Conecte-se conosco

Cultura

‘Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos’ terá sessão especial no Cine Cultura, com a presença dos diretores

Publicados

em

Filme foi rodado ao longo de nove meses na aldeia Pedra Branca, Terra Indígena Krahô, em Itacajá-TO

Premiado no Festival de Cannes, com o Prêmio Especial do Júri da mostra Un Certain Regard, o filme ‘Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos’, será exibido em sessão especial no Cine Cultura, no dia 13 de abril, às 19h. A sessão contará com a presença dos diretores João Salaviza e Rennée Nader Messora. O evento é promovido pela Fundação Cultural de Palmas (FCP), em parceria com o Ponto de Cultura Telas em Cena e Spatium Arte e Cultura e Universidade Federal do Tocantins.

Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos teve estreia mundial na última edição do Festival de Cannes, onde ganhou o Prêmio Especial do Júri da mostra Un Certain Regard. Rodado ao longo de nove meses na aldeia Pedra Branca (Terra Indígena Krahô, no Tocantins), em negativo 16mm, o filme acompanha Ihjãc, um jovem Krahô, que após um encontro com o espírito do seu falecido pai, se vê obrigado a realizar sua festa de fim de luto. Rejeitando seu dever e com o objetivo de escapar do processo de se transformar em xamã, ele foge para a cidade, onde enfrentará a realidade de ser um indígena no Brasil contemporâneo.

As filmagens foram precedidas por uma longa relação de Renée com o povo Krahô, que se iniciou em 2009. Desde então, a diretora (também fotógrafa do filme) trabalha com a comunidade, participando na mobilização do coletivo de cinegrafistas indígenas Mentuwajê Guardiões da Cultura. O trabalho do grupo é focado na utilização do audiovisual como instrumento para a autodeterminação e o fortalecimento da identidade cultural. Em 2014, João Salaviza conheceu os Krahô e, juntos durante longas estadias na aldeia, começaram a imaginar o que viria a ser o filme. A sessão vai contar também com a participação da integrantes da Aldeia Krahô Pedra Branca, que participaram do filme.

Os ingressos custam R$ 12 para todos e podem ser adquiridos na Loja da Fundação Cultural no Capim Dourado Shopping ou no local do evento.

Sinopse

Ihjãc é um jovem da etnia Krahô, que mora na aldeia Pedra Branca, em Tocantins. Após a morte do pai, ele recusa-se a se tornar xamã e foge para a cidade. Longe de seu povo e da própria cultura, Ihjãc enfrenta as dificuldades de ser um indígena no Brasil contemporâneo. Prêmio Especial do Júri na Mostra Un Certain Regard, do Festival de Cannes.

Principais festivais e prêmios

 Cannes Int. Film Festival (Prêmio Especial do Júri – Un Certain Regard) Mar del Plata Int. Film Festival (Prêmio Especial do Júri) Festival do Rio (Melhor Direção / Melhor Fotografia) Lima Film Festival (Melhor Filme / Melhor Fotografia) La Orquidea Film Festival (Melhor Primeira Obra) Minsk Int. Film Festival Listapad (Melhor Filme) Panorama Internacional Coisa de Cinema (Prémio IndieLisboa) Fidocs Int. Documentary Festival Santiago Chile (Menção Especial do Júri).

Renée Nader Messora

Nascida em São Paulo, em 1979. Formada em Direção de Fotografia pela Universidad del Cine, em Buenos Aires. Por 15 anos, trabalhou como assistente de direção no Brasil, Argentina e Portugal. Em 2009, Renée Nader Messora conheceu os Krahô e, desde então, ela trabalha com a comunidade, contribuindo na organização de um coletivo de jovens cinegrafistas. O foco do trabalho do grupo Mentuwajê Guardiões da Cultural é usar as ferramentas audiovisuais para o fortalecimento da identidade cultural e a autodeterminação da comunidade. Chuva é cantoria na aldeia dos mortos é seu primeiro longa-metragem.

João Salaviza

 Nascido em Lisboa em 1984. Formado na ESTC, em Lisboa, e na Universidad del Cine, em Buenos Aires. Seu primeiro longa-metragem, Montanha, teve estreia mundial na Semana da Crítica do Festival de Veneza, em 2015. Veio na sequência de uma trilogia de curtas formada por Rafa (Berlinale Golden Bear 2012), ARENA (Palme d’Or no Festival de Cannes 2009) e Cerro Negro (Rotterdam em 2012). Recentemente voltou ao Festival de Berlim com os curtas Altas Cidades de Ossadas e Russa (co-dirigido com Ricardo Alves Jr). Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos, co-dirigido com Renée Nader Messora, é seu segundo longa-metragem.

Serviço

Sessão Especial de ‘Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos’

Local: Cine Cultura

Quando: 13/04 às 19h

Ingressos: R$ 13,00

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Tocantins terá shows no mundial do Rock

Publicados

em

No próximo sábado, 13 de julho, data reconhecida no Brasil como Dia Mundial do Rock, haverá shows em Palmas e em Araguaína para celebrar o gênero musical. Na capital a Banda La Gaveta fará uma homenagem aos lendários: Legião Urbana e Engenheiros do Havaí. Em Araguaína a Banda The Norths irá tocar hits nacionais e internacionais. A promessa é levar nostalgia aos amantes do rock. O evento é organizado pelas concessionárias do Grupo Serraverde.

