Conecte-se conosco

Estado

11 dicas de segurança para os romeiros do Senhor do Bonfim

Fiéis devem redobrar atenção para evitar transtornos durante as festividades

Publicados

em

Para garantir que a segurança não seja comprometida é necessário atenção em diversas situações como no trânsito, com objetos valiosos e até mesmo com eventuais tipos de importunações sexuais

As festividades em comemoração ao Senhor do Bonfim movimentam o roteiro turístico religioso do estado, no mês de agosto. Milhares de pessoas participam das comemorações que, no Tocantins, ocorrem nos municípios de Araguacema, Natividade, Silvanópolis e Tabocão.

Para garantir que a segurança dos fiéis e romeiros não seja comprometida, além dos trabalhos das forças de segurança do Estado, é necessário bastante atenção em diversas situações como no trânsito, com objetos valiosos e até mesmo com eventuais tipos de importunações sexuais.

Para que você possa curtir a festividade com tranquilidade, listamos abaixo 11 dicas de segurança.

1 – Evite utilizar objetos de valor como joias ou relógios, pois eles chamam a atenção de infratores; não leve carteira contendo grande quantidade de dinheiro e/ou cartões de crédito; leve apenas o necessário para as despesas e procure distribuir em mais de um bolso; não leve todos os documentos pessoais, assim caso haja a perda, não haverá necessidade de providenciar a segunda via de todos eles.

2 – Evite garrafas ou utensílios de vidro; na mão de pessoas mal intencionadas, podem se transformar em armas.

3 – Evite levar crianças pequenas para locais com aglomerações e, caso leve, as mantenha sempre próximas a você, identificando-as com etiquetas contendo informações como nome e telefone. Para o caso de desencontro com alguém do grupo, marque um local para reencontro.

4 – Caso visualize algum princípio de tumulto, afaste-se e procure a Polícia Militar para fazer a devida intervenção. Desconfie de esbarrões, empurrões e confira seus pertences pessoais periodicamente durante o evento. E, caso perceba que possa estar sendo seguido, procure se deslocar por lugares movimentados e procure a Polícia Militar que estará garantindo a segurança durante a romaria.

5 – Objetos pessoais como bolsas, celulares e carteiras devem ser mantidos à frente do corpo. Cuidado com o celular, evite deixá-lo sobre mesas e distrair-se com aplicativos e redes sociais deixando de observar a movimentação ao redor.

6 – Caso vá para a romaria de veículo, cuidado ao estacionar. Deixe seu veículo de preferência em estacionamentos credenciados, evitando locais isolados ou mal iluminados e não deixe objetos visíveis no interior do veículo.

7 – A Polícia Militar orienta aos romeiros que tenham bastante atenção durante o trajeto nas rodovias e estradas devido ao intenso fluxo de veículos e que procurem se deslocar nos acostamentos, ou onde não houver, às margens das rodovias, buscando o máximo possível de distância dos veículos.

8 – Caminhe no sentido contrário da via para ter visibilidade e em fila indiana; use roupas claras e coloridas e de preferência, peças com elementos refletivos para ser visto com maior facilidade pelos condutores dos veículos.

9 – Evite caminhar durante a noite ou madrugada e não descanse nos acostamentos das rodovias, busque locais próximos fora da abrangência das vias e acostamentos para evitar atropelamentos durante o repouso.

10 – Evite distrações durante o percurso, usar fone de ouvido ou aparelhos celulares e seus aplicativos. E para evitar desgastes físicos, hidrate-se bastante, utilize roupas leves e cobertura para a cabeça e não se esqueça do protetor solar.

11 – Atenção com o crime de importunação sexual, exija distância nas filas de banheiro e outros. Toques e esbarrão voluntários que ofendem a liberdade sexual é crime, procure ajuda.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

MPTO recomenda ao Naturatins fiscalização emergencial no rio Formoso para coibir captação irregular de água

Publicados

em

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) emitiu recomendação ao Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), nesta sexta-feira, 16, orientando que envie equipe emergencial de fiscalização à região do projeto Rio Formoso. A intenção é que seja coibido o uso irregular de recursos hídricos para fins de irrigação de empreendimentos agrícolas neste período de estiagem.

A recomendação é para que sejam autuados os empreendedores que estão captando recursos hídricos fora do período permitido pelas licenças de Naturatins, as quais foram suspensas no último dia 31. Em vistoria técnica entre os dias 6 e 8 deste mês, o MPTO constatou que algumas bombas de captação continuam em atividade.

