais elementos necessários ao projeto, para conferir os dados informados na apresentação da proposta, especialmente quanto à infraestrutura física e à equipe executora própria da empresa, bem como outras informações relevantes prestadas no processo seletivo.

Propostas

As propostas serão avaliadas quanto aos aspectos formais, técnicos e jurídicos, além de passar por análise de mérito do Comitê de Avaliação formado por analistas da Financiadora de Estudo e Projetos (Finep), do Governo Federal, ou por consultores internos ou externos. Após aprovado, o projeto deve ser executado em 12 meses, podendo ser prorrogável. Mais informações devem ser consultadas no edital https://fapt.to.gov.br/editais/. O Formulário de Apresentação de Proposta estará disponível no site http://www.finep.gov.br/ a partir desta sexta-feira, 5. O resultado preliminar está previsto para o dia 1º de julho e o resultado final no dia 31 de julho deste ano.

Os proponentes deverão preencher o Formulário de Apresentação de Proposta e juntar a documentação da empresa como Contrato/Estatuto Social, atualizado e devidamente arquivado no registro competente (Junta Comercial ou Registro Civil de Pessoas Jurídicas) e eventuais alterações, caso não esteja consolidado; Ato de eleição/nomeação da atual administração; Relação dos acionistas majoritários, com sua qualificação completa, assinada digitalmente pelos representantes legais da beneficiária ou digitalizada, no caso de sociedades por ações; Balanço Patrimonial (BP) 2018, se houver, e 2019, assinado digitalmente pelo contador e seu representante legal ou digitalizado; Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) referente aos anos de 2018, se houver, e 2019, assinado digitalmente pelo contador e seu representante legal ou digitalizado.

Para fins de participação neste edital, as empresas que, por questões de Legislação Tributária, forem optantes pelo Simples Nacional não estão isentas de apresentar a documentação contábil exigida.

Recurso

O recurso é oriundo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, por meio da Financiadora de Estudo e Projetos (Finep), com contrapartida da empresa proponente conforme solicitação de recurso.

 

 

Continue Lendo

Estado

Estado realiza procedimentos cardíacos menos invasivos e com alta taxa de eficiência

Técnica via hemodinâmica será realizada em recém-nascidos e adolescentes até 18 anos

Publicados

em

Procedimentos terão início neste mês de junho, de acordo com a demanda do Estado

Com o intuito de prestar atendimento mais amplo e eficiente à crianças e adolescentes com cardiopatias, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) firmou contrato com empresa Medplus que realizará procedimentos cardíacos via hemodinâmica nos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A técnica, menos invasiva e com alta taxa de eficiência, será utilizada nos procedimentos a partir deste mês, de acordo com a demanda do Estado.

O titular da SES, Dr. Edgar Tollini, explica que “devido o Tocantins ainda não dispor de médicos que realizem esses procedimentos, os pacientes que sofriam com esses problemas cardíacos tinham que ser transferidos para outros estados. Assim, foi necessário contratar essa empresa para prestar esse atendimento específico aos cardiopatas do nosso Estado”.

O secretário informou ainda que os procedimentos serão realizados em recém-nascidos e adolescentes até 18 anos “pacientes com necessidade de cateterismo de urgência serão realizados em Palmas e Araguaína, dependendo do local em que estiver. Os procedimentos eletivos serão realizados no Hospital Dom Orione seguindo um fluxo feito pela SES e obedecendo a fila criada pela Central de Regulação do Estado”, destacou.

“Com esse procedimento, conseguiremos tratar de forma menos invasiva as diversas cardiopatias congênitas, e isso é relevante porque com essa técnica será possível reduzir o tempo de internação hospitalar, diminuir agressões, até mesmo de cirurgia abertas. Tem um pós-operatório com recuperação mais rápida, e também possibilita diminuir a fila de cirurgias cardíacas abertas que só crescem a cada dia”, explica o cardiologista pediátrico e ecocardiografista pediátrica, do Hospital Municipal de Araguaína, Márcio Miranda Brito.

Um dos médicos que será responsável por realizar os procedimentos, é o pediatra, cardiopediatra e hemodinamicista especializado em cardiopatia congênita, Paulo Correia Calamita, que explica como funciona. “Esse exame permite aprimorar ferramentas diagnósticas e tratar grande parte das principais cardiopatias congênitas. É uma ferramenta importante para o funcionamento da cardiologia pediátrica. Em alguns casos estabiliza urgências pré-operatórias, principalmente no período neonatal (menores que 28 dias), bem como pode ser opção para tratamento de diversas cardiopatias quando bem indicado”, esclarece.

A empresa prestadora dos serviços fará por mês até seis procedimentos, três diagnósticos e três terapêuticos. No momento há apenas uma criança aguardando esse procedimento no Estado.

Hemodinâmica

A técnica de hemodinâmica consiste em um conjunto de componentes físicos que constituem o bombeamento de sangue no sistema cardiovascular e utiliza a técnica do cateterismo.

Medplus

O extrato do contrato com a empresa que prestará os serviços, Mediplus Serviços Médicos LTDA, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 20 de maio de 2020. O contrato terá duração de 12 meses, sendo possível prorrogação por igual período.

 

Continue Lendo

Notícias