As apresentações, abertas ao público, começarão às 11h da manhã. A estrutura será montada no sentido de criar o ambiente que se remeta a todos os estilos do rock.

O gerente de marketing do Grupo Serraverde – João Paulo Gomes – disse que a ideia do projeto é inovar.

“Celebrar o rock aqui no Tocantins, todos os anos, sempre se faz. A gente pensou em fugir do tradicional. Vamos fazer um dia de rock e não uma noite de rock. É uma oportunidade de valorizar os artistas locais homenageando grandes nomes do rock nacional também. Claro que haverá ainda o melhor do rock and roll internacional”.

Ele explicou ainda que os jipeiros têm uma ligação direta com o jeito autêntico roqueiro de ser.

“Aventura e paixão tem tudo a ver com o rock. O rock traz personalidade, identidade. O roqueiro é autêntico, único, assim como o Jeep”, finalizou.

Dia Mundial do Rock

A data faz homenagem ao estilo musical, que revolucionou a música e o comportamento social da juventude a partir da metade do século XX: o Rock n’ Roll.

Uma banda de rock é formada por um cantor, um ou dois guitarristas, um baterista e um baixista.

Atualmente, o rock é um gênero musical composto por várias influências com propósito original de lutar pela “liberdade de expressão”.

Banda La Gaveta

É uma banda de rock alternativo, formada em 2016, por músicos de vasto perfil palmense, que investem no novo e no moderno sem perder o padrão da velha musicalidade brasileira com um sutil molejo das terras tocantinenses.

Banda The Norths

The Norths, ou “Os Nortes”, os rumos, os vários pontos de referência ou Região Norte brasileira, norte do Tocantins, ou quem sabe, uma referência pop/rock para o norte do estado, para o norte do pais. Enfim, essa foi a brincadeira que trouxe o nome para banda que desde 2009 anima as noites Araguainenses. O grupo tem um repertório vasto que passa por Barão Vermelho, Legião Urbana, Guns N’ Roses e Paralamas do Sucesso.

Serviço:

Dia Mundial do Rock

Sábado, 13 de julho

PALMAS

Local: Estrutura montada na Av. NS 1, Qd 101 Sul (estacionamento das Lojas Grand Canyon e Grande Rio Ronda

Horário: A partir das 11h

Entrada de graça

ARAGUAÍNA

Local: Estrutura montada na Av. Marginal Neblina (estacionamento da Grand Canyon)

Horário: A partir das 11h

Entrada de graça

Contato: João Paulo/JP (63) 98411-5052 (WhatsApp)|99225-0749

Continue Lendo

Cultura

Primeira edição do projeto Sexta Cultural ganha nova data de estreia

Evento será realizado na segunda quinzena de agosto e contará com seis edições nesta primeira temporada, com 26 artistas/grupos

Publicados

em

Genésio Tocantins faz parte da programação nesta primeira edição, que contará com apresentações musicais e intervenções artísticas

A primeira edição do projeto Sexta Cultura, evento que será realizado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), previsto para estrear na sexta-feira, 12 de julho, foi adiado para a segunda quinzena de agosto. O motivo para o adiamento tem a ver com questões burocráticas para contratação da estrutura.

De acordo com a Adetuc, além das apresentações musicais e intervenções teatrais e circenses, visando a formação de público e divulgação dos artistas regionais, está prevista a montagem de uma praça de alimentação em frente ao Memorial Coluna Prestas, com venda de produtos artesanais e espaço para comercialização de CDs e outros produtos dos artistas participantes.

O evento contará com seis edições nesta primeira temporada, com 26 artistas/grupos ao todo. A primeira terá como atrações os músicos Genésio Tocantins, Quésia Carvalho, Luiz Tupiniquim, Júnior Sete Cordas e Éverton dos Andes, com intervenções de grupo de hip hop e Circo Os Caco.

 

Continue Lendo

Cultura

Cine Cristão: Filme Gospel lota salas do Mobi Cine de Gurupi

Publicados

em

 

O Grupo Mobi Cine acredita que o cinema não se limita a apenas alguns minutos em uma sala escura, e sim, um elemento que se faz presente na vida das pessoas e seus momentos especiais, levando emoção e entretenimento para nossos clientes. Baseado neste conceito, está em constante crescimento, levando cultura e diversão a milhares de espectadores.

Nessa proposta, o grupo criou o “Cine Cristão” onde exibe filmes voltados para o segmento evangélico, e com este propósito, de sempre oferecer ao seu público muito mais do que a diversão, a empresa iniciou esse projeto que alcança a cada filme, centenas de igrejas.

Segue abaixo fotos de algumas das várias igrejas que assistiram o filme “Superação – O Milagre da Fé”:

 

Continue Lendo

Notícias