O Naturatins também é orientado pelo MPTO a determinar aos empreendedores agrícolas que desmontem as estruturas móveis de barragens, de modo a permitir que a vazão dos recursos hídricos represados assegure o equilíbrio sustentável da bacia do rio Formoso.

Ainda de acordo com a recomendação do Ministério Público, o Naturatins deve adotar as medidas administrativas que forem necessárias para o cumprimento da suspensão das licenças de captação de água, tais como embargos, interdição, demolição de estruturas físicas em barragens e apreensão de bens.

A recomendação foi expedida pelo promotor de Justiça Francisco Brandes Júnior, titular da Promotoria de Justiça Regional do Araguaia.

A atuação da Promotoria de Justiça ocorre após vistoria técnica em que foi constatado que a foz do rio Formoso e o encontro com o rio Javaés encontram-se com aproximadamente 40 centímetros de lâmina de água, podendo ser atravessado a pé. Também chegaram reclamações à Ouvidoria do MPTO e à Promotoria de Justiça Regional do Araguaia, relatando que trechos do rio Formoso estão secos ou apenas com fios de água.

Continue Lendo

Estado

Força tarefa atua no combate do fogo na Serra do Lajeado

Fogo na Serra do Lajeado foi combatido no final da tarde desta quinta-feira, 15; extinção é o resultado do trabalho em conjunto das equipes de combate a incêndio florestal

Publicados

em

Bombeiros militares atuam no combate ao Fogo na Serra do Lajeado

O fogo na Serra do Lajeado foi combatido no final da tarde desta quinta-feira, 15. A extinção é o resultado do trabalho em conjunto das equipes de combate a incêndio florestal, que estão desde quarta-feira,14, lutando contra as chamas. A região começou a queimar um dia antes e com os fortes ventos deste período, a queimada ganhou proporção, e as instituições ambientais e de segurança pública se uniram em torno da situação.

O tenente-coronel Geraldo da Conceição Primo, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual, que avalia o resultado como positivo, explica que na manhã desta sexta-feira, 16, algumas equipes vão apenas executar o rescaldo e conferir tudo de perto para evitar a reignição. “O incêndio na Serra do Lajeado está sob controle. Significa que o incêndio não vai se alastrar, mesmo que ainda tenha focos dentro da área e pode ser que continue a fazer muita fumaça. Porém, esta é a fase denominada extinção e vigilância, quando as equipes permanecem no local apagando, extinguindo o fogo interno e acompanhando para que não pule fora do perímetro estabelecido”, explica o coordenador.

A Serra do Lajeado, segundo o tenente-coronel, tem características que dificultam o combate às chamas. “A serra é um lugar bastante irregular e de difícil acesso, a vegetação seca, a alta temperatura, a baixa umidade relativa do ar e, para completar, está ventando muito. É muito difícil controlar um incêndio florestal com um vento desse. Mas as equipes se empenharam e o fogo está sendo totalmente eliminado”, completa.

Além de equipes do Corpo de Bombeiros, brigadistas do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e militares do 22ª Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro atuaram no combate ao incêndio. No início da tarde de quinta-feira, 15, a pedido da Defesa Civil Estadual, outros 26 brigadistas do Prevfogo IBAMA, entraram no combate.

 

Continue Lendo

Estado

Lei que veda nomeação de condenados pela Maria da Penha a cargos públicos em comissão é sancionada por Mauro Carlesse

Lei apenas veda a nomeação após julgamento e condenação

Publicados

em

A Lei apenas veda a nomeação após julgamento e condenação

O governador do Tocantins Mauro Carlesse sanciona por meio do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira, 14, Lei que veda a nomeação para cargos públicos em comissão de pessoas que foram condenadas pela Lei Maria da Penha.

A Lei de autoria da deputada estadual Luana Ribeiro, apenas veda a nomeação após julgamento e condenação. O condenado poderá ser nomeado apenas com comprovação do cumprimento da pena.

Luana Ribeiro reforça que esta lei é uma forma de ampliar as mediada de combate à violência contra a mulher. “Proibir a nomeação de homens condenados por agressões em cargos comissionados nos órgãos da administração pública estadual acaba sendo mais uma forma de punição aos agressores. No fim, o objetivo é reforçar o enfrentamento a esse tipo de crime, que tem estatísticas cada vez mais alarmantes na sociedade”, afirma a deputada estadual.

A Lei abrange todos os Poderes do Estado do Tocantins.

 

Continue Lendo

Notícias